Dicas de Viagem: Alugando carro pela Europa

Atualizado por em 28/08/2017

Rogerio Milani

ALUGANDO CARRO VIAJANDO BEM E BARATO PELA EUROPA

Pensando em alugar carro na sua próxima viagem?! Então confira abaixo diversas dicas para se dar muito bem alugando carro para sua viagem pela Europa (as dicas também valem para alugar carro em qualquer cidade ou país do mundo):

1. Procure alugar seu carro ainda no Brasil, pagando em reais e evitando a surpresa de não encontrar o carro desejado na saída do aeroporto. Além disso, é um gasto a menos e sobra mais dinheiro para a viagem. Você chega no balcão da locadora, assina e já é encaminhado para o seu carro, num processo que não demora mais que 20 minutos. Se você for locar na hora, enfrenta filas e poderá ficar horas no atendimento, principalmente na alta temporada. Alugar carro em lojas de aeroportos é normalmente mais caro que alugar em lojas no centro ou bairros. Uma boa pedida é fazer cotação na RentCars, com valores em R$, parcelando em 12x e sem IOF.

2. Para quem não tem muita fluência em inglês ou na língua do país que visitará, o ideal é alugar carro diretamente aqui no Brasil. Contratar, resolver algum problema com o carro ou acionar o seguro ficará bem mais fácil através da chamada gratuita diretamente com o Brasil que as grandes operadoras como Hertz e Avis e as agregadoras Auto Europe, RentCars e Rental Cars (RentCars e Rental Cars são serviços altamente recomendados pelo blogueiro) disponibilizam.

3. Para os que vão locar diretamente na Europa e querem facilitar a aprovação, tenha um cartão de crédito com limite suficiente para o tempo que você for alugar o seu carro. Ou tenha em mãos dinheiro em espécie para cobrir a locação.

4. Para obter tarifas mais vantajosas, alugue por mais tempo. As locadoras oferecem melhores preços para locações de 7 ou mais dias.

5. Atente para descontos maiores na baixa temporada, entre outubro e março.

6. Na alta temporada, procure reservar com boa antecedência, para conseguir a categoria de carro desejado e valores atrativos.

Os preços mais baixos garantidos para o aluguer de automóveis em mais de 6.000 locais em todo o mundo

7. Não entre numa fria. Procure dar preferência para as grandes e mais conhecidas locadoras. Para pagamentos ainda no Brasil, opte pela AvisHertz, Auto Europe, RentCars ou Rental Cars (Rental Cars e Rent Cars são serviços altamente recomendados pelo blogueiro), que cobrem praticamente toda a Europa. Outra que está presente em mais de 160 países da Europa, tem ótimo conceito e também boas tarifas, é a Europcar. Para aluguel de carros na Espanha e Portugal, e somente dentro destes países, pois o seguro não é mais válido quando cruzar a fronteira, consulte a Pepecar. É uma das locadoras que tem as tarifas mais baratas para quem for locar por pouco tempo.

8. Para comparar tarifas, além de consultar diretamente os sites das locadoras, há, também, os sites da Rent Cars (a melhor opção para pagamento sem IOF e parcelado no cartão de crédito), Rental Cars (sempre com valores promocionais) e Auto Europe (agora com versão em português).

9. Confira atentamente o contrato de locação e verifique com o atendente o que mais será cobrado. Caso faça a reserva no Brasil, peça que enviem por email o contrato com a descrição completa de todos itens constantes. Normalmente há o seguro pessoal que as operadoras fazem diretamente na retirada do carro e é opcional. Se você nada falar, este seguro será cobrado na devolução do veículo.

10. Confira abaixo os itens relativos à locação de um veículo categoria perua, por 8 dias, na Hertz, em setembro de 2007. O veículo foi reservado e pago diretamente no Brasil, além de taxas e impostos que tiveram de ser pagos no local:
– Veículo Wagon Compact, Quilometragem Livre, Seguro completo com isenção de franquia e Taxas: US$ 474,56 (pagos no Brasil, em moeda local, conversão do dia)
– Seguro Pessoal (4 pessoas): EUR 58,80 (pagos no local)
– Taxa Aeroporto: EUR 32,00 (pagos no local)
– GPS: EUR 69,50 (pagos no local)
– Taxa Governo: EUR 22,08 (pagos no local)

11. Verifique se há a possibilidade e se seu seguro cobre a circulação entre vários países. Muitos seguros não valem mais quando você sai do país onde locou o automóvel.

12. Esta recomendação é fundamental: faça sempre o seguro completo do seu carro, não o parcial. Seu passeio será muito mais tranquilo e você não terá que desembolsar nenhuma quantia surpresa, somente a franquia mínima. Aqui vale também negociar com a locadora a contratação da isenção da franquia.

13. Opte, preferencialmente, pelas locações com quilometragem livre. quando seu passeio durar mais que 2 dias.

14. Se a sua opção do abastecimento de combustível for a Full to Full, devolva o veículo com o tanque cheio, abastecendo em postos e pagando preços normais pelo combustível. O preço que as locadoras cobram por litro de combustível para quem devolve o veículo com o tanque não cheio chega a ser 50% mais caro que nos postos de combustíveis. Se a opção for a Full/Empty, você já pagará pelo tanque cheio na retirada e não precisará abastecer para devolver. Ou seja, devolva o veículo com o tanque o mais vazio possível, já que a locadora não pagará pelo combustível devolvido, a não ser em casos de locações por curto período de tempo, até 2 ou 3 dias, mas sempre verifique esta regra com cada locadora.

15. Leia as instruções básicas de funcionamento do seu veículo e também o tipo de combustível com o qual deve ser abastecido, já que na Europa você mesmo abastece seu veículo. Para cada tipo de combustível há um bocal diferente que deverá ser perfeitamente encaixado na entrada do tanque de seu carro. É muito comum, principalmente na primeira vez, confundir gasoil com gasolina e fazer piruetas para encaixar a bomba no bocal do combustível.

16. Antes de sair rodando, verifique pneus, latarias e possíveis avarias que possam haver no carro. De preferência, registre fotos e, se problema for mais grave, peça para trocar seu veículo.

17. Dimensione o carro para ter uma sobra de espaço aos passageiros e suas bagagens. Para a cidade e pouca mala, um veículo compacto. Para a estrada, um sedan ou perua. Se for viajar em quatro pessoas, por exemplo, invista na categoria perua para cima. Nada pior que viajar com uma mala no meio dos passageiros que viajam atrás.

18. Lembre-se de que você escolherá um grupo de automóvel, e não o veículo específico, pois a locadora lhe alugará o que estiver disponível. Caso reserve ainda no Brasil e não haja nenhum veículo da sua categoria ao chegar na locadora, ela será obrigada a lhe oferecer um veículo da classe superior à sua.

19. Quanto menor for a categoria do seu carro e menor a isenção de danos causados ao veículo locado, menor o valor de sua locação. Mas esta não é a combinação ideal. Economize na categoria e evite muita dor de cabeça investindo no seguro total e sem franquia de seu veículo.

20. Fique atento que a maioria das locadoras exigem idade mínima de 21 anos do condutor, além de 2 anos de validade da carteira de motorista.

21. Inclua na locação do seu carro um localizador via satélite, o GPS. Você pagará muito pouco por um equipamento que lhe fará economizar muito tempo e combustível. Ou então invista num App GPS para seu smartphone, como o Tom Tom.

22. Se for para a Europa no outono ou inverno, economize uma boa grana locando carros sem ar-condicionado, apenas com ar quente, os chamados “Greens Cars”.

23. Procure devolver o carro antes ou na data e hora marcadas, para não pagar uma diária a mais. A cobrança normal é por diária de 24 horas, com cobrança por hora adicional até a sexta hora, quando então é cobrado mais uma diária.

24. Os países que fazem parte do tratado de Shengen não exigem a carteira internacional de motorista. Mas recomendo fazer a carteira, para evitar perder muito tempo caso aconteça algum sinistro ou numa simples conferência policial. A carteira internacional, que pode ser adquirida no Detran, em um Centro de Habilitação de Condutores de sua cidade ou na Touring Internacional, facilita, pois já vem traduzida em diversas línguas estrangeiras.

RentCars

25. Você poderá locar seu automóvel em uma cidade de devolver noutra, mas antes verifique o quanto será cobrado de tarifa pelo retorno do veículo. Locar num país e devolver em outro, a cobrança será maior ainda! Para os que querem economizar, a dica é locar e devolver no mesmo local. A diferença pode chegar a 300 EUR tranquilamente.

26. Se você vai ficar um dia inteiro em uma cidade, circulando bastante, compare o que gastaria de táxi ou com o aluguel de um veículo. Poderá ser muito mais vantajoso sair de carro alugado do aeroporto e circular pela cidade do que andar de táxi. Mas se você for utilizar o transporte público, como trem ou metrô, seguramente será muito mais barato e ecologicamente correto.

27. Veja se há realmente a necessidade de alugar um carro durante a sua viagem. A maioria das cidades européias são muito bem servidas de transporte público e em muitas o melhor é conhecê-las a pé ou de bike. E lembre-se: em Londres, por exemplo. pagar o estacionamento pode sair mais caro que a diária de seu veículo.

28. Há regiões e passeios que combinam muito com carro, como a Rota Romântica na Alemanha, Toscana na Itália, Provença na França, um giro por Portugal, Andaluzia na Espanha, mas procure limitar o deslocamento diário em 300Km. E lembre-se da regra básica: alugar carro não combina com pressa nos passeios.

29. Em caso de multa, normalmente você pagará na hora. Mas quando for enviada para a locadora para cobrança posterior, ela pagará mas cobrará de você. Então, avise-a quando isto acontecer, para evitar cobranças judiciais.

30. Lembre-se de calcular uma média de quanto gastará de pedágios e combustível no trajeto que fará. Um site que pode ajudar nisto é o Via Michelin, que mantém sempre bem atualizada praticamente todas estradas da Europa, além de fornecer o valor médio de combustível de cada país. Outro bom serviço é o Map24, concorrente mais fraco do Michelin.

31. Uma dica infalível: alugue seu veículo com GPS e selecione, no equipamento, a ida por estradas não pedagiadas. Assim você curtirá as estradas internas, além de passar por dentro das cidades. Na volta, para não perder o prazo de devolução do carro, configure o GPS para te guiar pela rota mais rápida, pelas auto-estradas, que certamente terá pedágios.

32. Fique atento caso seu destino seja o Leste Europeu. Muitas locadoras não permitem o cruzamento de fronteiras entre países desta região. Uma exceção é locar um veículo na Alemanha, o que possibilita que você possa trafegar por Praga, Budapeste e outros países do Leste Europeu. E também fique ligado com a obrigatoriedade de portar o selo-pedágio, que pode ser comprado nas fronteiras, em postos de gasolina ou em agências de correios. Este selo é obrigatório na Eslováquia, República Tcheca, Hungria e Áustria, por exemplo, e custa em média 8 Euros por 7 dias, bem abaixo da média de uma multa por não portá-lo no carro, que pode chegar a 120 Euros na Áustria. Verifique bem as leis dos países por onde você vai circular, para saber da necessidade deste selo-pedágio ou de outros itens obrigatórios.

33. Se a locação do seu veículo for paga com cartão Platinum ou superior, você terá direito à cobertura de isenção de responsabilidade em casos de danos ao veículo. Para ter direito a esta cobertura, você deve recusar a opção de Isenção de Responsabilidade em Caso de Danos por Colisão (CDW/LDW) ou cobertura similar oferecida pela locadora no contrato de aluguel do automóvel. Para mais informações, clique aqui.

34. Lembre-se de conferir a legislação de trânsito do país por onde você viajará. Um carro alugado em um país estará sempre dentro das normas daquele país. Caso pretenda viajar por outros países, confira as exigências de cada um e solicite na retirada do veículo o que for necessário. Por exemplo: em Portugal a lei exige apenas um triângulo, já na Espanha você poderá ser multado caso seu veículo não possua os 2 triângulos exigidos por lei.

35. Confira atentamente o endereço de locação do seu veículo e também o de devolução. Peça, sempre, para que confirmem o endereço e se lá está tudo funcionando, se não houve alguma mudança de endereço. Recentemente loquei um veículo e, ao chegar no local, o escritório havia se mudado e não informava o novo endereço. Até descobrir o novo endereço e seguir até lá para retirar o veículo, perdeu-se um bom tempo e também dinheiro (taxi e transporte público).

_______________________________________________________

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita na Europa
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas comprando ingressos antecipados
Organize passeios nas cidades e arredores
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Real Seguros, Mondial Assistance ou World Nomads

_______________________________________________________

banners05animado01

Tags

277 Comentários

  1. Boa noite Rogerio,
    Todas as empresas indicadas nos sites RentCars, Rental Cars e Pepecar são confiáveis?

    Comente
  2. Olá, Rogério
    Parabéns pelo blog, muito claro e instrutivo.
    Viajaremos em maio para Alemanha e Áustria. Parte (5 dias) do roteiro, faremos em carro a ser alugado (Sixt) em Heidelberg e devolvido em Linz. Gostaríamos de saber:
    1. Os carros locados vêm com colete reflexivo, kit de primeiros socorros e triângulo?
    2. O seguro obrigatório na Alemanha e na Áustria é o relativo a terceiros, “third party insurance”, que está incluído no preço? Se loco na Alemanha, vale também na Áustria?
    3. Na Áustria, o Autobahnpickel, adesivo relativo a pedágios, pode ser adquirido já no ingresso no país? E o selo ambiental?
    4. Conheces o chip EasySim4u?
    6. O Waze funciona em que línguas nesses países? E o GPS das locadoras?
    Qualquer ajuda será de muito proveito.
    Se quiseres, podes responder por e-mail.
    Abraço,
    Reginaldo

    Comente
  3. Olá Rogério.

    Parabéns pelo blog, são bem úteis as dicas.
    Sempre tenho problemas ao alugar carro referente a bagagem, as informações não são coerentes com o modelo do carro, sempre procuro alugar um maior para ter certeza sem surpresas, porém fica mais caro.
    Sabe informar se alugar carro para 3 pessoas em modelo onde o banco é bipartido, usando esse espaço para malas, tem problema de circulação nas estradas em Portugal?

    Abraço.
    Obrigado.

    Comente
    • Rogerio Milani

      Oi Luciano, tudo bem?!

      Se for apenas para ir de uma cidade a outra, sem parar para visitas, eu não vejo problemas. Mas se forem visitar algum lugar e as bagagens ficarem no carro, recomendo deixar num estacionamento pago e que bagagens não fiquem à mostra, ok?!

      Abraço!

      Comente
  4. Oi Rogério
    Vc recomenda aluguel de carro em barcelona para ir até andorra? Há alguma locadora mais indicada para a referida locação?

    Comente
    • Rogerio Milani

      Oi Denise, tudo bem?!

      Sim, fazer Barcelona-Andorra de carro é uma boa! Sobre a locadora, não tenho recomendação, o importante é avaliar todas as informações e também verificar direitinho o contrato, ok?!

      Abraço!

      Comente
  5. Ola,
    Estou agendando uma viagem a Itália, e gostaria de saber se posso escolher o carro de minha preferencia? Outra vez eu peguei um carro bom, um Punto-Fiat, e como nesta viagem vou levar a familia, eu gostaria de andar com uma XC60, até para conhecer o carro. É possivel?

    Comente
    • Rogerio Milani

      Olá Adriano, tudo bem?

      As locadoras não podem garantir o modelo do veículo, mas podem garantir a categoria, no caso do carro mencionado a X60 é uma SUV, e acredito que na Itália você pode conseguir este veículo sim.

      Temos duas formas de fazer isso:

      1 – Com o link abaixo, com um resultado de busca para Itália escolhendo a categoria SUV, onde você poderá preencher com as datas e cidades para retirada e devolução: http://www.rentcars.com.br/reserva/listar/4009-1487419200-4009-1488286800?requestorid=68
      A única locadora que atualmente tem este veículo para locação é a Hertz, e esta é parceira da RentCars, do link acima.

      2 – Tentar o atendimento personalizado com a locadora, explicando o teu desejo.

      Abraço!

      Comente
  6. boa noite, gostaria de saber sobre a empresa holydaycars se a mesma é de confiança

    Comente
  7. preciso alugar carrinha em portugal e devolver em luxemburgo,é possível? Quais as empresas de aluguer que têm esta opção?

    Comente
  8. Ola Rogerio
    Seu blog é otimo, foram as melhores dicas que encontrei.
    Estou de partida para Nice, quero fazer a costa de Monaco até Saint Tropez e depois gostaria de ir até Geneve e de lá para Paris, de onde pegarei o voo de volta.
    Por isso, penso em alugar um carro pequeno e bem simples, já que estaremos somente eu e minha esposa.
    As locadoras normalmente aceitam o carro ficar em outra cidade, no caso em Paris? Voce sabe de alguma de Nice que topa isso e nao cobra a devolução?
    Outra coisa: não deu tempo de tirar a carteira internacional, há problemas com o passaporte e CNH brasileira?
    Em 1990 já fiz de carro o trajeto Grenoble – Nice – Grenoble e conheço um caminho alternativo por Gap e acredito ainda ser mais facil para chegar a Geneve, jpa que de Grenoble a Geneve são cerca de 120 kms.
    Agradeço suas dicas e se quiser pode passar pelo e-mail .
    Abraços

    Comente
    • Rogerio Milani

      Olá Edson, tudo bem?!

      Normalmente as locadoras não cobram a devolução em cidades diferentes e dentro de um mesmo país, salvo datas festivas ou alguma categoria específica de automóvel. Recomendo que faça cotações com os parceiros indicados neste post e verifique em cada uma das ofertas se há ou não cobrança de devolução, ok?!

      Sobre a PID, considero ela importante para evitar qualquer problema e sempre recomendo ter a catteira internacional nas viagens pelo exterior.

      Abraço!

      Comente
  9. Oi Rogério! Excelentes dicas, blogs como o teu são um alento aos viajantes iniciantes… hehe! Sabes dizer se posso locar com meu cartão e deixar o marido como condutor? Ele tb tem cartão de crédito, porém o meu é Platinum (em função das questões de seguro). Outra dúvida, na RentalCars eles pedem que avisem sobre o cruzamento de fronteiras (Itália, Áustria e Suíça, no nosso caso), haverá cobrança extra por isso? Não queremos ter surpresas. Muuuito obrigada e grande abraço! 🙂

    Comente
    • Rogerio Milani

      Oi Maura, tudo bem?!

      Repassei suas perguntas para o Dany Dantas, que é meu contato na Rental Cars, veja abaixo o que escreveu:

      ————–

      Oi Rogério,

      Eu sei que as pessoas no Brasil não gostam muito de ler os T&C’s – Termos e Condições – (e depois queixam-se) mas devem ler os T&C’s pois cada fornecedor em cada local (Hertz em Barcelona, Hertz em Roma, etc) tem diferentes termos e condições e estes depois variam ainda consoante o tipo de carro alugado, duração, idade do condutor, etc. Por norma, no momento da retirada, o condutor principal deve ter um cartão de crédito em nome próprio, não de outro familiar.

      Portanto, o melhor conselho é mesmo ler os T&C’s que estão super claros no nosso website e, em caso de dúvida, fazer, pedir um orçamento (o cliente receberá um numero de referencia por e-mail) e ligar para a nossa central de atendimento com agentes brasileiros que poderão verificar todas as taxas extras que possa haver. O cliente poderá depois converter o orçamento em reserva e fazer o pagamento se desejar, ou simplesmente abandonar J

      Abraço,

      Dany Dantas

      ——————

      Espero ter ajudado Maura!

      Abraço!

      Comente

Trackbacks/Pingbacks

  1. Viajar de carro pela Europa vale a pena? - Blog Meu Destino - […] quiser mais inspiração, aqui e aqui você confere outros post relacionados a viagens de carro pela […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *