Coisas que você precisa saber antes de viajar para o Japão

Atualizado por em 26/04/2016

Manuela Colla

Ah, a Terra do Sol Nascente… Tão fascinante e misteriosa que até parece outro mundo. Quem nunca sonhou em conhecê-la? Por isso, preparamos uma listinha com algumas coisas que você precisa saber antes de viajar pro Japão!

você precisa saber antes de viajar pro Japão_the-golden-pavilion_Viajando bem e barato

Eu tenho um fascínio pela cultura japonesa e, recentemente, comecei a pensar em realizar meu sonho de viajar ao Japão com meu marido, que é descendente de japoneses. Pesquisando muito e lendo um ótimo guia da Rough Guide, compilei algumas informações que acho bem importantes para quem pensa em ir pra lá – algumas coisas práticas, outras culturais que podem ajudar a organizar esta viagem incrível. Vamos lá:

1 – Os voos são longos. Você pega dois aviões para ir e também dois para voltar do Japão – a conexão costuma ser em Dubai, nos Estados Unidos ou Inglaterra – isso varia de acordo com a companhia aérea que você escolher. Por isso, recomenda-se ficar, pelo menos, duas semanas (ou mais!) no Japão. Afinal, toda essa canseira e também a diferença do fuso tem que valer a pena! Faça as contas: 22 horas no ar + tempo de embarque + a espera no voo de conexão… É uma viagem e tanto!

2 – Compre o Japan Rail Pass – Quando você for tirar seu visto para viajar ao Japão em São Paulo, já consegue adquirir no mesmo lugar o Japan Rail Pass. Com ele, você consegue pegar o shinkansen (trem bala), trens e metrôs da linha JR. Fique de olho no aplicativo trains.jp, para saber as rotas do metrô.  Para mais informações sobre o visto, consulte o site do Centro de Visto Japonês – ele costuma ficar pronto em mais ou menos uma semana.

você precisa saber antes de viajar pro Japão_trem_Viajando bem e barato

3 – Informe-se sobre o uso de conexão Wi-Fi – No Japão, não é possível comprar um chip pré-pago para celular, por isso, o ideal é alugar uma conexão wireless. É um aparelhinho que cabe na bolsa e pode ser compartilhado por várias pessoas e até mesmo ser usado no laptop. Imagine ficar sem internet e Google Maps num lugar tão enorme como Tóquio e onde poucas pessoas falam inglês? Para alugar, você encontra na TelecomSquare, dentro do aeroporto Narita mesmo, e você devolve na volta antes de pegar o voo. Por 14 dias de aluguel, por exemplo, você gastará cerca de R$400 (cerca de ¥1200 por dia). Nos hotéis, aeroportos, estações de trem, Starbucks e 7Eleven, é possível usar o serviço de wi-fi gratuitamente.

4 – O metrô, especialmente em horários de pico, é tão cheio quanto o de São Paulo. A diferença é que é o lugar mais silencioso que você pode imaginar. Quando os japoneses entram nos vagões, colocam seus celulares em módulo avião e ficam em silêncio a maior parte do tempo. Evite chegar com malas grandes se for pegar o metrô na hora do rush – eles ficam REALMENTE bastante cheios. E, durante os horários de pico, existem vagões só para mulheres. Se você for mulher e quiser andar no vagão normal, claro que pode. Mas, se você for homem, não ouse entrar neste vagão, que é identificado com esta placa:

você precisa saber antes de viajar pro Japão_women only_Viajando bem e barato

5 – Se você optar por usar o caríssimo táxi, saiba que todos são equipados com portas que abrem sozinhas! E, na hora que você descer do táxi, não precisa bater a porta, viu? A cor do veículo pode variar: preto, laranja, verde-água ou verde. Caso o motorista não fale inglês, tenha sempre em mãos um mapa de onde quer chegar, mesmo que seja no Google Maps pelo celular. Ajuda demais!

6 – Os japoneses tiram o sapato pra entrar em casa. Ok, isso você já sabia. Mas você pode ter que fazer isso em alguns restaurantes, templos budistas ou em ryokan, uma hospedagem de estilo típico japonês. A mesma orientação vale para provadores de loja, onde não se entra com calçados. É uma regra – esteja pronto para respeitá-la, afinal, é um costume bastante tradicional daquela cultura.

você precisa saber antes de viajar pro Japão_ryokan_Viajando bem e barato

7 – Alguns restaurantes possuem menu em inglês. Outra prática bastante comum são aquelas vitrines com réplicas dos pratos servidos naquele lugar – você pode escolher por ali, apontar para ela e pronto. Os atendentes costumam ser bem prestativos e tentam ajudar, mesmo que seja com mímica. E, se você olhar pro lado no restaurante, verá que é comum os japoneses rasparem o prato de comida – lá, as porções são menores do que estamos acostumados no Ocidente. Não é falta de educação repetir, mas deixar comida no prato não é legal.

8 – Você pode embrulhar pra viagem? – O povo de lá sabe que é costume mundial querer embrulhar as sobras do que pediu no restaurante mas, na maioria das vezes, isso é negado por razões de higiene. Mas não se esqueça: lá, as porções são menores, então a chance de sobrar comida é mais remota.  Outra coisa que é costume por lá é pagar sua conta de restaurante somente no caixa. Nada de maquininha do Visa na mesa – isso também é considerado anti-higiênico. Faz sentido, né? Outra dica boa para restaurantes e izakayas (botecos tradicionais japoneses): se você pedir bebidas geladas (fora vinho e cerveja), elas virão com gelo, mesmo se você não tiver pedido por isso. Se quiser que o garçom não traga gelo, você precisa pedir.

você precisa saber antes de viajar pro Japão_fake food_Viajando bem e barato

9 – O tamanho das roupas e sapatos é diferente – Se você pensa em comprar roupas lá, fique atento e experimente sempre. O povo japonês costuma usar tamanhos menores que os nossos: se você veste um tamanho M aqui, provavelmente terá que provar um XXG lá. Para sapatos, a mesma regra vale: aumente dois números. E, se seu pé for muito grande, existe a possibilidade de não encontrar muita coisa pra você lá.

10 – Dinheiro – A moeda de lá é o iene (¥) e, na cotação de hoje, 17/02, está assim: 1 iene = 0,035 reais. Parece assustador, né? O Japão é um país caro de se visitar, não tem jeito, e Tóquio é considerada a segunda capital mais cara do mundo! Uma regra bacana para você fazer a conversão quando estiver lá é conferir o preço em iene, retirar os dois últimos algarismos e você terá um valor parecido em dólares. Por exemplo: para o valor de ¥103: tirando o 03, você tem 1, ou seja, U$1. Mais um: U$10 é igual a ¥1032 – tirando o 32, você tem 10! E carregue sempre uma niqueleira com moedas – elas são identificadas com números e muito úteis. Se você for para Kyoto, por exemplo, poderá pagar o ônibus com elas – lá, se usa mais este meio de transporte do que o metrô. 🙂

você precisa saber antes de viajar pro Japão_coins_Viajando bem e barato

11 – O Japão é um país muito seguro – Se você derrubar dinheiro no chão, provavelmente um cidadão japonês pode aparecer correndo pra te entregar. Muitas lojas nem vitrine tem – os itens ficam expostos sem qualquer tipo de vidro e ninguém mexe em nada. Nem à noite é comum sentir medo de ser abordado. Você também não vai ver muros altos ou cercas nas casas – quando eles existem, é somente para demarcar território.

12 – Medicamentos – Caso você consuma medicamentos por prescrição médica e for levá-los ao Japão, mantenha-os sempre em sua embalagem original e informe-se com seu médico antes de viajar sobre a possibilidade deste medicamento ser proibido em países asiáticos – alguns analgésicos que contém codeína são proibidos por lá, apenas pra citar um exemplo. Tire suas dúvidas aqui. Caso você viaje com um medicamento que possua restrições no país, precisa fazer um Certificado Yakkan – saiba mais aqui.

13 – A melhor época para viajar – O verão e o inverno costumam ser bem implacáveis no Japão. A primavera, quando as árvores de cerejeira (sakuras) estão floridas, é considerada a alta temporada no Japão. As ruas ficam lindas e, nos finais, de semana, os japoneses fazem piqueniques nos parques, é um super evento! Fique atento ao final de abril, quando acontece a chamada Golden Week, que é a junção de quatro feriados nacionais e dura até o começo de maio. Tudo fica mais caro nessa época – e muito mais cheio também! A Golden Week vai de 29 de abril a 5 de maio. O outono é outra estação muito bacana pra se estar por lá, e dura de setembro a novembro, quando as árvores ganham um colorido todo especial.

você precisa saber antes de viajar pro Japão_marple tree_Viajando bem e barato

14 – Irashaimase! – Essa é uma expressão que você vai ouvir muito no Japão, e é usada para atrair clientes para as lojas, restaurantes e demais estabelecimentos comerciais. É uma forma de cumprimento, mas você não precisa responder. Basicamente, significa “bem vindo”. Aliás, os japoneses são extremamente educados – ao passar pelo mesmo vendedor dentro de uma loja, ele pode dizer “irashaimase” diversas vezes, é super normal. Também são muitos “dômo arigatô” e “arigatô gozaimasu”, acompanhado do movimento de curvar o tronco e cabeça para agradecer. Entre no embalo, é um povo muito gentil mesmo! 🙂

15 – Compre um guia de conversação básica para arriscar falar japonês – Hoje em dia, também existem ótimos aplicativos para treinar as frases que você, provavelmente, mais vai dizer por lá. Eu uso o Learn Japanese Phrasebook, gratuito para iOS e Android. Se preferir levar em papel, a PubliFolha tem um bom – e barato! – Guia de Conversação para Viagens, que também é pequeno e leve, pra carregar junto de você. Isso é importante pois, infelizmente, muitos japoneses não falam inglês. E, quando falam, pode ser com bastante sotaque . 🙂

Aqui vai uma listinha de frases e como são pronunciadas:

Sim: Hai
Por favor: Onegai chimas
Com licença / Desculpe: Sumimassen
Muito obrigado: Arigatoo gozaimas
Bom dia: Ohaioo gozaimas
Boa tarde: Connitiua
Boa noite: Comban’ua
Até logo: Mata ne
Quanto custa? Icura des ca?
Tudo bem? Ogenki des ca?
A conta, por favor: Ocandyoo onegai chimas?
Eu não falo japonês: Nirrongo ua ranassemassen
Você fala inglês? Eigo o ranachimas ka?

E se você quiser, pode dar uma espiada neste post do Japão em Foco para aprender a decifrar endereços no Japão. É um guia bem completo e ilustrado!

Uma última observação: No Japão, o senso de coletividade é muito importante. Aqui no Ocidente, a maioria das pessoas é muito individualista – lá é exatamente o contrário disso. Uma boa dica que recebi é: seja mais um, não queira se destacar. Procure falar mais baixo do que fala normalmente, não aponte para as pessoas, e, se possível, não seja muito barulhento. Não é uma dica obrigatória, mas aposto que você vai se sentir mais confortável. Algumas pessoas podem, sim, se comportar desta forma por lá, mas comumente é considerado falta de educação. Em Roma, como os romanos e, no Japão, como os japoneses, né?

você precisa saber antes de viajar pro Japão_Tokyo_Viajando bem e barato

E você? Tem alguma dica para quem está pensando em conhecer o Japão? Deixe aqui nos comentários!

_______________________________________________________

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas comprando ingressos antecipados
Organize passeios nas cidades e arredores
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Real Seguros, Mondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

_____

banners05animado01

Tags

Trackbacks/Pingbacks

  1. Museu temporário do Snoopy é inaugurado no Japão - Viajando Bem e Barato | Dicas e roteiros de viagem - […] Está pensando em conhecer a Terra do Sol Nascente? Preparamos uma listinha com algumas coisas que você precisa saber…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *