Europa Barata: Dez coisas para fazer de graça em Roma

Publicado por em 14/07/2016

Rogério Milani

Roma é, como dizem os italianos, di rimanere sinza flato (de ficar sem ar)! A cidade é um museu a céu aberto e, por isso, compilamos uma listinha com dez coisas para fazer de graça em Roma pra você se divertir por lá sem gastar um euro!

Dez coisas para fazer de graça em Roma_europabarata_Viajando bem e barato

Se você está pensando em ir para a Itália numa viagem low-budget e ainda não comprou sua passagem, dá pra se organizar pra economizar mais ainda nos seus passeios: os Museus do Vaticano e a Cappella Sistina são grátis no último domingo de cada mês. Se você estiver em Roma no primeiro domingo do mês, o Coliseu tem entrada grátis neste dia – obviamente, a fila é grande, mas se você quer economizar, vale perder uma horinha na fila. Programe-se também se você deseja ver o Papa – na Piazza San Pietro, é grátis! O Vaticano disponibiliza, todos os anos, a agenda do Papa no site oficial deles, dá pra se programar com antecedência para ver a maior autoridade do catolicismo no mundo.

Fique atento: no primeiro domingo do mês, alguns museus e sítios arqueológicos também tem entrada franca. É o caso do Foro Romano, do Palatino, do já mencionado Coliseu, dos Museus Capitolinos e da Galleria Borghese. Selecionamos aqui algumas das atrações imperdíveis e gratuitas nesta que é uma das mais belas cidades do mundo, que recebe milhares de turistas todos os anos.

E, se viajar pra Roma está nos seus planos, acesse nosso guia completo sobre a cidade e também este post, com dicas de hospedagem na cittá.

Coisas para fazer de graça em Roma

1 – Campo di Fiori 

Nos finais de tarde de verão, com seus casarões dourados pela luz do sol, a praça Campo di Fiori se torna absolutamente irresistível. Ainda mais sabendo que alguns dos bares mais aconchegantes da cidade estão ali, prontos para abastecerem a clientela – jovem, em sua maioria – com taças de vinho ou copos de cerveja gelada, na happy hour – que eles chamam de “aperitivo”. Ao centro, emerge imponente a estátua de Giordano Bruno. De segunda a sábado, funciona ali um mercado de flores e alimentos desde 1869, vale demais o passeio!

2 – Fontana di Trevi

“Marcello! Marcello!” – para os amantes de cinema, a Fontana di Trevi é parada obrigatória em Roma. Local de uma das cenas mais icônicas do cinema (do filme de Frederico Fellini, “La Dolce Vita”), o monumento é tão lindo que nem precisava deste empurrãozinho do diretor italiano para tornar-se ainda mais icônico!

Recentemente, a fonte foi reaberta após uma longa reforma para alegria dos turistas, que lotam seus arredores. Ao todo, tem 26 metros de altura e 20 de largura e foi edificada no ano 19 d.C. Há a tradição de jogar três moedinhas na fonte para fazer pedidos, que iniciou-se no filme “A Fonte dos Desejos”, de 1954. Vai que dá certo, né? 🙂

Dez coisas para fazer de graça em Roma_Fontana_Viajando bem e barato

3 – Piazza San Pietro 

A Piazza San Pietro – ou Praça São Pedro, em português – fica em frente à Basílica de São Pedro, no Vaticano, e é considerada uma das mais belas praças de todo o mundo! Foi desenhada por Bernini no século XVII em estilo clássico mas com adições do barroco. Bem no centro da praça, há um obelisco do Antigo Egito. É um dos pontos turísticos mais visitados em Roma e o centro do catolicismo – todos os domingos, a entrada é gratuita ao meio-dia, quando muita gente aparece para ver o Papa. Ele aparece na janela da biblioteca do Vaticano – o prédio fica a direita da Piazza San Pietro e a praça fica bem lotada nesse horário.

4 – Panteão

O Panteão é o monumento mais bem preservado da Roma Antiga – uma igreja dedicada a todos os deuses do panteão romano construída em 25 a.C pelo Imperador Marco Vipsânio Agripa. Na minha opinião, um dos monumentos mais impressionantes do mundo e, hoje, abriga os sarcófagos de reis italianos e diversas figuras importantes da Itália. O interior do Panteão impressiona – ele é todo em mármore e a construção de sua cúpula foi um verdadeiro marco na arquitetura romana – arrematada por um engenhoso ósculo que permite a entrada de luz natural (e de chuva também, diga-se de passagem). A água que entra, aliás, é escoada por um não menos sutil sistema de drenagem. Simplesmente fabuloso, se nos lembrarmos que esse é um edifício de dois milênios de idade.

Dez coisas para fazer de graça em Roma_Panteao_Viajando bem e barato

5 – Basílica São Pedro

Epicentro do catolicismo, sede do papado e lugar do túmulo de São Pedro, a igreja mais visitada de Roma, cuja atual versão foi iniciada no século 16, é simplesmente a maior do mundo. Em 324, Constantino ergueu ali o primeiro templo em homenagem sobre o primeiro dos papas, uma obra que ganhou força durante os períodos da Renascença e Barroco. No interior da Basílica de São Pedro estão algumas obras de arte fundamentais da Itália dos séculos 15, 16 e 17, um período que viu o ápice da criatividade de mestres como Bernini e Michelangelo. Um dos pontos altos da visita, claro, é a Pietà, esculpida em mármore por Michelangelo Buonarroti (também autor do desenho do domo e das fantásticas pinturas do teto e altar da Capela Sistina, no vizinho Museus do Vaticano).

6 – Piazza Navona

Construída sobre as ruínas de um antigo estádio romano (daí seu formato em elipse), nesta bela praça encontram-se cafés, restaurantes e artistas vendendo seus trabalhos. Contudo, o que faz da Piazza Navona em um dos espaços públicos mais belos de Roma é a combinação de três belas fontes (a Fontana dei Quattro Fiumi, ao centro, com um obelisco egípcio, homenageia quatro grandes rios: Nilo, Danúbio, Prata e Ganges), igrejas como Sant’Agnese e palácios renascentistas, como o Pamphilj, sede da embaixada brasileira na Itália.

Dez coisas para fazer de graça em Roma_Piazza Navona_Viajando bem e barato

7 – Monumento a Vittorio Emmanuele II

Foi construído em homenagem ao primeiro Rei da Itália, Vittorio Emanuele II. A construção é belíssima e, acredite, fica ainda mais impressionante à noite. Nos fundos do Palácio, há um elevador panorâmico que leva até o terraço – de lá, se tem uma bela vista de 360° da cidade. Dali, você vai enxergar os pontos turísticos mais famosos de Roma, como o Coliseu, o Foro Romano e a cúpula da Basílica de São Pedro, no Vaticano, tudo devidamente identificado por painéis informativos. O lugar em si é lindo e a vista mais ainda – paga-se 7 euros para subir de elevador, mas a vista vale a pena!

8 – Scalinata di Spagna

Já diz o ditado: “em Roma, como os romanos” – este é um passeio que eles adoram fazer em dias ensolarados, quando lotam a escadaria para conversar e tomar sol. Toda uma geração sonhou com Roma após ver Audrey Hepburn sorvendo um gelatto com Gregory Peck em Roman Holiday, filme de 1953. O par aparecia na famosa escadaria, próximo da ainda mais célebre fonte do século 17 em forma de barco, Barcaccia, em estilo barroco. Juntamente com a igreja Trinità dei Monti, do século 16, que fica lá no topo, esses são os elementos que tornam a Piazza di Spagna um dos pontos favoritos de quem vai à cidade. Completam o cenário as palmeiras e casas em agradável coloração rosa e os arranjos de flores ao longo da escadaria – isso se você estiver em Roma na primavera, é claro. Mas fique atento: a escadaria está em obras desde outubro de 2015 e só será aberta ao público novamente no dia 7 de dezembro de 2016!

Dez coisas para fazer de graça em Roma_scalinata_Viajando bem e barato

9 – Igreja de Santa Maria Della Vittoria e o Êxtase de Santa Teresa

Vá conferir de perto uma das esculturas mais geniais e teatrais de todos os tempos – “Êxtase de Santa Teresa”, de Bernini, que fica na Igreja Santa Maria della Vittoria. A igreja em si é uma obra prima do estilo barroco e foi construída em 1608 pelos carmelitos descalços. Por fora, ela não impressiona muito, já que ela é menor do que as outras de Roma, mas a arquitetura interior emociona! Durante as missas, não é permitida a visitação – confira os horários no site.

10 – Foro Romano

Gratuito no primeiro domingo de cada mês (junto com o Coliseu), o Foro Romano está para Roma mais ou menos como a Acrópoles está para a cidade de Atenas. Centro da cidade durante o Império, o local reunia os edifícios nos quais funcionavam os principais órgãos burocráticos, como os tribunais, além de estabelecimentos comerciais, templos religiosos e redutos boêmios. O que sobrou desses prédios ainda está lá, o que significa um farto cardápio de história e arquitetura a ser degustado ao ar livre, ao pé do Monte Palatino. Entre as principais ruínas se encontram o Arco de Tito, do ano 81 d.C., o Templo de Saturno, do século 5 a.C., e a Basílica Giulia, cujas origens remontam ao ano 54 a.C..

Dez coisas para fazer de graça em Roma_Forum Romano_Viajando bem e barato

Esperamos que tenham gostado destas dicas para curtir o melhor de Roma de graça. Você tem alguma outra? Deixe aqui nos comentários pra ajudar outros viajantes!

Confira nossos outros posts da série Europa Barata: Dez coisas para fazer de graça em Paris e Dez coisas para fazer de graça em Londres.

___

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas comprando ingressos antecipados
Organize passeios nas cidades e arredores
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Real Seguros, Mondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

___

banners05animado01

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *