Curtindo o Dia do Vinho 2017: Viagem para Flores da Cunha e Antônio Prado

Atualizado por em 14/09/2017

Manuela Colla

Fomos convidados a conferir o último final de semana do evento anual Dia do Vinho 2017 e curtimos dois dias de muitas visitas à vinícolas e gastronomia local em Flores da Cunha e Antônio Prado – confira como foi! 

Dia do Vinho 2017

O Dia do Vinho 2017

O evento, promovido pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e pelo Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria da Região da Uva e do Vinho (SEGH), aconteceu este ano entre os dias 19 de maio e 4 de junho em diversas cidades do Rio Grande do Sul. O evento, aliás, também conta com o apoio do comitê formado pelas Secretarias de Turismo dos municípios envolvidos e de entidades parceiras – no nosso caso, de Flores da Cunha e Antônio Prado. Eu, apesar de ter nascido na Serra Gaúcha, não conhecia as duas cidades e parti animadíssima pra dois dias de bons vinhos e espumantes e ótimas experiências gastronômicas!

Chegamos cedinho em Flores da Cunha, a maior produtora de vinhos de mesa do país, que fabrica 80 milhões de litros por ano. A Isa Andrade, nossa amiga, mora por lá e ficávamos super curiosos com os posts dela no Instagram sempre em festas de colônia, comendo um tal de menarosto (o prato típico da cidade) e visitando as muitas vinícolas da cidade! Mas a cidade ainda superou nossa expectativa!

Tri Hotéis

Dia do Vinho 2017

Chegamos por volta das 10h da manhã em Flores da Cunha e fomos direto pro hotel – já de cara adoramos o local, que fica rodeado por natureza e tinha uma lareira super aconchegante já no lobby. A gerente, simpaticíssima, nos recebeu como se fôssemos amigos antigos (fiz questão de dar um super abraço nela antes de ir embora, nada como a simpatia e hospitalidade da Serra Gaúcha!). Logo, os outros jornalistas e blogueiros começaram a chegar – Paula Moreira, do Diário Popular de Pelotas, Edith Auler, do blog Garfo e Mala, Karen Viscardi, editora do caderno Campo & Lavoura da Zero Hora e Raquel Konrad, repórter do Serranossa e do blog Na Carona da Quel.

Achamos as acomodações confortáveis e a calefação do nosso quarto funcionava superbem – o que foi essencial para a noite gelada em que estivemos em Flores da Cunha. O café da manhã é bastante farto e tem um toque colonial delicioso (não deixe de experimentar o salame bem magrinho que servem ali, totalmente colonial) e o atendimento foi bastante caloroso o tempo todo. Gostamos bastante da experiência, de forma geral, e ficamos positivamente surpresos com o atendimento do Tri.

Dia do Vinho 2017

Serviço
Tri Hotéis Flores da Cunha
Endereço: R. John Kennedy, 1031 – São José, Flores da Cunha – RS
Telefone: (54) 3292-3399
Site 
Facebook

Luiz Argenta e Clô Restaurante

Dia do Vinho 2017

Nosso primeiro passeio no Dia do Vinho 2017 foi conhecer a belíssima Vinícola Luiz Argenta e almoçar no Clô Restaurante, conhecido por sua alta gastronomia. O lugar por si só é uma atração à parte: são 140 hectares de terra – 55 deles compostos por vinhedos – numa área urbana da cidade que, inicialmente pertenciam à Companhia Rio-Grandense de Vinhos. Neste mesmo terreno, em 1929, foram produzidas as primeiras uvas vitíferas do país.

Em 1999, os irmãos Argenta (Deucir e Itacir) adquiriram o terreno e, depois de muito estudo, resolveram abrir a vinícola, considerada hoje uma das dez mais belas de  todo o mundo. O nome Luiz Argenta foi uma homenagem ao pai dos dois, que era barbeiro – e o restaurante chama-se Clô para homenagear a matriarca dos Argenta, dona Clorinda.

Primeiro almoçamos no restaurante. Eu pedi de entrada o nhoque de batata com molho rosé; de prato principal o medalhão de filé com talharini caseiro ao molho de cogumelos e, de sobremesa, a panacota com calda de frutas vermelhas. Preciso dizer que tudo estava perfeito e que, somado à harmonização com os vinhos e espumantes, foi uma super experiência? Dá uma espiadinha aqui: Dia do Vinho 2017

Os pratos do Clóvis foram, de entrada, um creme de cebola gratinada com croutons, um pirarucu com risoto de alcaparras e limão de prato principal e, na sobremesa, o tradicional sagu com creme (aqui, de confeiteiro). Ele achou o cardápio bem suave e harmonioso, confira:

Dia do Vinho 2017

Serviço
Clô Restaurante
Endereço: Avenida 25 de Julho, 700 | Vinícola Luiz Argenta, Flores da Cunha – RS
Telefone: (54) 3292-4477
Site
Facebook

Depois deste super almoço com vista única (o restaurante fica no terraço da vinícola) e o melhor da culinária tradicional italiana com um toque contemporâneo, foi a hora de rapidamente conhecer as instalações da bela vinícola. Totalmente moderna e absolutamente limpa (nem parecia uma vinícola de tão imaculada!), é o berço de mais de vinte produtos divididos em três linhas: L.A. Jovem, leves e frutados provenientes apenas de safras recentes, L.A., de média estrutura e amadurecimento de até nove meses em carvalho, e Luiz Argenta, de grande estrutura e potencial de guarda, provenientes apenas de safras excepcionais.

O empreendimento foi esculpido pelas mãos habilidosas da arquiteta Vanja Hertcert que, na minha humilde opinião de leiga, transformou o lugar em uma locação de cinema… A área onde acontece a degustação é de arrepiar, junto com a imensa pedra de basalto que foi conservada no espaço. A Luiz Argenta é visita obrigatória em Flores da Cunha, não deixe de ir!

Dia do Vinho 2017

Serviço
Vinícola Luiz Argenta
Endereço: Avenida 25 de Julho, 700 | Vinícola Luiz Argenta, Flores da Cunha – RS
Telefone: (54) 3292-4477
Site
Facebook

Antônio Prado

Dia do Vinho 2017

Conhecida por ser a cidade mais italiana do Brasil, Antônio Prado conserva mais de 40 casarões tombados pelo Patrimônio Histórico que dão ao lugar um charme de cidade cenográfica. Estas casas, construídas por imigrantes italianos no final do século XIX e início do século XX, remontam do tempo em que a cidade era passagem obrigatória dos tropeiros que movimentavam a Serra Gaúcha neste tempo.

O que fez a cidade “parar no tempo” (para o bem e para o mal) foi a construção da BR-116 passando por Caxias do Sul, o que tirou Antônio Prado da rota dos tropeiros e comerciantes. A decisão foi meramente política, mas acabou com a vida da então promissora cidade que, na época, chegou a ser tão populosa como Caxias do Sul. O casario, todavia, segue intacto e restaurado e muitas destas casa abrigavam comércios – por isso, sua estrutura diferente das casas histórias de outras cidades da região. As de Antônio Prado, muitas vezes, tem três andares – um era o estabelecimento, o segundo piso era a residência da família e o terceiro era o depósito das mercadorias vendidas por aquela família. Hoje, alguns ainda abrigam comércio e outros foram ocupados por prédios públicos, como o Museu Municipal e a Casa do Artesanato. A Igreja da cidade é belíssima e a Gruta de Nossa Senhora de Lourdes também são atrações, assim como a Estação do Trigo e o Moinho Franscescatto.

Dia do Vinho 2017

Vá lá:
Antônio Prado
Saindo de Porto Alegre, pode-se chegar lá pela BR-386 e pela RS 122
Site

Vinícola Zanella

Dia do Vinho 2017

Nosso próximo passeio foi uma visita e degustação na Vinícola Zanella, de Antônio Prado, que é uma empresa familiar que elabora vinhos e espumantes diferenciados e originais, sob o conceito de “terroir” da região. A principal característica da Vinícola Zanella é a utilização de vinhedos próprios, cultivados em pequenas parcelas e distribuídos de acordo com a adaptação de cada tipo de uva. Fomos recebidos pelo proprietário e enólogo Gladimir José Zanella, que nos contou um pouco do processo produtivo da vinícola e fez um tour conosco pelas instalações.

A vinícola ainda realiza uma iniciativa inédita e super interessante: a Settimana in Cantina, em que as pessoas pagam para ficarem uma semana internadas na vinícola conduzindo as videiras e elaborando o próprio vinho, que só será apreciado dois anos depois. Os participantes vivem uma semana de intensas atividades em regime de internato (fazendo a colheira, elaborando juntos um plano de vinificação, fazendo o desengace e prensagem e assim por diante), num período de muito trabalho e aprendizado. Para participar do Settimana, é preciso ter alguma ligação com o vinho – ser enólogo ou sommelier é um bom começo – e dizem que a experiência muda a vida de quem participa. Demais a iniciativa, né?

Dia do Vinho 2017

Serviço
Vinícola Zanella
Endereço: Linha Almeida s/n° – Santa Lúcia, Antônio Prado – RS
Telefone: (54) 3226-3955

Site
Facebook

Monte Reale

Dia do Vinho 2017

À noite, fomos jantar na Estação Fondue na Vinícola Monte Reale e conhecer um pouco da vinícola. Depois de um dia de muitos passeios, nada melhor do que uma comida quentinha num lugar bem aconchegante e familiar! O cardápio? Fondue de queijos italianos, fondue de queijos suíços com carnes e ervas frescas e, de sobremesa, o clássico fondue de chocolate com frutas.

A vinícola fica no centro de Flores da Cunha e está sendo inteiramente reformada (no local, haverá inclusive um hotel com ligação para a vinícola através da longa cave, um charme). Agora, eles já estão preparados para receber eventos. A equipe da Monte Reale nos recebeu com muito carinho e atenção. O tratamento é familiar, mesmo, e isso faz TODA a diferença. E o suco de uva é o melhor que já bebi na vida, tem que provar!

Serviço
Monte Reale Vinhos
Endereço: Av. Vinte e Cinco de Julho, 5005 – São Cristovão, Flores da Cunha – RS, 95270-000
Telefone: (54) 3292-1011
Horário: Para visitação, das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h30min 
Site
Facebook

Dia do Vinho 2017

Amanhã segue nossa viagem por Flores da Cunha, onde estivemos cobrindo as atrações do Dia do Vinho 2017. Até lá!

Viajamos à convite do Instituto Brasileiro do Vinho (IBRAVIN), com apoio do Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria (SEG) e da Prefeitura Municipal de Flores da Cunha.

_____

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas comprando ingressos antecipados
Organize passeios nas cidades e arredores
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Real Seguros, Mondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

___

banners05animado01

Tags

2 Comentários

  1. Estive recentemente em Flores da Cunha, amei a cidade e as vinícolas da região! Parabéns pelo blog!!

    Comente
    • Manuela Colla

      Flores da Cunha é uma cidade muito bacana, né? Moraria lá facinho! 🙂
      Um grande abraço e obrigada pelo retorno positivo! 🙂

      Comente

Trackbacks/Pingbacks

  1. Dica de passeio na Serra Gaúcha - […] Curtindo o Dia do Vinho 2017: Viagem para Flores da Cunha e Antônio Prado […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *