Viagem de dez dias por Nova Iorque: Conhecendo Woodstock e Catskills Mountains

Atualizado por em 26/04/2016

Manuela Colla

Na última parte da nossa viagem para NY, passamos uns dias no sossego de Woodstock e das Catskills Mountains. Vem saber como foi conhecer essas paisagens inacreditáveis!

Dez dias por Nova Iorque_Woodstock_Viajando bem e barato

Dez dias por Nova Iorque: Woodstock e Catskills Mountains

Se você não acompanhou, aqui tem o primeiro post desta viagem, com dicas de passeio em NY, e o segundo, recheado de dicas de lojas e lugares para comer e beber e museus bacanas pra visitar.

Como sou super fã de rock dos anos 60 e 70, minha querida amiga nova-iorquina Gail decidiu me levar para uma road trip onde conheceria o norte do estado, mais especificamente Catskills Mountains, onde ela tem uma casa para passar os finais de semana. Aliás, ela  aluga o Green Cottage pelo AirBnb para turistas nova iorquinos que querem fugir da correria da cidade e respirar um pouco de ar puro.  Alugamos um carro e partimos na sexta-feira – para quem quiser fazer o mesmo, indicamos alugar carro pela RentCars e Rental Cars, duas empresas super confiáveis e com boas taxas.

O lugar é simplesmente mágico, no meio da natureza e a casa é absolutamente confortável – nunca vou esquecer a Gail ligando e ajustando o sistema de aquecimento por um controle remoto, enquanto ainda estávamos na estrada. O Green Cottage fica a cerca de 1h30min de Nova Iorque e foi onde passamos o final de semana inesquecível.

Era a primeira semana de outubro e o outono estava com tudo – ainda que seja um destino adequado para todas as estações, a época preferida de muita gente que visita Catskills Mountais é o outono: ver as cores mudarem do verde para laranja, vermelho, amarelo e marrom dourados é um espetáculo que não deve ser perdido. O local também oferece um monte de atrações culturais e culinárias esperando para serem aproveitadas.

Dez dias por Nova Iorque_Green Cottage_Viajando bem e barato

Palenville, onde fica o Green Cottage da Gail, fica também do ladinho de Woodstock, um lugar que eu tinha muita curiosidade de conhecer. Aliás, o festival de Woodstock não aconteceu lá – os três dias de “música, paz e amor” aconteceram em Bethel, que fica ainda mais ao norte. Woodstock, por sua vez, sempre foi um lugar bem tranquilo e um centro artístico bem forte e é onde muitos artistas, escultores e músicos escolheram morar.

Um lugar que eu queria muito conhecer em Woodstock é a Big Pink, a lendária casa onde o Bob Dylan e a The Band se isolaram para gravar o icônico disco “Music from the Big Pink”, lançado em 1968 e objeto de adoração para os fãs do Dylan (categoria em que, obviamente, me incluo).

Dez dias por Nova Iorque_Big Pink_Viajando bem e barato

Era meu aniversário e, nessa hora, chorei de gratidão por conhecer esse lugar tão especial pra mim – fica no meio de uma estradinha de chão batido, não saberia dizer o endereço ao certo. Depois disso, a Gail me levou ao cemitério de Woodstock (sim, sou dessas que gosta de visitar cemitério nas viagens), onde prestei minhas homenagens pra diversos músicos que amo muito, como o Levon Helm e o Rick Danko, da The Band.

Depois disso, fomos passear pelo centro de Woodstock que, honestamente, parece que parou no tempo. A Gail nos explicou que, até hoje, a cidade é um reduto de artistas, artesãos, terapeutas holísticos e hippies de todos os tipos, então é comum passar pelas casas e ver garage sails ou esculturas à venda no quintal, mesmo.

Dez dias por Nova Iorque_Budas_Viajando bem e barato

Outra coisa que vimos bastante por lá são brechós e os flea markets ao ar livre, vendendo todo tipo de bugiganga. A Gail nos levou para conhecer alguns amigos dela e, depois, fomos a um evento tipicamente local: um almoço beneficente para os Bombeiros de Woodstock. Não dá pra ser mais autêntico que isso.

O almoço aconteceu nas dependências dos Bombeiros e o cardápio era o MAIOR pedaço de frango que já vi na vida, pão, maionese e molho barbecue. Não comi quase nada, mas nossos novos amigos americanos explicam que a comida do interior do Estados Unidos é assim, “bem servida” sempre e cheia de condimentos. Mais tarde, em uma ida ao Wal-Mart local, percebemos o porquê dos altos índices de obesidade entre os americanos: tudo era enorme (sacos de Cheetos, chocolate, sucos artificiais, refrigerantes) e MUITO barato (cada combo destes custava em torno de U$4, então dá pra ter uma noção do motivo das pessoas comerem tão mal por lá).

Dez dias por Nova Iorque_galeto_Viajando bem e barato

No restante do final de semana, ficamos curtindo a natureza, conhecendo os fantásticos amigos da Gail. Uma delas, inclusive, tinha largado a vida de consultora financeira em NY e, agora, vivia fazendo tortas e doces tipicamente americanos para eventos no sossego de Catskills Mountais. Ela morava ao lado do World Trade Center no dia dos atentados de 11 de setembro e nunca mais se recuperou do pânico daquele dia – por isso, escolheu o refúgio do campo e nem pensava em voltar pra cidade.

Aproveitamos esses dias por lá também para provar vários quitutes típicos do Halloween, que se aproximava. A cidade estava tomada por abóboras lindas e as casas estavam começando a ser decoradas para a ocasião especial (isso que estivemos lá no começo de outubro!). Pra mim, o mais incrível de estar em meio à natureza foi justamente o contraste com o agito de Nova Iorque e como esse pequeno paraíso ficava tão pertinho da cidade e tinha uma energia muito diferente – oposta, até!

Dez dias por Nova Iorque_pumpkin_Viajando bem e barato

E aqui terminam nossas aventuras por Nova Iorque – ao menos, até a próxima viagem pra lá – a cidade me deixou com aquele “gostinho de quero mais”, e tem muita coisa que ainda quero conhecer por lá. 🙂

Espero que tenham gostado de saber mais sobre a nossa viagem! Tem alguma dica de NY? Deixe aqui nos comentários!

___

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas comprando ingressos antecipados
Organize passeios nas cidades e arredores
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Real Seguros, Mondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

___

banners05animado01

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *