Rota do Cangaço: turistas fazem o trajeto da volante que matou Lampião

Atualizado por em 14/09/2017

Rogério Milani

Já ouviu falar na “Rota do Cangaço”? Saiba tudo sobre este passeio, que também inclui navegação pelas águas do Rio São Francisco e visita a Entremontes, vilarejo conhecido nacionalmente pelos bordados de redendê.

Rota do Cangaço

A história do bando de Lampião e Maria Bonita, na Rota do Cangaço, é contada por guias devidamente caracterizados que conduzem os visitantes numa trilha, em plena caatinga, até a Grota do Angico (SE), local da morte do mais famoso clã de cangaceiros do país. Apesar de o trajeto ser considerado por muitos como o ápice da aventura, o passeio não se resume apenas a esta caminhada.

Ponto inicial da Rota do Cangaço

O ponto de partida para a Rota do Cangaço é o atracadouro de Piranhas, cidade histórica de Alagoas, localizada a 278 km de Maceió e tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional. Compra-se o ingresso empresas de turismo receptivo, próximas ao cais, ou em pousadas e hotéis da região. Saiba uma média dos valores e horários do passeio Rota do Cangaço acessando este site.

Catamarã, lancha ou voadeira

As opções de transporte utilizados no passeio são catamarã, lancha (minha escolha) e voadeira. Se você estiver viajando pra Rota do Cangaço em grupo de três ou mais pessoas, sugiro que faça o passeio de lancha (compensa financeiramente), pois, além de privacidade, vocês terão uma liberdade maior decidindo o horário de permanência em cada local de parada.

Rota do Cangaço

Neste trajeto, o visitante já contempla a exuberância do “Velho Chico” e todo o cenário proporcionado pelos morros de paredões rochosos cobertos pela vegetação. O tempo de navegação de lancha até o distrito de Entremontes (a primeira parada) é de, aproximadamente, 20 minutos.

Passeio de Lancha from Viajando bem e barato on Vimeo.

Primeira parada: Entremontes

O vilarejo de Entremontes é conhecido pelo trabalho das bordadeiras de redendê, herança artesanal passada de geração em geração.

Rota do Cangaço

Chegando ao local, você será recebido por um guia caracterizado de cangaceiro, que, caso você aceite, o conduzirá pelas ruas do povoado parando nas casas das costureiras (compras em dinheiro, quase nenhuma aceita cartões de crédito), na Cia do Bordado de Entremontes – associação fundada para estimular e preservar a tradição – e em outros pontos estratégicos. Pode-se conhecer a casa onde se hospedou Dom Pedro I e o pequeno museu, onde você encontrará peças antigas da arte do rendendê.

Rota do Cangaço

Os moradores de Entremontes são simples e bem tranquilos. O vilarejo se resume basicamente a uma pousada simplória, um restaurante, uma praça, uma igrejinha e várias casinhas. A delegacia está fechada há mais de oito anos e só acontece um crime a cada dez anos, segundo o guia. Ainda se percebe os moradores sentados nas cadeiras conversando em frente às casas, como era antigamente… Eu amo conhecer o jeito de ser de outros povos.

A parada no distrito é rápida e dura, aproximadamente, 30 minutos. A lancha então retorna até chegar ao restaurante Angicos (o almoço não está incluído no preço do passeio), ponto de partida da trilha que leva à Grota – local onde o cangaceiro Lampião, Maria Bonita e parte do seu bando foram executados pela emboscada da volante.

Segunda parada: Restaurante Angicos

Existem dois restaurantes (Angicos e Cangaço Eco Parque) que funcionam como ponto de apoio para a trilha. Esses dois ambientes apresentam infraestrutura com área de lazer, descanso e refeição, dando todo o suporte necessário para quem vai realizar a caminhada. No meu caso, preferi ficar em Angicos, pois a trilha é mais curta (aproximadamente, uma hora no total). Para quem quiser mais informações, acesse a página no Facebook do restaurante Angicos.

Rota do Cangaço

Dica: chegando ao restaurante, faça o pedido do almoço para que, quando retorne da trilha cansado (a), tudo esteja prontinho lhe esperando. Caso você peça a comida no retorno, talvez demore muito… Minha dica: experimente a farofa cangaceira, geleia de xique-xique (cactos), doce de coroa do frade e da bala de doce de leite, conhecida como a “bala que matou Lampião”. Os valores de um prato para duas pessoas variam entre R$ 65, 00 e R$ 100,00.

Rota do Cangaço

A Trilha

Chegamos à principal atração do passeio. Antes de mais nada, um aviso: fique atento, porque faz muito calor lá! Na trilha, você pode enfrentar temperaturas de mais de 40º C enquanto caminha pelo sertão nordestino. Aliás, a trilha é opcional (R$ 10,00/pessoa) e, quem não quiser percorrê-la, pode ir almoçar ou ficar tomando banho de rio.

Agora, se você decidir aventurar-se em meio à caatinga, bioma que só existe no Brasil e está quase todo no Nordeste, prepare-se: leve água. Importante saber também que, durante o caminho, há subidas e descidas e a duração do percurso (ida e volta) é de, em média, uma hora.

Já no começo da caminhada você pode conhecer uma verdadeira casa de taipa que, segundo a guia, foi de Pedro Cândido, um dos coiteiros de Lampião.

Rota do Cangaço

Ao entrar na mata, entre mandacarus e cactos diversos, o clima vira uma estufa. O passeio só está começando. Relaxe um pouco mais com as histórias contadas pelos guias e deixe a atmosfera contagiar.

Rota do Cangaço

Ao chegar à Grota do Angico, Sergipe, cenário da morte do maior ícone do movimento do cangaço, Lampião, sua companheira (Maria Bonita) e nove cangaceiros, os visitantes se reúnem para ouvir as histórias da época contadas pelos guias.

Rota do Cangaço

O Cangaço

O Cangaço é definido na Wikipédia como um fenômeno do banditismo brasileiro ocorrido no nordeste do país em que os homens, com seus chapéus de abas largas, roupas de couro, punhais e armas de fogo na cintura, vagavam pelas cidades em busca de justiça e vingança pela falta de emprego, alimento e cidadania causando o desordenamento da rotina dos camponeses. Virgulino Ferreira da Silva, mais conhecido como Lampião (1897 -1938), foi o cangaceiro de maior destaque na história.

A origem do termo cangaço vem de “canga”, peça de madeira utilizada em pescoços de boi para transporte. Sim, mas o que tem haver cangaço com boi? É que fizeram uma comparação deste animal com os jagunços da época, pois estes também carregavam todos os seus pertences junto ao corpo.

Lampião, casado com Maria Bonita, liderou um bando que confrontou policiais, coronéis e bandos rivais. Perseguido, Lampião acabou sendo assassinado em 1938, na divisa entre os estados de Alagoas e Sergipe. Com a sua morte, o cangaço perdeu força, no entanto, entrou para a história.

Rota do Cangaço

Texto e fotos por Simone Brazil
Jornalista

Conheça a Simone

Jornalista, apaixonada por tecnologia, música e viagens. Acredita que conhecer novos lugares e culturas resulta em grandes transformações pessoais. Aprende-se a ser mais corajoso (a), cria-se uma relação de respeito com a natureza e percebe-se o colorido do mundo.

Rota do Cangaço
____

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita
Guias, transfers, hospedagens e outros serviços para uma viagem tranquila e segura
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas comprando ingressos antecipados
Organize passeios nas cidades e arredores
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Real Seguros, Mondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

_____

banners05animado01

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *