15 dias pela Europa: O roteiro personalizado de Átila e Luana

Atualizado por em 19/11/2015

Rogério Milani

Roma, Veneza, Londres, Paris e Amsterdã: o sonho do casal Átila e Luana era conhecer estes locais em um roteiro de 15 dias pela Europa, e procuraram o blog para montar um roteiro personalizado que contamplasse estes locais. Confira o relato deles sobre a experiência!

15 dias pela Europa_gôndola_Viajando bem e barato pela Europa

A nossa primeira viagem para a Europa foi incrível, visitamos locais impressionantes e encontramos preços bons e justos. Superou minha expectativa, sem sombra dúvidas e, até o momento, foi a melhor viagem que já fiz!

Contratei a consultoria porque tinha insegurança de algo dar errado em um local longínquo com pessoas que não falam meu idioma. Claro que a facilidade de saber onde ir, o que comer, e quais os preços em geral também me atraiu para o serviço.

Não conhecia o blog ou blogueiro – pesquisando na internet que descobri o Viajando bem e barato pela Europa. O que mais me motivou a contratar o roteiro personalizado de 15 dias pela Europa foi a tranquilidade e experiência demonstradas pelo consultor e também a flexibilidade de preços que poderiam agradar clientes de todos patamares econômicos, aliados à segurança das informações prestadas.

15 dias pela Europa: Nosso roteiro de viagem

Não mudaria nada – a escolha dos países e as datas foram super acertadas. Em 15 dias pela Europa, estivemos na Itália, França, Inglaterra e Holanda!

15 dias pela Europa_igreja_Viajando bem e barato pela Europa

Roma: achamos o local incrível, com preços justos! Nosso albergue ficava o lado do Vaticano, próximo à estação de metrô, o que facilitou nossa locomoção pela cidade. O tempo na cidade foi bem acertado – conseguimos ver tudo o que desejávamos.

Veneza: Maravilhosa, preços bons (embora mais caros que todas outras cidades), mas não exorbitantes! Ficamos hospedados em um local próximo de bons restaurantes e de estações de vaporetto, isso ajudou muito! Como muitos outros turistas, achei caro o preço do passeio de gôndola e me surpreendi com as belezas das praças. Dois dias realmente foram suficientes para conhecer grande parte da linda cidade.

Londres: Diferentemente da Itália, o pessoal é mais introspectivo, os londrinos não são muito de sorrir – somente quando estão bebendo em tavernas – e parecem estar sempre desconfiados. Senti uma diferença lá quanto ao tratamento das pessoas.

Achei os preços ótimos, as bebidas também, e os locais nem se fala! Inclusive vimos a Nicole Kidman correndo no Hyde Park, o que foi muito legal. Me surpreendi com a beleza dos parques, do palácio, do Big Ben, da London Eye e de muitos outros lugares, além da eficiência absurda do transporte público. Me decepcionei com a forma que algumas pessoas tratam os estrangeiros, meio rudes, em algumas ocasiões querendo corrigir a pronunciação da palavra que eu falava – isso não aconteceu em nenhum outro país. Ficamos lá por três dias, tempo suficiente para conhecer a cidade e a sugestão do blogueiro para que comêssemos a tradicional Ale Pie foi demais, muito bom mesmo!

Paris: Fantástica! Também ficamos por três dias, que consideramos tempo suficiente para conhecer os principais pontos turísticos. Achamos os preços bons e comida, deliciosa.

Em Paris, cuidado com golpistas e batedores de carteira, a cidade é turística e eles costumavam estar por lá. Também não curtimos o metrô, que tinha cheiro ruim, e também encontramos quase a mesma quantidade de pedintes que no Brasil. Claro que a cidade é linda, mas acredito que os aspectos ruins também devam ser compartilhados com pessoas inexperientes em viagens internacionais, como eu.

Amsterdã: Muito bonita e organizada. Encontramos comida boa e bons preços. Um detalhe interessante: o sol nasce tarde e se põe muito cedo, antes das 17h. Achamos o metrô mais complicado que em todas outras cidades, e principalmente, atente para o fato de que eles não aceitam notas de 100 euros – quase me dei mal por causa disso.

Essa foi a única cidade que achei pouco o tempo para conhecer tudo, pois basicamente ficamos um dia e meio, e no último tivemos que deixar o hotel as 12h e nosso voo era as 20h. Acredito que três dias completos são suficientes para curtir tudo com calma.

Os voos

Sobre os voos, achei todos muito bons, o da Air France principalmente. A British também foi tranquila. Os preços são compatíveis, porém se tornaram caríssimos pela desvalorização de nossa moeda. O cliente que viajar neste período tem que ter noção disso. O itinerário ficou ótimo, me agradou.

Não tivemos problemas com bagagens – o blogueiro nos repassou tudo que precisávamos saber para que nenhum imprevisto ocorresse, como pagar taxas altas por excesso de peso, não carregar certos produtos em mochilas e bolsas…

15 dias pela Europa_Londres_Viajando bem e barato pela Europa

As viagens de trem

Sobre os trens, também correu tudo bem, sem problemas nas bagagens com excesso de peso e outros, e ninguém conferiu em nenhum trecho. Essa era uma grande preocupação nossa. Achamos os tickets com preços médios – no final, valeu. Não ocorreu nenhum imprevisto.

Mais uma vez, as informações do blogueiro sobre pesos das bagagens e sobre check-ins foram muito válidas.

Nossos hotéis

Hospedagens ótimas, localizações mais ainda. Preços caros em geral, mas porque não consegui fechar tudo pelo Booking – caso contrário, teria economizado uma boa grana. Aprendi a pesquisar preços e localizações com as informações do blogueiro, algo que eu não tinha noção antes.

Em Veneza, estivemos no Albergo San Samuele, bem no centro da cidade, a cerca de dez minutos da Piazza San Marco e da Ponte Rialto. Em Londres, nos hospedamos no Best Western Corona, também localizado no centro e num edifício de estilo vitoriano. No Booking, diz que fica a 200 metros da estação de metrô, mas achei que tínhamos que caminhar bem mais que isso para chegar até lá.

Em Roma e Amsterdã, os aspectos mais positivos de nossos locais de hospedagem foram a localização também, o que ajudou muito a nos locomovermos melhor por estas cidades. Em Amsterdã, nos hospedamos no NH Museum Quarter, e em Roma, ficamos no San Pietro Candia 25.

Em Paris, tenho uma ressalva quanto ao nosso local de hospedagem, o Citadines Republique Paris. Eles não limparam o quarto um dia sequer, mesmo que nós tenhamos pedido por isso na recepção. Se fosse ficar mais tempo seria algo que me incomodaria, mas não foi o caso.

Outras opções de hospedagem em Paris:

Hôtel De Venise – hotel com bom serviço, super bem localizado e perto do metrô – o pessoal do hotel costuma ser super gentil e simpático pois o gerenciamento de lá é familiar.

Se quiser, pode optar por alugar um apartamento – indico sempre o Appartement Champs-Elysées, avenida belíssima com restaurantes e lojas famosas. O apartamento é seguro, confortável, tem wi-fi, telefone de graça, lavanderia completa e cozinha toda montada.

Como chegamos aos hotéis

Em Roma, fomos de táxi até o hotel, simplesmente por receio e por ser a primeira cidade visitada – quando chegamos, já estava escuro e a insegurança ainda era grande. Em todas outras cidades, nos locomovemos apenas de metrô, um serviço sempre muito eficiente e com bom preço – em Londres, era um pouco mais caro.

Ainda sobre Londres, como eu não conhecia o shuttle até a estação de metrô, paguei quase 30 libras dentro ao aeroporto para contratar o mesmo serviço de uma empresa que tinha guichê lá dentro. Achei ruim e não tinha noção que na estação isso sairia muito mais barato.

Utilizamos ônibus apenas em Roma no hop on, hop off e em Amsterdã, para ir até o aeroporto. Ambos excelentes e com bons preços.

E, pra nos locomover também, andamos bastante a pé em todas as cidades. Os mapas são bons e as cidades não tão grandes, o que facilita bastante a vida dos turistas.

15 dias pela Europa_Torre Eiffel_Viajando bem e barato pela Europa

Ingressos antecipados

Não compramos nenhum ingresso antecipado, adquirimos tudo na hora. Pagamos preços razoáveis e enfrentamos filas gigantes, principalmente no Louvre em Paris e na Casa de Anne Frank em Amsterdã.

– Ingressos de atrações turísticas podem ser comprados diretamente no site de cada atração ou então todos em um único lugar e uma única compra.

Seguro viagem obrigatório na Europa

Contratei e não precisei usar, e também não sabia que era obrigatório. Muita gente também não sabe disso, então é bom conferir este post sobre o seguro viagem, sua obrigatoriedade e dicas.

Aqui no blog, costumamos indicar os seguros de viagem Real Seguros, Mondial Assistance ou World Nomads.

Os procedimentos de imigração

Fizemos imigração nos aeroportos que passavam de um país para outro e nas estações de trens com destinos internacionais. Todos requisitaram documentos e apenas em Londres fizeram várias perguntas.

15 dias pela Europa_Coliseu_Viajando bem e barato pela Europa

O clima

O clima em toda a nossa viagem foi ameno, entre 7 e 16 graus dependendo da cidade. Bom para passeios!

Nosso financeiro para a viagem

O financeiro ficou mais caro do que minha pretensão inicial, que era 25 mil, acabei gastando uns 32 mil em tudo. Confesso que gastei muito mais com hotéis caros (pelo fato de parcelarem) e com a compra de moedas (que estavam em patamares surreais, mas isso foi culpa minha, que não corri atrás muito antes para melhorar os limites dos meus cartões).

Uma boa dica que o blogueiro dá é comprar moeda aos poucos, mesmo antes de começar a pensar em viajar para a Europa. E o blog tem parceria com a Confidence Câmbio, o que dá descontos para a compra de moedas, descubra tudo aqui!

Gastávamos, em média, 130, 140 euros por dia para o casal – um ou outro dia gastávamos 150 ou 160 euros, mas porque compramos roupas, ou fizemos dois passeios no dia, ou também jantamos em locais um pouco mais caros. Em compensação, em alguns dias, nem 100 euros usávamos. Estabeleci uma meta de E$ 75,00 por dia por pessoa, sendo E$ 150,00 por dia, e passamos muito bem, obviamente não comemos nos locais mais caros nem compramos nada de grande valor.

Usei o Visa Travel e não tive problema algum. Não fiz nenhum saque, apenas passei no débito, tudo normal.

Internet e telefonia

Somente utilizei a wi-fi dos hotéis e locais que forneciam esta tecnologia, como aeroportos e alguns pubs. Deixei o celular sempre no modo avião, e fiz ligações somente pelo WhatsApp.

15 dias pela Europa_Amsterda_Viajando bem e barato pela Europa

Recomendariam a consultoria?

Com certeza! Especialmente para pessoas que tem o mesmo perfil que o meu, que nunca viajaram para o exterior. Isso pode nos deixar mais inseguros – eu, por exemplo, não tinha noção nenhuma de como usar transportes e como eram os preços de tudo pela Europa. O aspecto mais positivo foi a rapidez e eficiência nas transações e consultas, e principalmente a atenção dispensada pelo blogueiro.

Com a ajuda da consultoria, senti diferença na compra das passagens, escolha de hotéis e na sua localização. Se tivesse feito por conta própria, poderia ter ficado muito mal localizado e perderia muito tempo com transporte público, além de pagar preços muito mais caros nas passagens. Se estivéssemos viajando com excursão, não teríamos a liberdade para ir e vir onde quiséssemos no horário que quiséssemos.

15 dias pela Europa_Louvre_Viajando bem e barato pela Europa

Dicas para quem quer viajar pela Europa

Sobre Veneza, uma dica para jamais se perder totalmente é descobrir onde fica o ponto no qual pegou o vaporetto e seguir caminhando pela costa até o fim, até perto da área universitária da cidade. Lá os preços são ótimos em restaurantes e supermercados.

Depois disso, se você voltar caminhando pelos inúmeros trechos internos da cidade e se perder, basta voltar para a costa de onde veio, e seguir rumo à sua estação, que sempre será seu norte. Foi como fiz e mesmo “perdido” nas ruelas, sempre sabia me encontrar o caminho para o hotel.

Sobre as cidades em geral, melhor fazer apenas uma refeição em restaurantes por dia, seja na janta ou almoço, e comprar comida em supermercados. Lá, a comida é boa e os preços são ótimos, economizamos bastante nesse sentido.

Átila e Luana
Rondonópolis (MT)
Data da viagem: Outubro/2015

_____

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita na Europa
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas comprando ingressos antecipados
Organize passeios nas cidades e arredores
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Real Seguros, Mondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

_____

banners05animado01

Tags

22 Comentários

  1. Olá! Gostaria de saber se a entrada e saída de um país para outro foi tranquila e se é muito burocrática? Pretendo fazer os mesmos países em janeiro e queria saber se isso é um empecilho.

    Comente
  2. Adotei suas dicas e roteiros.
    Poderia passar o contato da consultoria?

    Comente
  3. Gostaria de um contato para consultoria

    Comente
  4. Gostaria de contratar a consultoria

    Comente
  5. Gostaria de um contato para programar viagem Europa com consultoria. Obrigada
    Rosangela

    Comente
  6. Pessoal.
    Gostaria de um contato para programar nossa viagem com consultoria.

    Comente
  7. Olá
    Poderia me informar mais sobre a consultoria, por favor

    Grata

    No aguardo

    Comente

Trackbacks/Pingbacks

  1. Dicas de hospedagem em Roma e Florença - testadas e aprovadas pelos clientes da consultoria - Viajando Bem e Barato | Dicas e roteiros de viagem - […] do casal Átila e Luana, que estiveram em 2015 usando nossos roteiros para conhecer a […]
  2. Dicas de hospedagem em Londres - testadas e aprovadas pelos clientes da consultoria - Viajando Bem e Barato | Dicas e roteiros de viagem - […] do casal Átila e Luana, que estiveram em Londres em 2015 usando nossos […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *