Paris, Londres, Bruxelas e Amsterdã: a viagem do casal Lívia e Renato pela Europa

Atualizado por em 14/09/2017

Manuela Colla

Lívia e Renato decidiram tirar suas férias na Europa e contrataram os roteiros personalizados do blog para conhecer Paris, Londres, Bruxelas e Amsterdã – com direito à uma viagem bate-e-volta para Bruges. Confira como foi a viagem deles!

paris-londres-bruxelas-e-amsterda_nothing-hill_viajando-bem-e-barato

Paris, Londres, Bruxelas e Amsterdã: O roteiro

O roteiro foi feito muito com base no que eu já havia pensado antes de contratar a consultoria, mas o auxílio com relação ao que seria gasto, tempo em cada cidade e o bate volta que fiz em Bruges fizeram com que ele funcionasse bem. Nossa viagem por Paris, Londres, Bruxelas e Amsterdã foi dividida da seguinte forma:

Paris: Ficamos quatro dias lá e achei que o tempo não foi suficiente para fazer absolutamente tudo, mas isso eu já sabia e blogueiro já tinha me alertado, portanto não foi nada que estragou – o que eu precisava era de mais tempo de férias haha! Inclusive talvez um mês por lá não fosse suficiente para conhecer tudo que essa fantástica cidade oferece. Mesmo assim consegui ver as coisas mais turísticas da cidade, além de ter a noite livre para desbravar outros bairros com mais calma.

Londres: Também é uma cidade super grande com um agravante, vários museus muito bacanas e de graça, isso faz com que quatro dias sejam pouco para conhecê-la. Mantenho aqui a mesma observação de Paris: eu já sabia que seria um desafio e deu para fazer e conhecer muita coisa em quatro dias. Lá, encontramos alguns amigos então pudemos também curtir um pouco da noite de Londres. Uma coisa que eu incluiria nas dicas da cidade: a variedade de musicais que ela tem. Eu fui ver “O Fantasma da Ópera” e foi uma das coisas mais lindas que já vi na vida! Deixaria como dica para outras pessoas tentar ver pelo menos um dentre tantas opções que existem por lá.

Bruxelas: Ficamos três dias ali, e o tempo em Bruxelas foi totalmente suficiente. Inclusive a sugestão de bate-e-volta em Bruges é muito válida porque três dias inteiros em Bruxelas é realmente muita coisa. Ouvi de dica de alguns brasileiros que conhecemos por lá que talvez fosse legal sugerir um dia a mais para também incluir um bate-e-volta (ou passar uma noite) em Gante, mas não conseguimos fazer isso para poder opinar se realmente vale a pena ou não.

Amsterdã: Na minha opinião, três dias também foram suficientes para aproveitar bem a cidade. Dá até pra fazer em menos, mas como essa foi a última cidade do nosso roteiro estávamos cansados e foi muito bom fazer tudo com calma.

paris-londres-bruxelas-e-amsterda_bici_viajando-bem-e-barato

Os voos

Nossos voos foram muito bons e tranquilos. Preferimos o avião da Air France, porque era mais novo e moderno, mas o serviço de bordo da KLM é muito melhor. Tudo deu certo, pegamos dois voos diretos então não tivemos problemas com atraso, imigração, nada! 🙂

As viagens de trem

Usamos trem em nossa viagem pela Europa e foi uma decisão acertada (mais uma vez obrigada Rogério!). Rápidos e confortáveis, os trens exigem menos tempo de deslocamento (porque as estações de partida/chegada costumam ser no centro da cidade) e menos tempo de antecedência para chegar até a estação! Não temos do que reclamar. O trem Bruxelas/Amsterdã inclusive possuía Wi-Fi gratuito para todos os passageiros. 🙂

Se você quiser fazer como a gente e viajar de trem pela Europa, pode comprar sua passagem antecipadamente por este serviço, indicado pelo blog.

paris-londres-bruxelas-e-amsterda_fun_viajando-bem-e-barato

As hospedagens

Paris – Au Royal Mad: Hotel bem simples: o quarto tinha só uma cama, frigobar e forno microondas, mas cumpre a proposta. Super bem localizado e próximo ao agito da Bastilha com restaurantes e bares cheios de gente jovem pelas ruas. Fica bem próximo também de supermercado e bem em frente tem uma daquelas estações que você pode alugar bicicletas (Velib).

Londres – LSE Carr-Saunders Hall: Hospedagem estudantil totalmente nova. O café da manhã que eles oferecem incluso na tarifa vale muito a pena porque é bem completo. Os quartos são limpos a cada dois dias e as toalhas trocadas também. Próximo a duas estações de metrô. Por ser um bairro “universitário”, existem vários bares e restaurantes próximos e com preços bem razoáveis – e tem vários restaurantes de fast food por perto.

paris-londres-bruxelas-e-amsterda_london-eye_viajando-bem-e-barato

Bruxelas – Maxhotel: Hotel todo moderninho, com checkin e checkout feitos em uma máquina que fica logo na entrada. Eles não oferecem café da manhã, mas dão de graça uns croissants muito gostosos, o que já ajuda quem quer economizar com alimentação. O quarto era muito espaçoso e bem novo. No primeiro andar tem uns lockers que você pode alugar e máquinas que tem comida e bebida. Fica a cerca de dez minutos de caminhada da Grand Place e, pelo caminho, existem vários bares e restaurantes. Usamos pouco o metrô, mas a estação fica bem perto do hotel também (a mais ou menos cinco minutos de caminhada).

Amsterdã – Motel One Amsterdam: O hotel é muito novo, equipe super bem treinada e atenciosa e o quarto era grande e bem decorado. O café da manhã é um pouco caro (9 euros) mas é muito completo, então acho que pelo custo-benefício, vale a pena o investimento. O hotel fica longe do centro (uns 20 min de tram), mas bem perto do aeroporto (menos de 15 min). A estação de trem e tram são bem próximas, então a distância não se torna um grande problema, vai depender mesmo do que o viajante preferir. Eu pessoalmente ficaria um pouco mais próxima ao centro em uma próxima vez, não pelo gasto com transporte (que não é caro), mas pela comodidade de estar mais próxima dos pontos turísticos que visitei.

paris-londres-bruxelas-e-amsterda_versailles_viajando-bem-e-barato

Como chegamos aos hotéis

Fizemos tudo de transporte público em todas as cidades. Em Paris, pegamos o RER até a estação de trem norte e, de lá, pegamos o metrô. Para pegar o trem para Londres, fizemos a mesma coisa. Em Londres, fomos a pé até o hotel logo que chegamos, mas foi uma caminhada um pouco longa e estava muito calor… Dava para ir tranquilamente de metrô também, que foi o que fizemos na volta para pegar o trem para Bruxelas.

Em Bruxelas, usamos o metrô só para chegar no hotel – todo o resto da cidade fizemos a pé, só pegamos o metrô novamente para ir até a estação de trem para ir à Bruges. Inclusive descobrimos que, aos domingos, o metrô em Bruxelas é de graça e a passagem para Bruges é vendida por menos da metade do preço (você só precisa mostrar que chegou por um trem ou voo internacional).

Em Amsterdã, fizemos quase tudo de tram porque nosso hotel ficava mais longe dos pontos turísticos. Para ir ao aeroporto, pegamos o metrô e um trem intermunicipal, que era um pouco mais caro que o trem normal, mas muito mais barato do que ir de táxi. Valeu a pena!

paris-londres-bruxelas-e-amsterda_paris-vista_viajando-bem-e-barato

Transporte

Usamos passes de transporte em duas cidades: Londres e Amsterdã.

Em Londres, utilizamos o famoso Oyster Card e, para quatro dias, gastamos um total de 30 libras. Ficamos só na zona 1 e 2, então tem um “teto” de 6,5 0 euros por dia. Como usamos muito o metrô, ficava mais barato carregar o cartão do que comprar bilhetes individuais. Se você está pensando em usar o Oyster Card, confira este post do blog.

Em Amsterdã, também compramos o passe que valia por 72 horas, porque nosso hotel era afastado do centro. Também valia mais a pena comprar o cartão do que gastar com passagens individuais.

paris-londres-bruxelas-e-amsterda_eiffel_viajando-bem-e-barato

Ingressos antecipados

Compramos o Paris Museum Pass e só o tempo de fila que economizamos no Louvre, Arco do Triunfo e em Versailles já fez o investimento valer a pena. Além disso, com ele, você entra em várias atrações que, se for pagar a parte, ficam mais caras. Só um detalhe para Versailles: o Paris Pass dá acesso ao castelo principal e aos domínios de Maria Antonieta mas, para ir de um ao outro, é muito mais fácil ir pelos jardins e eles não estão inclusos, tivemos que pagar mais 9 euros, mas acho que vale muito a pena!

Compramos também ingressos antecipados de algumas atrações específicas: Torre Eiffel (não sei dizer se valeu tanto a pena, porque a fila não era muito grande na hora); London Eye (mesma coisa, comprei com hora marcada e furamos fila, mas ela não era tão gigante assim); Museu Van Gogh (não tinha fila nenhuma, poderia ter comprado na hora); Heineken Experience (não tinha fila quando chegamos, mas na hora que saímos a fila estava bem grande, então acho que valeu a pena) e o fantástico Fantasma da Ópera (compramos antecipado e valeu a pena, os ingressos esgotam rápido na bilheteria).

Ingressos de atrações turísticas podem ser comprados diretamente no site de cada atração ou então todos em umúnico lugar e uma única compra.

paris-londres-bruxelas-e-amsterda_phantom_viajando-bem-e-barato

Seguro de viagem obrigatório

Adquirimos o seguro assim que compramos as passagens, o Rogério nos orientou, mas não precisamos utilizar. Se você está pensando em viajar pra Europa, confira este post sobre o seguro viagem, sua obrigatoriedade e dicas.

Os procedimentos de imigração

Nossa imigração foi feita quando chegamos em Paris e tudo aconteceu de forma bem fácil e rápida.

O clima durante a viagem

Os dez primeiros dias (Paris e Londres) foram de MUITO calor de manhã (mais de 30º) e um pouco mais fresco de noite (por volta de 22°). Durante o resto da viagem, fazia sol o dia todo (pegamos só uma garoa um dia em Londres) mas a temperatura já estava mais baixa, mais ou menos 23° de manhã e uns 16° de noite.

paris-londres-bruxelas-e-amsterda_casal_viajando-bem-e-barato

Avaliação da consultoria

Foi muito maravilhosa, dá vontade se caminhar pelo mundo para o resto da vida. Já terminamos essa viagem pensando em uma próxima!

O que eu mais gostei foram as dicas de hospedagem e os guias que falam de transporte público e atrações imperdíveis. Vários sites oferecem esses serviços, mas pelo blog e pela página no Facebook, conseguimos conversar diretamente com quem já foi e pedir dicas dos lugares que se hospedaram.

As dicas de viagens curtas (tipo bate e volta) também fazem toda diferença e é uma das coisas mais legais de se descobrir quando contratamos esse serviço. Indico o serviço a outros viajantes com certeza, só pela ajuda nas passagens e nos hotéis já vale a pena o investimento. Todos eles corresponderam exatamente à descrição que você tinha me passado, super valeu a pena!

paris-londres-bruxelas-e-amsterda_noite_viajando-bem-e-barato

 

Lívia e Renato
São Paulo/SP
Data da viagem:  setembro de 2016

_____

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas comprando ingressos antecipados
Organize passeios nas cidades e arredores
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Real Seguros, Mondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

__

banners05animado01

Tags

13 Comentários

  1. Qual época do ano vocês foram?

    Comente
    • Manuela Colla

      Oi, Claudia!
      Eles foram em setembro!

      Abraço!

      Comente
  2. Quanto em media voces gastaram nessa viajem?

    Comente
    • Manuela Colla

      Oi, Barbara!

      Segue a resposta que recebi da Livia:
      Vamos lá, sem passagem aérea nós gastamos mais ou menos R$ 6.700,00 por pessoa. Nesse preços estão os hotéis, passagens de trem entre países e cidades, alimentação, todos os passeios que fizemos e já incluindo o valor da consultoria nesse preço.
      Não estávamos super preocupados em economizar, mas mesmo assim ainda voltamos com uns 100 euros que sobraram.
      Espero que ajude
      Livia

      Comente
  3. Oi, por favor só para ter uma noção, qual o custo da viagem, sem contar a passagem aérea?

    Comente
    • Manuela Colla

      Oi, Thais!

      Segue a resposta que recebi da Livia:

      Vamos lá, sem passagem aérea nós gastamos mais ou menos R$ 6.700,00 por pessoa. Nesse preços estão os hotéis, passagens de trem entre países e cidades, alimentação, todos os passeios que fizemos e já incluindo o valor da consultoria nesse preço.

      Não estávamos super preocupados em economizar, mas mesmo assim ainda voltamos com uns 100 euros que sobraram.

      Espero que ajude 🙂

      Livia

      Comente
  4. Muito Bom. Estava pensando em fazer londres, paris e munique vou sozinho, quero conhecer pubs pessoas bons lugares, ficarei 20 dias, nesse roteiro da para ir apenas de trem? saindo de sao paulo seria melhor geograficamente chegar em munique, paris e finalizar em londres? se puder me dizer um roteiro interessante para quem vai sozinho. Obrigado

    Comente
  5. Gostaria de saber quanto foi gasto em média nesse roteiro, tenho interesse em fazê-lo, ou algo parecido.

    Comente
    • Manuela Colla

      Oi, Jonathan!

      Segue a resposta da Livia:

      Vamos lá, sem passagem aérea nós gastamos mais ou menos R$ 6.700,00 por pessoa. Nesse preços estão os hotéis, passagens de trem entre países e cidades, alimentação, todos os passeios que fizemos e já incluindo o valor da consultoria nesse preço.

      Não estávamos super preocupados em economizar, mas mesmo assim ainda voltamos com uns 100 euros que sobraram.

      Espero que ajude 🙂

      Livia

      Comente
  6. Gostaria de saber valores dessa consultoria.

    Comente
  7. Adorei as dicas.. obrigado

    Comente
    • Manuela Colla

      Que bom, Marcelo! Obrigada pelo retorno!

      Abraço e boas viagens! 🙂

      Comente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *