A viagem de Ricardo e Lisandra pela Inglaterra, França e Itália | Roteiros by Rogério

Publicado por em 26/09/2013

Rogério Milani

O casal super simpática das fotos abaixo, Ricardo e Lisandra, de Rio Grande-RS, partiram no dia 24 de agosto em um voo da Air France para Paris. De lá seguiram de trem para Londres, de onde voaram para Veneza e então percorreram Cinque Terre, Toscana, Costa Amalfitana e Roma, retornando para o Brasil no dia 13 de setembro, em uma super viagem de 22 dias organizada e personalizada por mim.

Confira aí o relato e os pitacos de viagem de Ricardo e Lisandra! Quem sabe sirva de inspiração para sua próxima viagem pela Europa!

——————————————-

Roteiros by Rogerio Ricardo Lisandra Museu Louvre Paris

A nota que damos para esta viagem é 10! A viagem foi maravilhosa e, em algumas situações, superou nossa expectativa! Saímos do Brasil bem preparados e informados do que iríamos encontrar e isso foi fundamental para uma viagem sem surpresas desagradáveis.

O aspecto mais positivo da consultoria foi, sem dúvida,  a segurança e a confiabilidade nas informações. Os locais de hospedagem foram muito bem selecionados e nos sentimos muito seguros onde ficamos. E isto foi fundamental, pois como queríamos um roteiro único, pacotes não eram uma opção pra nós.Com o dólar e o Euro nas alturas, é praticamente impossível pagar barato mas, dado ao prazo curto com que planejamos e viajamos, considerei dentro do esperado o que gastamos com as passagens aéreas. Voamos de Air France na ida e o serviço foi excelente, assim como o da British Airways entre Londres e Veneza. Voltamos de Alitalia que também tem um bom serviço, inferior porém ao da Air France. Os itinerários de ida e volta foram os melhores possíveis. Vôos diretos entre partida e destino, sem conexões no exterior.

Os trens da Italo Treno são fantásticos! Modernos, velozes e com preços muito similares ao da Trenitália, que tem a maior frota e o maior número de destinos. Contudo, não pegamos trem ruim, com exceção da Circumvesuviana, operada por outra companhia e que é muito ruim. Trens antigos, mal conservados e via de regra lotados. Mas isso só se você quiser visitar a Costa Amalfitana, o Vesúvio ou Pompéia. Caso não, você está livre disso. Os tickets variam muito de preço. Vão desde 3,30 Euros até 50, dependendo da distância. Entre Firenze e Lucca, por exemplo, se paga 10 Euros. Achamos caro somente o que nos levou de Londres (Victoria Station) até Gatwick Airport que custou 19 libras por pessoa.

Pretendíamos alugar uma Vespa para explorar Sorrento e Amalfi, mas fomos desaconselhados pelos locais em função do trânsito, fazendo todos passeios e trajetos com transporte público, conforme sugerido pelo Rogério e planejado antes da viagem. De qualquer forma, para quem tiver interesse, o aluguel custa em torno de 60 euros/dia.

Roteiros by Rogerio Ricardo Lisandra Torre Eiffel Paris

Hospedagens

Todas as hospedagens escolhidas pelo Rogério foram excelentes e dentro do que nos propomos a gastar. Ficamos em locais muito bem localizados, confortáveis e seguros. Mas é claro, não espere de um albergue ou de um B&B o que é oferecido por um hotel.

Iniciamos nossa viagem ficando em Paris, no Hôtel Mimosa. Localizado a 100 metros da estação de metrô Strasbourg St. Denis (linha 4). Rua tranqüila, um Carrefour quase ao lado e bem perto da estação Gare de L`est . Quarto novo, cama excelente e limpo. Lavanderia na rua de trás e vários bares e restaurantes perto. Recomendamos. Vale uma observação. Não se impressione pela fachada. O prédio é antigo mas o quarto é show de bola.

Nossa estada em Londres foi na Casa Mirian em Elephant & Castle. O bairro fica a 15 min de bus do centro de Londres e o Hostel fica numa rua muito silenciosa. À noite é um silêncio completo. Fica a 5 min a pé da parada de ônibus Westmoreland Road (linhas 12,35,45,148 171 e as noturnas 35, 89 e 171), ou seja, uma barbada. Ficamos em um quarto com vista para a rua, bem arejado e limpo. Com frigobar e banheiro com um excelente banho. A Mirian e o Ernesto, os donos do Hostel, são brasileiros e maravilhosos. Extremamente atenciosos nos deram dicas preciosas da cidade. Recomendo também.

Saindo de Londres fomos à Veneza e nos hospedamos na Locanda San Giovani e Paolo. Instalações excelentes também. Fica a 10 min a pé das estações Fondamenta 9 e Ospitale (Vapporetto) e a 15min da Piazza San Marco. Ao lado tem uma loja de souvenires de uma brasileira, de Fortaleza, e que mora há 10 anos em Veneza. Nos deu boas dicas também. Caminhando uns 10 minutos em direção a igreja Santa Maria Formosa, na esquina da rua Calle Mondo, fica a melhor pizza da ilha, na nossa modesta opinião. Pena não lembrarmos o nome.

De Veneza fomos para a Toscana e nos hospedamos no B&B do Dario, San Genaro Castello. O local fica em Colodi, cidadezinha perto da estação de trem de Pescia. É afastado do centro mas isso é compensado pela disponibilidade do Dario ou da Marie Claire, sua esposa, em levar e trazer os hóspedes de qualquer lugar. A vista também é belíssima já que a casa fica no alto de uma colina. A casa é ótima e os quartos são confortáveis e tudo também é muito limpo. Ao contrário da maioria dos B&Bs os quartos são enormes. Também há uma área de convívio fantástica onde normalmente ficam as duas crianças deles que são uns amores. Há também um bar, onde o cliente pode se servir e deixar o pagamento, com uma mega TV ( O Dario é fascinado pelo futebol e pelo Brasil).

Em Piano de Sorrento ficamos na Casa Rachelle. Piano de Sorrento fica a 5 min de trem de Sorrento e é muitíssimo mais barata. Há um restaurante perto do B&B e uma lavanderia ótima. Foi onde comemos melhor na Itália. O restaurante Le Tre Arcate é bom e barato. O apartamento onde funciona o B&B é antigo mas os quartos são amplos e tem ar condicionado. Nossa única ressalva é que a dona do B&B é muiiiito metódica, rsrsrs. Não chega a incomodar mas, pra quem curte mais liberdade e está acostumado com B&Bs mais descolados, não recomendo.

Em Siena ficamos no Ostello de Siena ou Siena Hostel. O hostel é ótimo mas a localização é um pouco afastada do centro. De táxi são 10 euros. Não chega a ser caro mas estávamos mal acostumados com o excelente transporte público de Londres e com o metro de Paris. De qualquer forma o local é limpo, seguro e a equipe do Hostel nos deu boas dicas também. Achei o quarto bem pequeno e no verão deve ser complicado pois não há ventilador nem ar.

E finalmente Roma, ficamos no Civico 31 do Max. A localização é bem boa também. Fica a 5 min a pé da estação de metrô Vittorio Emanuelle (linha vermelha) e tem vários comércios em volta. Dá pra andar a pé até o Coliseu (20 min) mas recomendo que se vá de metrô. O bairro tem muitos imigrantes mas andamos a pé a noite todos os dias e não tivemos nenhum problema. O B&B é muuito legal. Tem um computer a disposição dos hóspedes e uma pequena copa com uma máquina de café com um café excelente, uma pia e uns copos e um pequeno frigobar. Os quartos são bem novos, o banho é bom e a cama é excelente ( pra quem caminha o dia inteiro isso faz muita diferença). O dono do hostel é uma pessoa maravilhosa e nos deu muitas dicas legais, inclusive do shutter que leva até o aeroporto Fiumicino. Pagamos 6 euros por pessoa e o táxi custava 48. Também recomendo.

Felizmente não precisamos utilizar o seguro-viagem. A Lisandra precisou comprar medicamentos para a garganta na Itália e teve que convencer o farmacêutico a vender sem receita. Se você sofre de alguma coisa crônica ou é suscetível a alergias e outras pequenas enfermidades passageiras, leve seus medicamentos do Brasil.A imigração em Paris foi tranquila, mas na saída em direção a Londres (Gare Du Nord) fomos bastante interrogados pela imigração inglesa, que exigiu que mostrássemos nossa passagem para comprovar que sairíamos de Londres três dias depois. Nas demais imigrações, tudo tranqüilo. De qualquer forma, um bom inglês faz a diferença. Vi muito oriental passando trabalho por não falar inglês com clareza.

Pegamos 20 dias de tempo firme e seco. Mesmo em Londres, onde ficamos por 4 dias. O tempo colaborou!

Falando da grana, tudo ficou dentro do que foi estimado. Gastamos mais em comida do que prevíamos, mas nada fora do normal. Afinal, gastronomia local também é cultura!

Para a comunicação, utilizamos um pacote pré-pago adquirido no Brasil para voz e SMS. A internet foi dos locais de hospedagem. Recomendo fortemente que pelo menos um celular funcione durante a viagem.

Pra finalizar, o saldo final da viagem foi excelente, as dicas do Viajando foram muitíssimo bem aproveitadas. Entendemos que o investimento foi muito válido e que economizamos muito tempo e dinheiro contando com a consultoria.

Dependendo do nosso próximo destino, usaremos novamente as dicas e a consultoria. Se formos visitar os mesmos lugares, nos julgamos bem preparados, graças ao Rogério.

Ricardo e Lisandra
Rio Grande – RS
Setembro/2013

 

Tags

45 Comentários

  1. Esqueci de dizer em qual dos hoteis, rs
    Na casa da Miriam em Londres

    Comente
  2. Olá,

    qual foi o valor por noite para 2 pessoas?

    Comente
  3. Oi Rogério, Minha família (4 adultos , contando comigo) viajaremos em dezembro para Europa. Queremos fazer Itália uns 6 dias, ficando 3 a 4 em Roma e França ficando 5 a 6 dias em Paris. Na Itália visitando além de Roma, Florença e Veneza, e se der Assis. Na França não consigo pensar em nada além de Paris. Passando pelo seu blog, me identifiquei com seu jeito e senti firmeza, me entende?. Por favor pode me dar orientações? Obrigada pela atenção.

    Comente
    • Rogerio Milani

      Oi Ana, tudo bem?!

      Enviei diretamente para teu email minha proposta de consultoria e também o briefing, ok?!

      Abraço!

      Comente
  4. Olá, gostaria de uma sugestão de roteiro pasta julho com destino a Londres, Paris e Siena . Serão 15 dias. Obrigada

    Comente
  5. Olá, Rogério!
    Classifico o seu blog de brilhante porque não encontro palavra melhor. Parabéns!
    Planejamos (minha prima e eu) viagem a partir de 15/07/2015, por um período de 12 ou 13 dias, para Roma e Paris e, se possível, Londres. A prioridade é para Roma e Paris porque pensamos em conhecer tb Florença e Veneza. Pode nos informar sobre a viabilidade dessas duas cidades (ou três se vc achar possível), com relação ao tempo de permanência, hospedagem, sugestões de roteiro e planos de consultoria?.Tenho interesse em saber sobre a possibilidade de usar trens entre os países. Obs: falo um inglês razoável. Obrigada e um abraço

    Comente
  6. Olá, Rogerio!

    Gostaria de fazer uma viagem de lua de mel pra Europa, gostaria de conhecer Londres, Paris e Itália… Não gostaria de gastar tanto, mas também não quero me sentir desconfortável, uma vez que é a nossa viagem de casamento e gostaria q fosse romântica. O que você nos aconselharia? Qual seria o investimento médio e o tempo para conhecermos as principais cidades, restaurantes, passeios a dois… ? Outra coisa, qual a melhor época? Obrigada.

    Comente
  7. Olá, Rogério!
    Minha filha e eu queremos muito viajar para França em julho. Será nossa primeira viajem para fora da América Latina sozinhas. Quero saber se é seguro. Estou com receio. Ela quer muito conhecer bem a França, principalmente Paris em comemoração ao seu aniversário de 15 anos. Temos uns 20 dias e acho muito tempo pra ficar só na França. Pensei em Alemanha, Londres, Itália. Nosso voo será Brasil-Paris ida e volta pra ficar mais em conta. Gostaria de saber também se é seguro e se não dá problema com imigração alugar um quarto em um aptº no Airbnb. Falo razoavelmente bem inglês, mas não compreendo tão bem. Minha filha fala um pouco de francês. Precisamos de ajuda.
    Obrigada,
    Alessandra e Julia.

    Comente
  8. Olá! Estou planejando uma viagem a Londres no começo de dezembro. Seria uma viagem rapida de cinco dias para ver dois shows de Madonna. Pode me ajudar? Estou fazendo orçamentos em sites como Decolar e CVC e estão ficando muiiiito caros. Queria sua ajuda para ver se esse projeto ganha vida. Obrigado!!

    Comente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *