Dia do Vinho 2017 – passeios em Flores da Cunha e o menarosto

Atualizado por em 14/09/2017

Manuela Colla

Vem saber como foi nosso segundo dia de passeios em Flores da Cunha, na blogtrip para conhecermos as atrações do Dia do Vinho 2017! Hoje tem turismo rural, ótima comida e – claro – excelentes vinhos e espumantes! 

Passeios em Flores da Cunha

Acordamos cedinho depois de uma ótima noite de sono e já partimos pro interior da cidade – amanheceu chovendo muito, o que acabou estragando um pouco a experiência de passeios na zona rural de Flores da Cunha, mas fomos conferir duas propriedades mesmo assim – e queremos voltar de tão positivamente impressionados que ficamos! 🙂

Roteiro Compassos da Mérica Mérica – Propriedade Fernandes Muraro

Passeios em Flores da Cunha

A primeira propriedade rural que visitamos nesta manhã foi a de Fernandes Muraro. Ela faz parte da rota turística Caminhos da Mérica, Mérica, em que os pequenos agricultores familiares se capacitaram e transformaram parte das propriedades em empreendimentos turísticos, agregando valor e renda ao trabalho rural. O roteiro proporciona passeios temáticos, conversas sobre cultura e imigração italiana e experiências inesquecíveis para as crianças!

Fernandes Muraro nos recebeu sem nenhum traço de desânimo na manhã chuvosa e explicou que o nome do roteiro rural é uma homenagem ao autor da música La Mérica, considerada o hino da imigração italiana – ele se chama Angelo Giusti e morava no Travessão Rondelli, na estrada que liga Antônio Prado a Flores da Cunha. Hoje, ali acontece a rota de turismo rural. Na propriedade da família Muraro, os turistas podem fazer passeios de carretão, colheita de frutas no pomar, degustar la colación (uma espécie de lanche que era feito pelos imigrantes durante o dia de trabalho, com cuca, salame, pão, vinho…) e também relaxar no belo jardim. Fernandes nos explicou que também tem passeios especialmente criados para os pequenos, que adoram passear de carretão, dar mamadeira para os bezerrinhos e colher ovos no galinheiro. Dá pra perceber que ele adora contar muitas histórias da família e da imigração italiana na região – uma pena que não conseguimos fazer os passeios ao ar livre, mas voltaremos com certeza!

Passeios em Flores da Cunha

Vá lá:
Propriedade Fernando Muraro
Endereço: Km 86, RS-122, 194 – Travessão Rondelli, Flores da Cunha – RS
Telefone: (54) 99971-9219
E-mail: fernandes.muraro@gmail.com
Site

Roteiro Compassos da Mérica Mérica – Propriedade Joel Bolzan

Passeios em Flores da Cunha

A segunda propriedade que conhecemos era uma das que mais me interessava no turismo rural de Flores da Cunha: um produtor do cogumelo shiitake chamado Joel Bolzan – uma iniciativa da qual eu nunca tinha ouvido falar na Serra Gaúcha! O Clóvis estava especialmente interessado já que adooora cozinhar com shiitake, um cogumelo originário do nordeste asiático – o primeiro cogumelo comestível do mundo, aliás! No Brasil, ele ocupa o segundo lugar no ranking de cogumelos mais consumidos!

Joel nos recebeu e logo fomos conhecer sua produção – ele nos explicou que este tipo de cogumelo pode ser cultivado de duas formas. Ele prefere utilizar a técnica de cultivo em toras de eucalipto, onde são colocadas as sementes e começa o período de incubação. Depois disso, são induzidos à frutificação num período que pode demorar seis a nove meses para produzir. As toras precisam ser constantemente viradas e cada uma delas produz de 400 a 500 gramas de shiitake a cada ciclo produtivo. Joel explicou tudo com tanta paixão que, confesso, deu até vontade de produzir cogumelos em casa – o trabalho é intenso e ele vende seu produto por toda a região, que está descobrindo aos poucos o potencial do cogumelo. Ainda não é o maior ganha-pão da família Bolzan, que vende uva, alho e vinho, mas tá na cara que Joel se dedica incansavelmente para que o shiitake seja ainda mais popular e consumido na região. Foi, de longe, minha visita favorita da blogtrip inteira!

Passeios em Flores da Cunha

Vá lá:
Propriedade Joel Bolzan
Endereço: Km 86, RS-122, 194 – Travessão Rondelli, Flores da Cunha – RS
Telefone: (54) 3292.1033
Mail: joelbolzan@ibest.com.br
Site

Vinícola Salvador

Passeios em Flores da Cunha

Antes do almoço, parou de chover para nossa alegria e fomos direto para o centro de Flores da Cunha, onde fizemos uma visita e degustação na Vinícola Salvador, em um prédio histórico restaurado na área central da cidade. Fomos recebidos pelo proprietário e enólogo Antonio Salvador, que apostou num sonho e, hoje, toda sua família trabalha na vinícola. O belíssimo prédio onde está instalada era onde funcionava o primeiro moinho de Flores da Cunha, em 1911 – ainda quando a cidade se chamava Nova Trento. Em 1950, o lugar foi ocupado por uma vinícola mas o negócio acabou não vingando. Por muitos anos, o casarão ficou abandonado e, depois de uma viagem de Salvador à Itália, decidiu adquirir e restaurar a propriedade e instalar sua vinícola. “Muita gente me chamou de louco e quase quebrei de tanto que investi aqui”, conta ele.

O espaço é lindíssimo e ricamente decorado com obras de arte e, claramente, é a paixão do patriarca da família Salvador. Ali, são produzidos 280 mil litros de vinho, feitas a partir de uvas cabernet, merlot e chardonnay. O espetacular Báculo só é vendido com garrafas numeradas e cada comprador é registrado em um livro – se você tiver a oportunidade, experimente o Báculo Cabernet Sauvignon da safra 2005. Após a visita, fizemos uma degustação e várias comprinhas – ninguém é de ferro e os vinhos e sucos da Vinícola Salvador são imperdíveis!

Passeios em Flores da Cunha

Vá lá:
Vinícola Salvador
Endereço: Rua Júlio de Castilhos, 1880 – Centro Flores da Cunha – RS
Telefone: (54) 3292-3388
E-mail: salvador@vinicolasalvador.com.br
Site

Menarosto

No último programa da nossa blogtrip para o Dia do Vinho 2017, provamos o prato típico de Flores da Cunha, o famoso Menarosto. O prato faz parte do patrimônio cultural do município e é assado durante longas horas num rolete de espetos. Assim, a carne não terá contato direto com o fogo e com fumaça, só com as brasas – por isso seu cozimento leva em torno de cinco horas.

O menarosto é um prato composto por carne de codorna, porco e coelho mas, conforme nos explicaram, antigamente os imigrantes usavam todo tipo de carne que era caçado naquela semana. Muitas vezes, os vizinhos se reuniam nas “linhas” da colônia para fazer este assado entre famílias – o resultado é uma delícia. Como são assadas juntas, as carnes se misturam em sabor criando um assado delicioso. Com polenta, então, fica melhor ainda!

Por causa da chuva, o evento aconteceu no Pavilhão da Vindima – inicialmente, ele estava programado para a praça da cidade – mas isso não tirou o brilho da festa. O salão estava lotado de famílias saboreando o menarosto e outros pratos típicos da região, bebendo vinhos e espumantes e a criançada correndo em volta, como só nas melhores festas do interior você encontra. E ainda teve show do Grupo Ricordi – eu adorei relembrar das músicas em dialeto italiano que eram cantadas na minha casa.

Passeios em Flores da Cunha

Como a chuva estava inclemente, voltamos para Porto Alegre imediatamente depois do almoço mas ficou aquele “gostinho de quero mais”… Flores da Cunha, nos aguarde! Logo estamos aí! Adoramos conhecer a cidade e curtir as atrações do Dia do Vinho 2017 com um grupo de jornalistas superbacana! 🙂

Viajamos à convite do Instituto Brasileiro do Vinho (IBRAVIN), com apoio do Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria (SEG) e da Prefeitura Municipal de Flores da Cunha.

____

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita
Guias, transfers, hospedagens e outros serviços para uma viagem tranquila e segura
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas comprando ingressos antecipados
Organize passeios nas cidades e arredores
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Real Seguros, Mondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

_____

banners05animado01

Tags

2 Comentários

  1. Adorei poder compartilhar um pouco da minha paixão pelo shiitake, serão sempre bem vindos na minha propriedade!!!

    Comente
    • Manuela Colla

      Joel, obrigada pela calorosa recepção e por demonstrar tão claramente a paixão pelo que tu faz! Nos emocionamos ao conhecer teu trabalho!

      Abraço e até breve!

      Comente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *