Como circular por Amsterdã: um guia básico sobre o I Amsterdam City Card e os passes de transporte público

Atualizado por em 12/03/2017

Rogério Milani

Amsterdã_Transporte público_Viajando bem e barato pela Europa

Na primeira vez que estive em Amsterdã eu fiquei quatro dias, hospedado em hostel. O tempo foi o que eu considero o mínimo para aproveitar bem a cidade e grande parte dos seus (muitos) atrativos.

Na segunda vez por lá, a ideia foi alugar um bom apartamento e curtir com muito mais calma o dia a dia da cidade, focando nos passeios ao ar livre, visitando e revisitando alguns pontos turísticos durante seis perfeitos dias. O apartamento era muito bem localizado, bem pertinho do Vondelpark e da Leidseplein, com tudo o que precisava para o dia a dia a poucos minutos a pé ou de bike, e também a poucos minutos de trem dos principais atrativos de Amsterdã.

Para o dia a dia de exploração da cidade e pontos de interesse, praticamente só usei o bonde elétrico (tram) na parte central e os ônibus para os locais mais afastados. Tanto o tram (pronuncia-se “trã” em holandês) como o bus (pronuncia se “bus” com “u” mesmo) são da GVB, a empresa municipal de transporte público de Amsterdã, que por sinal funciona muito bem! Ah, também usei a balsa, incluída no passe, para ir até o bairro Amsterdam-Noord, além de caminhar muito, claro!

E fica a dica: use e abuse do ótimo site 9292 para traçar suas rotas pela cidade e também verificar quais os melhores transportes para ir a um lugar ou outro.

Amsterdã_Passeios_Viajando bem e barato pela Europa

I Amsterdam Card, passagem única ou passes diários para o transporte público (OV-Chipkaart)?

Como a minha ideia era curtir mais o dia a dia na cidade e visitar um ou outro museu ou atrativo pago, eu descartei investir no I Amsterdam Card, que dá direito ao uso ilimitado do transporte público pelo tempo do teu passe, além de acesso à diversos pontos turísticos pagos e desconto em outros.

Para quem pretende explorar o máximo de museus e outras atrações pagas na sua viagem por Amsterdã, vale investir só no cartão de 72 horas, os outros eu não recomendo, muita correria para fazer valer a pena o valor pago. Veja aqui valores e informações do I Amsterdam Card.
Amsterdã_ I am Amsterdam_Viajando bem e barato pela Europa

Sabendo que usaria pelo menos umas quatro vezes por dia o transporte público, optei pelo passe de 120h, já que teria cinco dias inteiros para circular por Amsterdã. A regra aqui é saber, ou estimar, o quanto você usará o transporte durante o seu dia a dia ou então comprar pelo período que você for ficar na cidade sem precisar ficar fazendo contas ou pagando toda vez que usar o transporte. Se você pretende utilizar o transporte mais de 3 vezes por dia, já vale a pena comprar o passe para 24h, que custa 7,50 euros. A passagem única, que dá direito a usar quantos transportes você precisar durante uma hora, custa 2,80 euros.

E quanto mais dias você ficar em Amsterdã, mais em conta vai ficando o passe de transporte público. Veja abaixo os valores dos passes de 24h até 168h ou clique aqui para conferir atualizado no site da GVB:

  • 1 dia – 24h – € 7,50
  • 2 dias – 48h – € 12
  • 3 dias – 72h – € 16,50
  • 4 dias – 96h – € 21
  • 5 dias – 120h – € 26
  • 6 dias – 144h – € 29,50
  • 7 dias – 168h – € 32

Se você pretende ficar mais tempo em Amsterdã, talvez valha a pena adquirir um OV-Chipkaart recarregável. Veja como funciona clicando aqui.

Amsterdã_ OV-chipkaart_Viajando bem e barato pela Europa


Como funciona o OV-Chipkaart

Você receberá um cartão com um chip, com o qual deverá fazer checkin e checkout em todos os transportes da GVB que usar, seja trem, ônibus, balsa ou metrô. Há um leitor nas entrada e saída de cada veículo nos quais você deverá passar o seu cartão e onde você poderá conferir, no monitor, as informações básicas dele. Ao ouvir um bipe, o seu cartão foi validado. Se ouvir um “bé”, alguma coisa deu errado e estará sendo exibido o motivo do erro no monitor do leitor.

Nunca esqueça de passar o seu cartão na saída de qualquer transporte, pois ele poderá deixar de funcionar e você terá de comprar outro. Imagina perder um passe de 120 horas ainda no primeiro dia e ter de gastar mais 26 euros para comprar outro…. E na entrada, se você não passar o cartão, será advertido pelo condutor ou cobrador, passando por aquele constrangimento e pode ainda até levar uma multa, algo como 35 euros mais o valor da viagem.

Outra dica importante: fique ligado no horário inicial do seu passe, pois o que vale é o tempo por hora, e não por dia cheio. Então, se você adquirir um passe de 48 horas e começar a usá-lo às 14h do primeiro dia, ele valerá até às 14h do terceiro dia, completando aí o ciclo das 48h, e não até a meia-noite do terceiro dia, como muitos imaginam.

Este passe não vale para o transporte de trem do aeroporto/centro ou centro/aeroporto, mas poderá ser usado para quem optar por ônibus da companhia GVB neste trajeto. Os da Conexxion não fazem parte deste passe também.

Onde comprar

O cartão de uma hora, de 24h e até o de 48 horas você poderá comprar diretamente nos trams ou ônibus, com o cobrador ou condutor, ou ainda nas máquinas espalhadas pelas estações de metrô e em postos de vendas. Estes mesmos cartões, além dos de 72 horas em diante, podem ser comprados no GVB Tickets & Info na frente da estação central e nos outros postos da GVB espalhados pela cidade. Também poderá comprar no posto de informação turística na Leidseplein e no aeroporto Schiphol, na casa de câmbio GWK Travelex. Comprando a passagem individual nos trams ou ônibus o valor será um pouco mais caro do que comprar o mesmo ticket individual nas máquinas automáticas.

Amsterdã_bicicleta_Viajando bem e barato pela Europa

Post escrito em 18/07/2013 e atualizado em 22/10/2015 por Rogério Milani.

______________________________________________________

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita na Europa
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas comprando ingressos antecipados
Organize passeios nas cidades e arredores
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Real Seguros, Mondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

_______________________________________________________

banners05animado01

Tags

12 Comentários

  1. Ola esse cartão vale para o trem que vai do aeroporto a estação central também?

    Comente
    • Rogerio Milani

      Oi Juliana!

      Não valé não, neste trecho é necessário comprar um ticket individual.

      Abraço!

      Comente
  2. Olá, Rogério!
    Gostaria de saber qual foi o valor do apartamento que você alugou e se valeu a pena. E como faço para alugar.
    Vou para Amsterdã em Junho, mas ainda não fechei hotel, pois estamos na dúvida se ficamos perto do aeroporto ou mais na área central.

    Comente
  3. Rogerio Milani

    Oi Thaís, uma boa seria caminhar bastante pelo centro, pelo bairro da Luz Vermelha e pelos canais. Querendo conhecer algum museu ou ponto turístico, já compra o ticket pela internet para não perder tempo nas filas. Para um dia conseguirá ver até 3 atrações no máximo. E compra um ticket de transporte válido por 24 horas para andar à vontade de tram (bonde) pela cidade.

    Abraço!

    Comente
  4. Vou passar apenas 1 dia em Amsterdam. Alguém pode me dar dicas de passeios e transportes?

    Comente
  5. eu minha esposa estamos com viagem marcada p italia entre 22 de agosto a 5 de setembro ,alem de roma desejo visitar regiao da toscana,milao, veneza e napolis, como nao gosto de dirigir gostaria de receber dicas e orcamento p faze trajeto de trens e alugar carro c motorista ,tembem hospedagens . fv confirmar email e aguardo dicas e orcamentos ob

    Comente
    • Rogerio Milani

      Olá Lourival, tudo bem?!

      Vou enviar um email para você, ok?!

      Abraço!

      Comente
  6. O post está bem explicadinho, mas como eu fiquei 5 dias em um hotel super bem localizado (na Spuistraat, perto da pracinha do final da rua), não precisei de transporte nenhum! Só o shuttle mesmo pra ir e voltar do aeroporto. Quanto ao I Amsterdam Card, a gente tinha pensado em comprar, pelas atrações e não pelo transporte, mas ia ter um feriado no meio dos nossos dias lá e aí não ia valer tanto a pena e desistimos. A moça do guichê do aeroporto que nos avisou que não valeria a pena naqueles dias por causa desse feriado… Ainda não postei sobre Amsterdã no meu blog, que é novo, então estou com muitos posts “atrasados”, mas se quiser conhecer é http://taindopraonde.blogspot.com.br/

    Comente
    • Oi Fernanda! Legal teu comentário! Poderia escrever um pouco mais sobre o shuttle que usaste e também sobre o hotel que ficaste?! São infos boas para os leitores!

      Show o teu blog! Já está no meus favoritos!

      Abração!

      Comente
    • Oi, estou postando sobre Londres agora, mas assim que postar sobre Amsterdã eu deixo o link aqui… Uma amiga já pediu pra passar na frente de outros lugares então acho que não demora muito rs.

      Comente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *