Gastronomia italiana: dez coisas que você precisa comer na Itália

Atualizado por em 10/05/2016

Manuela Colla

Mangia che te fa benne! Impossível pensar em viajar para a Itália e não pensar em comida. Provar alguns dos pratos mais tradicionais da gastronomia italiana é desejo de dez entre dez viajantes que conhecem o país. Por isso, preparamos uma lista de delícias que voce precisa provar na sua viagem por lá!

Gastronomia italiana: dez coisas que você precisa comer na Itália

Embora, hoje, muita gente pense em massa e molho de tomate como comidas típicas da Itália, durante muitos anos, não foi assim. Os pratos mais populares por lá eram a polenta e o arroz – foi somente no final do século XX que a pizza, a massa e o molho de tomate tomaram conta do país – antes, eram mais consumidos no Sul.

Entre os temperos mais usados por lá, estão o manjericão, a salsa, o alecrim, a sálvia e o orégano. Outro fator importante da culinária italiana é o frescor dos seus ingredientes e também dos derivados do leite – existem mais de 400 tipos de queijo produzidos lá.

Pizza di Napoli

Ao contrário do que muitos pensam, a tradicional pizza napolitana é diferente da que consumimos aqui no Brasil: ela é menos recheada e a massa é mais fininha e crocante! Esta tradicionalíssima receita foi criada pelo chef Taffaello Esposito, que criou-a em 1889 para homenagear a rainha italiana que, naquele tempo, visitava Nápoles depois da recém unificação do país. A forma que ele encontrou de homenageá-la foi através das cores: se você observar, a margherita tem as cores da bandeira italiana: o vermelho do molho de pomidori, o verde do manjericão e o branco do queijo.

Gastronomia italiana_Pizza_Viajando bem e barato

Antepasto

Basicamente, é o que se come antes dos pratos de uma refeição (antepasto, em italiano, quer dizer “antes da refeição”), num cardápio composto por iguarias frias: compotas de berinjela, cogumelos, salame, queijo, presuntos, pãezinhos, alcachofras, anchovas, pepperone… Um dos antepastos mais populares é a caponata, feita com beringela, prato típico da Sicília.

Gastronomia italiana_Antepasti_Viajando bem e barato

Struffoli

Fiquei surpresa ao ver que este prato é um dos mais tradicionais da Itália – todo final de ano, minha avó fazia um struffoli maravilhoso pra nós! É um doce criado em Nápoles feito de bolinhas de massa fritas e cobertas com mel, formando uma estrutura dura, caramelizada, que pode ser cortada com faca. É bem simples e delicioso!

Gastronomia italiana_Struffoli_Viajando bem e barato

Ravioli

É uma massa de ovos e farinha recheada e cozida – o recheio pode ser de carne, queijo, peixes e vegetais. O prato é super popular no Brasil, especialmente nas regiões Sul e Sudeste, e pode acompanhar molho branco ou vermelho. Outra versão bem conhecida é o ravioli maior, recheado com uma gema de ovo crua.

Gastronomia italiana_ravioli espinafre_Viajando bem e barato

Tartuffo di Pizzo

Uma sobremesa inventada na região da Calábria, é perfeita para os chocólatras como eu. É um sorvete recheado de avelãs, com um coração de chocolate derretido e cobertura de cacau em pó. Ele é modelado pra caber na mão e, hoje, encontram-se versões industrializadas por toda a Itália – mas claro que o doce artesanal é o preferido.

Gastronomia italiana_tartuffo_Viajando bem e barato

Lasagna

Um dos tipos de massa mais antigos, a lasagna é um dos pratos italianos mais consumidos em todo o mundo e, originalmente, era preparada somente com molho bechamel, ragú e queijo Parmigiano-Reggiano (nosso bom e velho parmesão). O prato também foi criado em Nápoles (que gente que sabia comer e cozinhar, né?) e foi adaptado em outras regiões da Itália, que usavam queijo mozzarella ou ricota e molho de tomate para o recheio. Se você for a um restaurante italiano e ficar em dúvida entre as muitas opções de lasagna, a dica é: lasagne bolognese (o nome é no plural porque é feito com mais de uma folha de lasagna).

Gastronomia italiana_Lasagna_Viajando bem e barato

Spaghetti

Uma das palavras mais conhecidas do italiano, “spaghetti” significa algo como “barbantinho”, devido ao formato da massa que, acompanhando um bom vinho, é um dos pratos mais conhecidos da gastronomia italiana! A criação do spaghetti, todavia, é motivo de rixa entre os chineses, italianos e árabes – mas, pra mim, pouco importa: acho uma das melhores comidas do mundo e é muito consumida pelos italianos até hoje. Diz-se que cada italiano come 30 kg de massa por ano – para se ter uma ideia, o brasileiro consome apenas 5,7 kg do mesmo prato.

Gastronomia italiana_Spaghetti_Viajando bem e barato

Gelato

Menos gordura, mais açúcar e cremosidade: estas são as principais diferenças entre o nosso sorvete e o gelato italiano! O açúcar serve para o sorvete não congelar e ficar sempre super cremoso, e os sabores são muitos: baccio, gianduia, pistacchio, nutella, zambaione, , crema, fragola, nocciola, cioccolato, mascarpone… Poderia ficar o dia inteiro listando! Eu, se fosse você, experimentava um de cada – e mais de um por dia! 🙂

Gastronomia italiana_gelato_Viajando bem e barato

Presunto (Prosciutto)

Pode ser servido crudo (cru) ou cotto (cozido). O presunto é muito apreciado na Itália sendo produzido originalmente em Parma (terra do queijo parmesão também). O prosciutto lá é temperado, envelhecido e curado  à seco (a palavra “prosciutto” deriva do latim perexsuctum, que significa “completamente enxugado ou seco”). Costumeiramente, é servido fatiado.

Gastronomia italiana_prosciutto_Viajando bem e barato

Tiramisù

O tiramisù foi inventado na região da Toscana e sua receita original, dizem, não trazia álcool. A sobremesa consiste num pavê com creme de mascarpone, biscoito molhado no café e cacau em pó. O segredo, claro, é o queijo mascarpone, muito suave, variando de 60% a 75% de gordura. Ele tem um sabor delicado e é bem cremoso. Hoje, existem muitas docerias italianas que vendem somente esta sobremesa, que era considerada afrodisíaca e consumida antes dos encontros amoroso pelo povo toscano.

Gastronomia italiana_Tiramisu_Viajando bem e barato

Bisteca alla fiorentina

A bistecca alla Fiorentina é um prato de carne típico da cozinha italiana muito tradicional na região da Toscana. O corte é de origem italiana e inclui o filé e contrafilé do boi, e deve ser servido mal passado. Por se tratar de uma região mais afastada do mar, a Toscana tem uma grande tradição de pratos com carne vermelha, fazendo de Florença um ótimo destino para os carnívoros. Se for seu caso, buon appetito!

Gastronomia italiana_bisteca_Viajando bem e barato

Difícil fazer uma lista sobre gastronomia italiana em que muuuita coisa não fique de fora, né? Por alto, colocaria mais o tradicionalíssimo risotto, o agnellino (um assado de cordeiro feito em datas festivas), a Saltimboca alla Romana… Ih, essa lista não tem fim! Ainda bem! 🙂 Você tem alguma dica pra gente? Deixe aqui nos comentários! 🙂

Se você se interessa por gastronomia, pode gostar do post sobre gastronomia portuguesa, este sobre pratos da gastronomia grega e também do que escrevemos sobre coisas para provar em Zurique, na Suíça!

__

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas comprando ingressos antecipados
Organize passeios nas cidades e arredores
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Real Seguros, Mondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

__

banners05animado01

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *