De Bruxelas a Bruges: um roteiro com diversas atrações e ótimas cervejas trapistas na Bélgica

Atualizado por em 11/03/2017

Rogério Milani
E não é que a Bélgica tem mesmo a melhor cerveja do mundo?!

E não é que a Bélgica tem mesmo a melhor cerveja do mundo?!

Um dos grandes objetivos do giro pela Bélgica, além de conferir os encantos de Bruxelas, o super museu dedicado à Hergé e Tintin em Louvain-la-Neuve, as cervejas trapistas e queijos da Chimay e a magia de Bruges era conferir, ao vivo, a melhor cerveja do mundo, a Westvleteren 12, assim considerada por muitos no mundo todo, principalmente os belgas, claro!

De Bruxelas a Bruges, eis o roteiro 

Nosso itinerário, até chegar a Westvleteren, no oeste da Bélgica, pertinho de Poperinge (grande produtora de ótimos lúpulos), partiu de Bruxelas no domingo pela manhã em direção à Louvain-la-Neuve, cerca de 40km. Após seguimos em direção à Chimay, mais exatamente para Bourlers, onde fica o Auberge de Poteaupre, casa da trapista Chimay. Até lá foram 110km. Após saborear todas as cervejas e queijos produzidos pela Chimay, inclusive uma versão que só é vendida lá, seguimos 45km até Maubeuge, cidade francesa que fica na fronteira com a Bélgica, que foi nosso ponto de pernoite no Íbis Maubeuge para, no dia seguinte, percorrermos 150km até o destino mais esperado da viagem, a Abadia Sint-Sixtus, dos monges produtores da cerveja trapista Westvleteren. Daí partimos para Bruges, nosso destino final e onde devolvemos o carro alugado. No total foram um pouco mais de 400km rodados em 2 dias. Veja o mapa do roteiro clicando aqui.

Bem-vindo à Abadia Sint-Sixtus

Bem-vindo à Abadia Sint-Sixtus em Westvleteren

Entendendo as cervejas trapistas

Aqui vale uma pequena e rápida introdução ao mundo das cervejas trapistas. Elas levam este nome porque são produzidas por monges da Ordem Trapista, que vivem em monastérios, não tão isolados e nem são eremitas, até participando na comunidade local. Eles têm como atividade principal a agricultura e, para se sustentar, produzem pães, queijos, flores e as famosas cervejas, além de outros produtos. Cada abadia desenvolveu sua cerveja a partir de uma fórmula original, gerando este conceito todo que o mundo cervejeiro reconhece nos monges trapistas e que faz a fama da Bélgica. Há apenas 8 abadias, ou mosteiros, de mais de 170 no mundo todo, que podem ter o selo de autenticidade de cervejas trapistas: Rochefort, Achel, Orval, Westmalle, Westvleteren e Chimay na Bélgica; a Konigshoeven, na Holanda, que produz a La Trappe; e a Engelszell, na Áustria. Quando você ouvir falar em Dubbel, Tripel, Quadrupel ou Belgian Ale, provavelmente estarão falando de uma cerveja trapista.

Fachada do In da Vrede em Wesvleteren

In da Vrede, o bar oficial da Wesvleteren

Enfim, em Westvleteren!

Os monges da Abadia Sint-Sixtus produzem as Westvleteren Blond, Westvleteren 8 e a Westvleteren 12, esta última considerada a melhor cerveja, trapista ou não, do mundo! As Westvleteren não têm rótulo, só se diferenciando uma da outra pela cor da tampa da garrafa. A Blond e a 8 são até mais fáceis de encontrar em bares ou lojas de Bruxelas, Bruges e outras cidades da Bélgica, além de sempre serem encontradas no In da Vrede, o bar oficial que fica ao lado da Abadia. Já a Westvleteren 12 é bem difícil, tanto nos bares e lojas e até no In da Vrede, pois depende da agenda dos monges. Se você quiser comprar a cerveja na garrafa mesmo, além de prestar atenção na agenda, deverá solicitar a quantidade desejada no momento em que os monges informarem sua venda.

Oi, eu sou a Westvleteren Blonde Trappist

Oi, eu sou a Westvleteren Blonde Trappist

E aqui vai o principal aviso: não adianta chegar a qualquer hora ou qualquer dia em Vleteren, no In de Vrede, se a sua intenção for a Westvleteren 12. Os monges da Abadia costumam dizer que fazem a cerveja para continuar a serem monges, e não para ganhar dinheiro… Então, quando eles realmente precisam de mais dinheiro para o sustento, é que rola produção desta cerveja. O negócio é ficar ligado na agenda do site dos monges.

Segunda, onze da manhã em Westvleteren

Segunda, onze da manhã em Westvleteren

Nós tivemos muita sorte, mas muita sorte mesmo! Marcamos para ir ao In da Vrede no dia 6 de maio, numa segunda (te liga que na sexta o bar fica fechado) e estava rolando a distribuição de uma nova remessa da 12! Fresquinha, fresquinha, recém saída da produção! E o dia, como podem ver nas fotos, estava perfeito, temperatura nos 18 graus e céu azul depois de um final de semana frio e nublado.

Grupo de ciclistas chegando na Westvleteren

Grupo de ciclistas chegando na Westvleteren

Chegamos lá por volta das 11h e havia umas 10 pessoas apenas. No início da tarde, por volta das 13h30 é que realmente começou o movimento, principalmente de pessoas com mais idade. O mais legal foi a chegada de um grupo de uns 30 ciclistas, o mais novo devia ter lá seus 65 anos! Realmente este é um bom lugar para se estar quando eu estiver velhinho!

Agora sim, a melhor cerveja do mundo. Muito prazer Westvleteren 12

Agora sim, a melhor cerveja do mundo. Muito prazer Westvleteren 12

Não vou fazer análise da cerveja e tudo mais, pois a intenção aqui é compartilhar com vocês o roteiro, o como fazer, sugerir uma chegadinha até este lugar tranquilo e curtir uma espetacular cerveja. E isto vale para todas as cevas, não apenas para a 12.

E o precinho, ó!

2 a 4 euros por copo de 300ml! Barbadinha! Como nosso café da manhã no ótimo e novíssimo Íbis Maubeuge tinha sido bem consistente, acabamos só bebendo mesmo. Afinal, cerveja, principalmente das boas, alimenta, né?! Então nem lembro o que tinha para comer…

 

Provando a Westvleteren 8

Provando a Westvleteren 12

O dia lindo, a ótima companhia, a melhor cerveja. Como não estar feliz?

O dia lindo, a ótima companhia, a melhor cerveja. Como não estar feliz?

Bah, esta cerveja animou mesmo, hein?!

Bah, esta cerveja animou mesmo, hein?!

Dois dias depois, em Bruges, tivemos nova sorte e pudemos encontrar a Westvleteren 12 em uma loja. Claro que compramos para uma nova rodada. Se não me engano pagamos 12 ou 13 euros a garrafinha de meio litro. Ô líquido valioso!

Roteiro pela Bélgica: programe-se

Musee Herge
Chimay
Westvleteren
In da Vrede
Ibis Maubeuge

____

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita
Guias, transfers, hospedagens e outros serviços para uma viagem tranquila e segura
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas comprando ingressos antecipados
Organize passeios nas cidades e arredores
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Real Seguros, Mondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

_____

banners05animado01

 

Tags

13 Comentários

  1. Oi, Rogério!! Um dúvida, li em alguns blogs a necessidade de tirar o PID para dirigir na Europa, até mesmo para alugar carros eles já exigem a habilitação internacional junto a original.
    Obrigada!!
    Obs: nos inspiramos com esse seu roteiro e faremos o mesmo…rs

    Comente
  2. Desculpa, só depois vi o último comentário falando sobre o beber e dirigir…rs… por favor, desconsidere….rs

    Comente
  3. Olá! Nesse roteiro das cervejarias trapistas, vocês foram de carro? Mas e quanto ao beber e dirigir? Desde já, obrigada!

    Comente
  4. Olá Rogério. Ótimas dicas. Parabéns e obrigado.
    Vocês alugaram um carro para realizar esse tour. Quem dirigiu bebeu?
    Pergunto, pois vou passar 5 dias na Bélgica em Janeiro e quero visitar o máximo de cervejarias que eu conseguir. Para isso, penso ser melhor alugar um carro, imagino que facilite esse tipo de passeio. Só que me preocupa e inviabiliza o fato de eu e minha esposa vamos beber.
    Como vocês fizeram?

    Comente
    • Rogerio Milani

      Olá Junior, tudo bem?!

      Quando a hospedagem era próxima, todos bebiam. Do contrário um ficava como o motorista da rodada, claro!

      Abraço!

      Comente
      • Hauhauhauah. Acho que faremos o mesmo.

        Obrigado e um abraço!

  5. Onde você conseguiu comprar weltveresten em Bruges?
    Vou em setembro e o bar da abadia estará fechado segundo o calendário deles é ti louca pra provar!

    Comente
    • Rogerio Milani

      Oi Taliane!

      Bah, não lembro o nome e nem localização do lugar. Mas recomendo que você entre em toda e qualquer loja que venda cervejas e vá perguntando. Um deles certamente terá uma pelo menos uma garrafa da ótima Westvleteren!

      Boa viagem e boa sorte! 🙂

      Comente
      • Tente comprar na Cambrinus ou no De Biertempel, ambos em Bruges. Boa sorte!

  6. Voces tem algum roteiro para vegas?

    Comente

Trackbacks/Pingbacks

  1. Dicas de hospedagem na Bélgica - testadas e aprovadas pelos clientes da consultoria - Viajando Bem e Barato | Dicas e roteiros de viagem - […] também nossos outros posts do local: o primeiro é o passeio que fizemos de Bruxelas a Bruges: um roteiro…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *