Viajar sozinha pela Europa: o roteiro personalizado de Tálita por Grécia e Turquia

Publicado por em 11/11/2015

Rogério Milani

Viajar sozinha pela Europa te intimida? A Tálita fez a viagem de seus sonhos, pela Grécia e Turquia, em setembro de 2015 e encarou tudo sozinha! Ela contratou nossos roteiros personalizados e amou a experiência. Vem se inspirar no relato dela e comece a planejar a sua!

Viajar sozinha pela Europa_Atenas_Viajando bem e barato pela Europa

Minha nota para a viagem é 10! Viajar sem expectativa é a melhor opção. Sabia que iria vivenciar situações diferentes, talvez alguns perrengues… mas a intenção era enfrentar tudo que os vinte dias longe de casa me trariam de braços abertos. Planejei estas férias durante dois anos, procurando sites de viagens que traziam relatos de pessoas que tinham viajado sozinhas sem gastar muito – cheguei até o blog através de pesquisas, buscando a orientação e a segurança que me faltavam para colocar a viagem em prática.

Roteiro personalizado

Depois da proposta de consultoria, o que mais me deixou segura para contratar o serviço foi a disponibilidade, atenção e precisão do consultor. O Rogério transmitiu confiança desde o primeiro contato – tanto na pessoa, como na consultoria e conhecimento sobre a viagem.  Pra mim, o aspecto mais positivo foi a praticidade. Contratar pacote ou excursão me passa a ideia de que a viagem é em grupo, já a consultoria foi direcionada especialmente pra mim.

Viajar sozinha pela Europa_Grecia_Viajando bem e barato pela Europa

Viajar sozinha para a Europa – as cidades

O roteiro foi excelente. A quantidade de dias em cada local não me deixou angustiada por ter que fazer e refazer malas o tempo todo, porém, em algumas cidades acrescentaria dias, e em outras, diminuiria o tempo de permanência. Coisas que só aprendemos viajando!

Santorini  foi o local que eu menos aproveitei, sendo bem sincera. Até entender como funcionava esse pedaço da Grécia, perdi a oportunidade de visitar alguns locais legais. Passei dois dias em Santorini, e acrescentaria mais um dia para adaptação e, assim, teria aproveitado mais. Depois da loucura da euforia, eu curtiria mais, com certeza.

Em Paros, me senti em casa. Cara de cidade pequena, local seguro e agradabilíssimo para passar horas sossegadas, sem deixar de aproveitar lindas paisagens. O tempo que passei lá foi suficiente: um dia de muita curtição.

A palavra que define Mykonos é “diversão”! Em Mykonos percebi que realmente estava em outro país, pois tive mais contato com turistas e também vivi situações diferentes. Curti a praia, o centro da cidade, a paisagem que não é mostrada em fotos… Entretanto, também me deparei com o sexto sentido em alerta: por exemplo, não voltava tarde da noite para o hostel. Acrescentaria muitos dias aqui, se pudesse – fiquei dois dias e aproveitei cada segundo deles. Também acrescentaria companhia, mas somente aqui – no restante da viagem, me senti bem sozinha.

Como eu curti Atenas! Ao mesmo tempo que parecia que eu tinha uma rotina, era bastante livre para ir e vir a hora que eu quisesse. Adoro ler e me perdi em todos aqueles locais cheios de histórias. Tomei cuidado quando saía à noite, apenas por precaução e orientação do consultor – mas encontrei companhia para tomar uma cerveja todas as noites. Achei o local de fácil locomoção e com pessoas dispostas a te ajudar o tempo todo. Os dois dias que passei ali foram suficientes.

Capadócia – sem comentários para o voo de balão – incrível e indescritível! Acho que nunca explorei tanto um local como a Capadócia, me senti uma aventureira. Diminuiria um dia aqui – fiquei três, ao todo. Comecei com o passeio de balão e mais um dia seria suficiente para aproveitar o local.

Depois disso, quatro dias em Istambul – milhões de habitantes e mais um tanto de turistas. Fugi de filas e tumultos, me perdi pra caramba, curti os jardins, e as mesquitas são lindas e mágicas. Sinto falta da chamada para oração todos os dias… Os dias foram muitos, não sei se estava cansada de ficar longe de casa, ou com a sensação de que já estava acabando e rolou uma melancolia….. É muito válido sentar e observar os turcos, seus costumes, vestimentas e modo de negociar.

Viajar sozinha pela Europa_Capadocia_Viajando bem e barato pela Europa

Os voos

As informações do consultor foram totalmente válidas para me ajudar neste quesito.  Só tive problema em Atenas, com a Ryanair – procurei informação sobre meu portão de embarque e, faltando dez minutos para ele acontecer, me avisaram que eu estava no errado. Ouvi um monte de coisas em grego (ainda bem que não entendi nada), mas percebi que o cara ficou hiper bravo porque não despachei a mala e quase perdi o voo. Coisas de marinheira de primeira viagem… Mas consegui embarcar mesmo com a confusão e cheguei ao meu destino. A situação foi ruim mas serviu como aprendizado também.

A melhor companhia low coast é a Pegasus. Enfim, o preço foi justo, mas esse negócio de aeroporto cansa! É a parte negativa de toda viagem e, quando se viaja sozinha, as esperas ficam ainda mais demoradas.

Meus hotéis

Em Santorini e Mykonos, eu não recomendaria os serviços dos hostels em que fiquei, porém são indicações bem baratas, para quem quer economizar.

Em Santorini, me hospedei no Santorini Youth Hostel. Percebi que a limpeza do banheiro não era realizada diariamente, o colchão era velho, e os atendentes não eram prestativos. Porém, a localização era boa – próxima ao ponto de ônibus e ao centro da cidade.

Em Mykonos, fiquei no Paradise Beach Camping, uma espécie de “vila” com cabaninhas. Porém, ventou muito à noite e tive a impressão de que a cabana iria se despedaçar. O hostel também era distante do banheiro comunitário (porém, ele sempre estava limpo) e o caminho para o local era escuro, sem iluminação básica. Não havia muito espaço na cabana, só cabia a mala no chão. Também não achei tão segura. Como em Santorini, a localização era satisfatória.

Em Paros, me hospedei no Madaky Hotel. O quarto era individual, confortável, barato, ótima localização, funcionários super atenciosos, limpeza impecável, ar condicionado e tinha até frigobar!

Em Atenas, fiquei no Pella Inn Hostel– limpeza, localização e colchão ótimos. Sem reclamação alguma e só tenho elogios aos atendentes. Fiz muitas amizades neste hostel, foi muito bacana.

Na Capadócia, estive hospedada no Hostel Terra Vista. Ele foi o único hostel misto onde fiquei e, tirando o ronco de um dos homens que dormiram no mesmo espaço, sem maiores problemas. O recepcionista era atencioso e prestativo. O café da manhã tinha seis opções, o que foi o suficiente. E a vista era linda!

Em Istambul, fiquei no Rapunzel Hostel. A localização foi fundamental para nunca me perder, dava pra ver de longe a Tower Galata. A cama era conformável, tinha ar condicionado também e o café da manhã era simples e bom. Os recepcionistas eram mais reservados, mas não falharam no atendimento.

Importante ressaltar que acho que, em todos estes hostels, os preços foram justos. 🙂

Outras opções de hospedagem em Santorini:

Reverie – Fica a dez minutos do centro de Fira e tem desconto de 10% para leitores do blog. Nos arredores do hotel há diversos restaurantes, bares, cafés e até mini-mercado. Resumindo: em se tratando de localização, o Reverie é o melhor hotel para ficar em Santorini!

Villa Dimitris – Este um ótimo hotel e ótimo preço. Fica cerca de 15km do centro e é ideal para quem quer mais curtir uma praia, relaxar. Há ônibus para fazer os passeios, mas não tão frequentes e fáceis. Uma opção é alugar uma scooter para passear pela ilha.

Pansion Zaharoula – Uma pequena pousada e bem central, com bom preço (dependendo da época) e opção de quarto e banheiro privativo.

Anna Pension – Fica uns 15/20 minutos a pé do centro de Fir, fácil para ir e vir a pé e tem bom preço, dependendo do período. Quarto e banheiro privativo.

Hotel Thirasia – Um hotel bem localizado e bom custo/benefício, bem central.

Outras opções de hospedagem em Mykonos:

Angela’s Rooms – Um hotel bem avaliado e bem pertinho do centro de Mykonos, fácil para ir e voltar a pé no centro e também para ir e voltar com bus para praias e atrações.

Esperides – Este estúdio fica na praia Platis Yalos, uma das mais lindas da ilha. Tem ótimo preço para o período e poderá preparar seus próprios alimentos, pois conta com cozinha ocmpleta. Fácil para ir e vir com bus e ideal para ficar relaxando na praia.

Hotel Milena – Este ótimo hotel fica entre o centro e as praias, fácil para ir e vir com bus.

Dina’s Rooms – Também fica entre o centro e as praias, mas mais próximo ao centro e tranquilo para ir e voltar a pé.

Viajar sozinha pela Europa_Greece_Viajando bem e barato pela Europa

O transporte

Não aluguei veículo, de acordo com a informação do consultor, não seria necessário, o que se provou estar certo. Utilizava os ônibus públicos nas ilhas, e em Atenas andei somente de metrô. Na Turquia,  caminhei bastante.

Para chegar nos hotéis, utilizei os seguintes métodos: de carona em Santorini, de ônibus público em Paros, usando o transporte do hostel em Mykonos, de metrô em Atenas, transporte programada para Capadócia e de metrô em Istambul.

Metrô é muito fácil, prático e barato de se locomover em cidades grandes e capitais. De ônibus, quem tem boca vai a Roma – ou no meu caso, a porta do hostel. Confesso que transfer evita a preocupação de que se vai conseguir ou não chegar ao local, ou se irá passar por algum perrengue, porém é mais caro e sem emoção.

Não utilizei nenhum cartão ou passe de transporte público – eu comprava as passagens conforme a necessidade porque utilizava-as somente para me locomover do hostel ao aeroporto.

Viajar sozinha pela Europa_Istambul_Viajando bem e barato pela Europa

Seguro viagem obrigatório na Europa

Contratei o seguro viagem, mas – ainda bem! – não precisei usá-lo. O Rogério me avisou que era obrigatório, mas eu já sabia disso…. Como muitas pessoas não sabem disso, indico conferir este post sobre o seguro viagem, sua obrigatoriedade e dicas.

Os procedimentos de imigração

Sem imigração.  Achei interessante que, em algum aeroporto que não me recordo qual, questionaram se deixei alguma vez minha mochila ou mala sozinhos e se tinha alguém suspeito ou que eu achasse estranho por perto.

O clima 

As dicas da consultoria foram importantes na hora de arrumar a mala, especialmente sobre o clima fresco que fazia na Grécia a noite. Os dias eram quentes, tanto na Grécia como na Turquia, e a noite esfriava e ventava muito na Grécia – aliás, ventava muito em Mykonos o dia todo.

Choveu de repente em Atenas um dia, mas foi muito engraçado pois naquele momento estava perdida em algum lugar da cidade com a minha colega de quarto mulçumana. Em Istambul fez friozinho nos últimos dois dias, o que limitou os passeios e andanças pela cidade, principalmente para chegar ao ponto do metrô.

Viajar sozinha pela Europa_Santorini_Viajando bem e barato pela Europa

O financeiro para a viagem

Levei ao pé da letra ‘viajando bem e barato’. De acordo com as recomendações do consultor, seria o gasto médio de 80 euros por dia, sem contar com a hospedagem e o passeio de balão. Portanto, transportei na doleira o tempo todo 2.000 euros, e retornei para o Brasil com incríveis 950 euros!

Gastei cerca de 52 euros por dia com alimentação, hospedagem e transporte. Tive que comprar shampoo, condicionador, toalha de banho, bastão de selfie (coisas de quem viaja sozinha…), carregador de telefone (o meu quebrou)… Senão, acho que tinha economizado mais. Senti que não havia necessidade de gastar tanto – na verdade, não  sinto que economizei como um sacrifício – fiz e comi tudo o que queria! No último dia em Istambul fui ao Grand Bazar e gastei bastaaante! Mesmo assim, ainda tenho euros para próxima viagem.

A consultoria me ajudou com informações úteis sobre quantidade de dinheiro e segurança também. Apesar da doleira ser desconfortável, é o jeito mais seguro para carregar dinheiro e o passaporte. Sem a consultoria, certamente eu não teria noção do quanto gastar por dia.

Viajar sozinha pela Europa_Greece_Viajando bem e barato pela Europa

Internet e telefonia

Só utilizei Wi-fi gratuito – e apenas para manter a família e amigos atualizados.

Recomendaria a consultoria?

Obviamente. Para viajantes solitários e corajosos, casais, amigos… Todo mundo! A consultoria ajudou demais. Contrataria novamente sem pensar duas vezes, pela praticidade e confiança no consultor. O Rogério realizou um excelente trabalho. As dicas da Rita Marcondes, do Férias na Grécia e colaboradora do Viajando, também foram expressionais. Obrigada por toda a atenção, qualidade e precisão das informações, rapidez das respostas e disponibilidade para me ajudar a realizar o sonho de viajar sozinha!

Dicas para quem quer viajar sozinha pela Europa

  • Leve tudo anotado – voos, horários, hostel e endereço com telefone.
  • Leve também pouca bagagem – ficar carregando mala grande e achando local para guardar nos hostel é chato, cansativo e desnecessário. Desapega.
  • Se perca, é muito bom andar sem destino e se achar em locais não tão movimentados.
  • Viaje sozinho. É libertador, energizante, emocionante, corajoso… Descubra-se em uma viagem. É maravilhoso!

Viajar sozinha pela Europa_Rocks_Viajando bem e barato pela Europa

Tálita
Cidade Gaúcha – PR
Setembro 2015

_____

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita na Europa
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas comprando ingressos antecipados
Organize passeios nas cidades e arredores
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Real Seguros, Mondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

 

banners05animado01

Tags

15 Comentários

  1. Que maaaaravilha !!! Viajar sozinha é incrível, e com a consultoria do Rogério e da ajuda da Rita foi fácil encarar a Grécia e a Turquia. Já posso tirar férias novamente ?!?! Obrigada Rogério, de verdade, você foi excelente.

    Comente
    • Rogerio Milani

      Show Tálita!

      Obrigado pela confiança e pelo carinho! E conte comigo para tuas próximas viagens! 🙂

      Abraço!

      Comente
  2. Nossa, que sonho! Com essas fotos e esse relato me senti na Grécia e na Turquia! Parabéns por essa viagem maravilhosa amiga! Vai servir de inspiração pra muita gente! E vê se na próxima me leva na mala! 🙂

    Comente
    • E quanto ao idioma ?

      Comente
      • Olá Jay

        Achei que sabia o básico do inglês, mas estava enganada. É muuuito diferente o que aprendemos em sala de aula e na prática. Sempre digo que consegui ir e volta, fiz todas as refeições e passeios, e até negociei lembrancinhas. Tudo em uma mistura de português com um inglês de índio kakkakak São cidades turísticas, amam brasileiros e estão sempre dispostos a ajudar. Só tome cuidado em aeroportos, não me senti confortável em nenhum deles e quase perdi o voo porque não entendi a informação oferecida de mal gosto por umas três pessoas (dica: se informe com os clientes e não funcionários). Seja simpático e paciente e conseguirá aproveitar muito a viagem.

  3. Meu! Como vc escreve bem! Hauauusshu
    Primeiro quero que saiba que orei por você. Desejei que sua viagem fosse tranquila e de crescimento. Vc é a baixinha mais Grande que conheço. Grande de sonho, grande de coragem, grande o suficiente pra ter feito tudo isso SOZINHA! Que orgulho desta leonina!!!

    Comente
  4. Olá!

    Quero muito viajar para Grécia em junho de 2016 para lua de mel, porém toda a família fica com medo por conta dos atentados terroristas na Europa e também por causa dos refugiados (que envolve a Grécia diretamente). Alguma dessas coisas te atrapalhou ou tirou o seu sossego? As pessoas estão meio apreensivas por lá ou está tudo tranquilo?
    Obrigada!

    Comente
    • Olá Priscila

      Não, nada disso me atrapalhou na minha viagem. Pensei antes de ir que poderia ver uns desses protestos que estavam acontecendo no centro de Atenas, mas acabei esquecendo e não vi nada que pudesse me lembrar. Nas ilhas pouquíssimo se comenta sobre a crise, apenas que diminuiu um pouco a movimentação de turistas. As ilhas que visitei são mais turistas, e não são os locais para os refugiados desembarcarem. Já em Atenas, os comentários são mais frequentes, mas nada me incomodou ou me atrapalhou. Existe apreensão sim, já que o assunto é sério e preocupante para eles, mas não se preocupe, não verás nada disso.

      A Grécia é uns dos locais perfeitos para a lua de mel, irás adorar !!!
      Qualquer outra dúvida, me coloca a disposição.

      Abraço

      Comente
      • Oi Talita. Admiro o que vc fez, viajar sozinha, tenho esse sonho mas nao essa coragem. Quero fazer o mesmo mas tenho medo de nao conseguir me virar.

      • Olá Cristina, vai com medo, mas vaaaaaaai !!! É incrível, não me canso de dizer isso. E não tem nada do que temer, somente o medo do desconhecido. Se enche coragem menina !!!

  5. Olá! estou tentando organizar um roteiro de viagem mas tenho milhares de duvidas! devo postar tudo como comentario? como consigo essa consultoria! Obg desde já

    Comente
  6. Olá!! Fiz um roteiro tbm p fazer só. Mikonos e um.lugar tranquilo? Vi um hotel pelo booking, q é um pouco afastado do centro, mas teria uma parada de ônibus na porta e a dona leva e busca no porto. Quais seriam sua recomendações p Mikonos? Acha perigoso ir só? Obrigada! Julianna

    Comente
  7. Oi sou a Lilian,gostaria de uma consultoria para irmos para a Grécia e Turquia

    Comente
  8. Ola Talita, gostei muito das tuas informações, muito legal. Vou para Grécia em fevereiro 2017 e estou com uma duvida, se eu deixar para comprar passagem aéreaquando estiver em Atenas, eu consigo para Santorini ou tenho que comprar com antecedencia. Vce sabe me informar tambem o valor do Ferry Boaty para
    Santorini.

    Abraços

    Comente
  9. Estou me programando para ir para Italia, Grecia, Turquia e Croacia em julho de 2017. Gostaria de saber como contrato voces?

    Comente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *