Tudo sobre Amsterdã: o que fazer, transporte, alimentação, hospedagem e muito mais dicas

Publicado por em 12/07/2017

Rogério Milani

Prática, moderna e vanguardista, Amsterdã é a capital mais populosa do Reino dos Países Baixos e é muito rica para qualquer perfil de turista: os mais tranquilos podem fazer programas como passeios de bicicleta pelas margens dos canais e suas milhares de pequenas pontes; e os agitados podem curtir a noite animada da cidade. Quem ama cultura se deleitará nos muitos museus de Amsterdã (são mais de cinquenta) e apreciar a bela arquitetura da cidade. Confira neste post tudo sobre Amsterdã o que você precisa antes de viajar pra lá!

Tudo sobre Amsterdã

Antes de visitar: conhecendo tudo sobre Amsterdã

Centro mundial das bicicletas, cidade encantadora, charmosa e muito liberal. Até recentemente, a capital da Holanda, era – em comparação com Londres ou Paris – a irmã mais nova que estava em crescimento. Hoje em dia, Amsterdã vai muito além da sua agitada vida noturna com seus clubes, bares e discotecas e o famoso Red Light District, onde as drogas e a sexualidade dão asas a imaginação. A arquitetura e a arte impressionam com seus incríveis museus de classe mundial – entre eles o Rijksmuseum, o museu Stedelijk de arte moderna e do Museu Van Gogh – além dos seus restaurantes e deliciosas opções na beira dos canais. Originária de uma pequena vila de pescadores que surgiu no final do século XII, Amsterdã se tornou um dos portos mais importantes do mundo, resultado de seus desenvolvimentos inovadores no comércio. Pessoas morando em barcos e longos canais que são cruzados por uma série de pontes que superam aquelas em Veneza, Amsterdã é única e imperdível. Falaremos neste post um pouco sobre tudo o que encanta nesta cidade especial!

Tudo sobre Amsterdã

Como chegar e se locomover em Amsterdã: dicas de transporte

A GVB é a maior companhia de transportes públicos de Amsterdã e providencia serviço de metrô, bondes e ônibus na cidade e nos arredores. Para você ter uma idéia geral sobre os transportes na cidade, são 7 meios de locomoção: o trem (que também conecta aos destinos internacionais – a estação principal se chama Amsterdam Central), o metrô (5 linhas), os bondes elétricos, os ônibus, os barcos (ferries), os táxis e claro, as bicicletas.

1) O trem (TRAIN) – Amsterdam Central é a principal estação de trem da cidade de onde chegam os trens internationais (Eurostar, Thalys, ICE), trens de alta velocidade, Intercity, CityNightLine, trens regionais e recebe mais de 250 mil passageiros por dia. Outra estação que você precisa saber é a Amsterdam Schiphol que é a do aeroporto. Caso queira saber, outras estações de trem na periferia da cidade incluem Amsterdam Sloterdijk, Amsterdam Lelylaan, Amsterdam Zuid, Amsterdam RAI, Amsterdam Muiderpoort, Amsterdam Bijlmer ArenA, Amsterdam Science Park, Amsterdam Holendrecht e Duivendrecht.

2) O metrô (METRO) – O metrô é formado por 5 linhas (verde, laranja, vermelha, amarela e azul) e 52 estações (veja mapa abaixo). É um serviço recomendado principalmente para quem quer ir até as zonas periféricas ou chegar de forma mais rápida aos terminais.

Linha verde (50) – Linha mais utilizada que circula de Isolatorweg até Gein ligando o Sul e o Oeste da cidade sem passar pelo centro.

Linha laranja (51) – Híbrido entre metrô e trem rápido, conecta a Centraal Station até a estação de Westwijk.

Linha vermelha (53) – Linha mais curta de metrô, da região Leste (juntamente com a amarela) que conecta a Centraal Station até Gaasperplas.

Linha amarela (54) – Linha que conecta a Centraal Station até Gein.

Linha Azul (52 – em construção) – Começou em 2002 e deve terminar este ano. Conectará Buikslotermeerplein até Zuid.

Ps. O metrô de Amsterdã não é muito útil para turistas porque além da frequência entre um metro e outro ter um tempo maior, você perde o visual incrível da cidade.

3) Os bondes elétricos (TRAM) – Um dos transportes mais populares da rede de transportes públicos de Amsterdã é o serviço de bonde elétrico, ele é muito bom porque muitos deles terminam na Estação Central (Amsterdam Central Station,Stationsplein 9,1012) e partem para diferentes bairros e distritos, passando por diversos pontos turísticos. Ele pára em todos os pontos pontualmente segundo o painel eletrônico nas paradas e ele faz exatamente o mesmo trajeto de ida e volta (caso você se perca ou passe a parada). Existem outras cidades do mundo com este transporte, como Florença e Lisboa, explicaremos como você paga na sessão abaixo especial para cartões de transporte.

Tudo sobre Amsterdã

4) Os ônibus (BUS) – A rede de ônibus de Amsterdã é extensa e pode ser uma boa opção de locomoção principalmente para pontos mais afastados da cidade. As principais empresas incluem GVB (dentro de Amsterdã), Connexxion (R-Net) e EBS, com muitas rotas partindo, claro,da Estação Central. Os bilhetes podem ser comprados com o motorista ou você pode usar algum dos cartões (que explicaremos depois), mas nunca pagar com dinheiro (não é mais permitido).

5) Os barcos – Existe uma empresa bem famosa de ferries chamada Stromma (antiga Canal Company) que realiza passeios turísticos pelos canais da cidade. Os barcos partem a cada 40 minutos e fazem 3 rotas diferentes de passeio pela cidade passando por pontos turísticos até passeios especiais com comidas e bebidas. A GVB tem um serviço de ferries em Amsterdã para ciclistas e peatones, que liga uma Estação Central com o norte de Amsterdam de forma gratuita. Existem cinco trajetos diferentes: Ferry Houthavenveer: NDSM-werf – Tasmanstraat / Ferry NDSM-werfveer: Centraal Station – NDSM-werf / Ferry Buiksloterwegveer: Centraal Station – Buiksloterweg / Ferry IJpleinveer: Centraal Station – IJplein / Ferry Distelwegveer: Distelweg – Tasmanstraat

6) Os táxis (TÁXIS) – Os táxis em Amsterdã são recomendados apenas em casos de urgência pois são conhecidos como um dos mais caros da Europa.

7) As bicicletas (BIKE) – A bicicleta é o meio de transporte preferido pelos habitantes da cidade em particular e em toda a Holanda em geral. Mais que um meio de transporte, é um estilo de vida. O turista que vai para Amsterdã sempre fica muito chocado com a quantidade de bicicletas que transitam e estão estacionadas nas ruas. São muitas as ciclovias, que se encontram muito bem assinaladas e são respeitadas pelo resto dos veículos. O que chama muito a atenção é o estacionamento de bicicletas ao lado da Amsterdam Central. Impressionante!

Ps. Os metrôs, bondes e ônibus funcionam desde às 06:00 da manhã até à meia noite e meia. Os ônibus noturnos circulam desde meia noite e meia até as 07:00 da manhã. A frequência é de 10 em 10 minutos.

Tudo sobre Amsterdã
Como ir do aeroporto até o seu hotel: chegando em Amsterdã e se locomovendo pela cidade

Amsterdã conta com um aeroporto: o aeroporto de Schiphol. Localiza-se a cerca de vinte minutos de trem do centro de Amsterdã e é o maior aeroporto dos Países Baixos por número de passageiros e o quinto maior da Europa. Você somente não chegará neste aeroporto se voar com a Low Cost Ryanair (que parará em Eindhoven), mas não recomendamos já que você acabará gastando mais com o transporte até Amsterdã.

A forma mais rápida e fácil de chegar ao centro da cidade é de trem saindo da estação ferroviária de Amsterdã Schiphol que está localizada embaixo do aeroporto. Existem trens intercity e trens regionais e saem normalmente de 10 em 10 minutos (normalmente da plataforma 1 ou 2) e o trajeto dura em torno de 20 minutos. Você deverá comprar os tickets nas máquinas amarelas de bilhete disponíveis ali e eles custam entre 4,20 euros e 5,20 euros (preços de Julho/2017).

Existem ainda outros transportes até o centro:

*Ônibus-Shuttles – Existem também os ônibus e os shuttles que saem do aeroporto. O mais famoso é o 197 da Connexxion que para muito perto de diversos hotéis da cidade. Os bilhetes podem ser adquiridos diretamente com o motorista. Os shuttles são serviços especiais de van que deixam diretamente nos hotéis e saem da plataforma A7, na estação de ônibus em frente ao aeroporto (custam em torno de 17 euros -trecho ou 27 euros – ida e volta). Veja aqui.

*Táxis – Estes também são uma boa opção e saem na Praça Schiphol (atrás do aeroporto) durando em torno de 15 minutos.

Como comprar os cartões de transporte e de turismo

Cartões de transporte

Já falamos anteriormente sobre os transportes e as inúmeras opções para se locomover por Amsterdã, mas qual a que tem o melhor custo-benefício?

O mais conhecido e utilizado de todos é o OV-chipkaart da empresa VGB, e pode ser de 3 tipos (descartável, anônimo ou pessoal). Recomendamos comprar a descartável que dura de 24 a 96 horas ou o anônimo – se ficará mais tempo na cidade – e que tem validade de 5 anos, custa 7,50 Euros. Este último é recarregável e pode ser carregado em diversos pontos da cidade (quiosques, estações, supermercados). Antes de utilizar, não esqueça de ativá-la em uma das máquinas da NS das estações (NS kaart-automaat). O Ov-chipkaart é o método de pagamento utilizado para os transportes públicos em toda a Holanda e você pode comprar-lo na estação central de Amsterdã. Você deve “tocar” o cartão nos leitores toda vez que sair e entrar nos transportes, seja eles trens, metrôs, ônibus. Confira o valor do transporte com este cartão (valores para Julho/2017):

1) Viagens simples:

Bilhetes de 1hora – 2.80€
Bilhetes de 1hora+bicicleta – 4€
Bilhete noturno – 4€

2) Cartões para maior duração:

24 horas – 7,50€
48 horas – 12€
72 horas – 16€
96 horas – 20,50€
12 bilhetes noturnos – 30€

Cartões de turismo

Sem sombra de dúvidas, o I amsterdam City Card é o cartão indicado para todos os turistas que vão a Amsterdã porque, além do transporte ilimitado estar incluído no valor, você ainda tem entrada gratuita para os melhores museus e atrações de Amsterdã, entre outras vantagens. Se quiser maiores informações, confira o mapa deste cartão e ver o que está incluído (City Card map):

O que é GRATUITO com este cartão:

1) Ilimitado uso de transporte público durante a duração deste cartão. Isto inclui ônibus, bondes elétricos e metrôs.

2) As principais atrações incluídas no cartão são Van Gogh Museum – Stedelijk Museum Amsterdam – Rembrandt House Museum – ARTIS Royal Zoo – Amsterdam Museum – Hermitage Amsterdam – Foam Photography Museum – EYE Filmmuseum – Portrait Gallery of the Golden Age – Our Lord in the Attic – De Nieuwe Kerk Amsterdam – Het Scheepvaartmuseum (The National Maritime Museum) – Amsterdam Diamond Museum – Jewish Cultural Quarter – NEMO Science Museum – Tropenmuseum ~ ARTIS-Micropia – Amsterdam Castle Muiderslot – Museum Het Schip – Museum of Bags and Purses – Allard Pierson Museum – Bijzondere Collecties UvA – Dutch Resistance Museum – Amsterdam Pipe Museum – Cobra Museum of Modern Art – Museum Van Loon – Museum Willet-Holthuysen – Hortus Botanicus Botanical Gardens – Bijbelsmuseum – Huis Marseille Photography Museum – Oude Kerk – Amsterdam ArenA – Ajax Stadium Tours – Amsterdam Tulip Museum – Houseboat museum.

3) Você pode fazer um cruzeiro gratuito pela cidade através dos canais. Os passeios não variam muito de empresa para empresa, basta escolher a sua de acordo com o roteiro de sua preferência.

4) Você pode ver ainda no material específico que acompanha o cartão, ofertas, brindes e descontos em restaurantes, concertos e teatro, por exemplo.

5) Mapa gratuito com atrações.

O que NÃO ESTÁ INCLUÍDO neste cartão:

1) O transporte de trem não está incluído neste valor, ou seja, para chegar e sair da cidade até o aeroporto de Schiphol, você deve comprar um ticket extra.

2) Não estão incluídos a Casa de Anne Frank, o Rijksmuseum e a Heineken Experience, mas nestes últimos dois é possível adquirir o ticket com desconto, apresentando o cartão I am Amsterdam.

Qual a duração do cartão? E qual é o valor?

*24 horas City Card – O cartão tem duração de 24 horas e custa 57 Euros.
*48 horas City Card – O cartão tem duração de 48 horas e custa 67 Euros.
*72 horas City Card – O cartão tem duração de 72 horas e custa 73.15 Euros.
*96 horas City Card – O cartão tem duração de 96 horas e custa 87 Euros.

Vale a pena comprá-lo?

Depende. Em relação aos cartões de turismo, sempre gostamos de salientar que tudo irá depender de quanto tempo você irá ficar na cidade e principalmente, de quais atrações você tem interesse de visitar. Obviamente se você tem interesse em priorizar atrações que não estão incluídas no cartão e ficará menos tempo na cidade, você deve repensar. Em compensação, se você tem pouco tempo na cidade, tem interesse de ver alguma atração principal, fazer um passeio de barco e passear, compensará. Mas com certeza, esta é a escolha de muitos turistas que vão para Amsterdã.

Conhecendo os arredores de Amsterdã – dicas de passeio de um dia

A Holanda tem muito o que mostrar para seus visitantes. Escolhemos 4 cidades como sugestão de passeios aos arredores de Amsterdã. Roterdã – a cidade-irmã, Alkmaar e seu mercado de queijos, Zaanse Schans e seus famosos moinhos e Keukenhof e o maravilhoso jardim de flores.

A cidade-irmã (e rival) de Amsterdã: Roterdã

Roterdã (Rotterdam) é a cidade de muitas faces, de arquitetura futurista e cena noturna moderna. Cidade comercial sofisticada e portuária, com iniciativas locais inspiradoras e proliferação de arte com museus e atrações por todas as partes. Ficou com vontade de conhecer a segunda maior metrópole dos Países Baixos? A gente mostra como.

Como chegar

Trem

Amsterdam Centraal -> Rotterdam Centraal
Tempo= a média é de 1 hora e 6 minutos, mas o trajeto de trem mais rápido dura 37 minutos.
Valor= a partir de 15 Euros

*Ônibus Eurolines – Eurolines Busst Duivendrecht em Amsterdam para Conradstr.Intern.bushalte em Rotterdam
Tempo = a média é de 2 horas.
Valor = a partir de 8 Euros

As maiores atrações

Markthal Rotterdam
Erasmus Bridge
Euromast Tower
World Port Center
Rotterdam Zoo
Wilhelminapier
Westerkade
Destroyed City
Old Harbour

Conheça mais sobre a cidade e suas incríveis atrações aqui.

Tudo sobre Amsterdã

Alkmaar e seu mercado de queijos

Ao contrário de Roterdã, que fica no sul da Holanda, a cidade de Alkmaar fica no norte, e apesar de charmosa e também rodeada de água, é famosa pelo seu cheesemarket, ou seja, seu tradicional mercado de queijos. O mercado acontece em uma praça chamada Waagplein ao lado de um canal no centro da cidade. Milhares de visitantes de todo o mundo chegam na cidade para degustar os deliciosos queijos e ver os carregadores transportá-lo. Documentos antigos foram encontrados e confirmam que o mercado de queijos definitivamente começou a funcionar em 1365.

Como chegar

Trem – A cada 15 minutos sai um trem de Amsterdam Centraal até a estação de Alkmaar. Dali até o mercado são 15 minutos a pé.
Quanto tempo = De 30 minutos a 1 hora, dependendo do trem.
Quanto custa = 7,50 EUROS

Obs: Normalmente você encontra excursões desde Amsterdã até o mercado de queijos, incluindo passagem pelos antigos moinhos ou outras cidades vizinhas.

Outras atrações

Grote Sint Laurenskerk Stedelijk
Museum Alkmaar
Beatles Museum
AFAS Stadium
Alkmaar City Hall
Molen van Groot (Piet)

Maiores informações sobre a cidade aqui.

Tudo sobre Amsterdã

Zaanse Schans e seus moinhos de vento

Zaanse Schans é a pequena vila turística de moinhos mais famosa da Holanda. Em 1946 um arquiteto chamado Jaap Schippers teve a idéia de colocar em uma só cidade, tudo o que fosse típico da Holanda: moinhos de vento, vaquinhas, casas coloridas de madeira, queijo e fábricas de tamanco.

Este verdadeiro museu ao ar livre está situado nas margens do Rio Zaan e possui uma coleção de arquitetura tradicional dos séculos 18 e 19, incluindo vários moinhos de vento ainda em funcionamento. Atravessando a ponte da cidade, você chega ao vilarejo repleto de casas e cada uma delas abriga uma loja, um mercado ou um café. Tudo em tons de verde, branco e marrom. Ainda nesta vila você encontrará uma pequena fábrica de queijo (para degustação) e um pequeno museu do tamanco (com demonstração do processo produtivo).

Como chegar

Trem – Os trens saem da estação central de Amsterdã e param em Zaanse Schans ou você pode pegar um trem para Alkmaar e descer na estação de Koog Zaandijk.
Quanto tempo – em torno de 20 minutos
Quanto custa – 3,10 Euros

Outras atrações

Working Windmill
Wooden Shoe Museum
Go Cheese Tasting
Zaans Museum
Moinho De Kat

Tudo sobre Amsterdã

Keukenhof e um dos jardins mais lindos do mundo

Apesar de funcionar somente 8 semanas no ano todo, sempre na primavera do Hemisfério Norte, este é um local que não poderia faltar no nosso Tudo sobre Amsterdã. Um dos maiores jardins do mundo fica situado perto da cidade de Lisse.

Os números? São 32 hectares de flores, 7 milhões de botões de flor entre orquídeas, rosas, cravos, íris, lírios, antúrios, cerejeiras e jacintos… tudo numa área onde cabem mais de 30 campos de futebol. Mas o grande destaque são mesmo as 800 variedades de tulipas. Além disso, os surpreendentes jardins são obras de arte únicas e o parque ainda conta com espaços para crianças (caça ao tesouro, fazenda, labirinto e o playground) e cafés.

Quem teve a ideia para um jardim de flores foi o então prefeito da cidade de Lisse, no ano de 1949 com o objetivo de ter uma exposição de flores onde floricultores da Holanda e da Europa pudessem mostrar suas criações e o país se tornar o maior exportador de flores do mundo. Qualquer foto tirada nestes jardins se torna uma verdadeira pintura. Durante este ano de 2017 o jardim ficou aberto de 23 de março a 21 de maio. Acompanhe maiores informações no site.

Como chegar

Poderíamos sugerir a ida de trem para Lisse ou Sassenheim Station mas não vale a pena, então a melhor sugestão segue sendo de ônibus. Veja abaixo.

Ônibus – O número 858 (Keukenhof Express), que leva direto ao parque, sai do aeroporto Schiphol de 15 em 15 minutos.
Quanto tempo – Desde o aeroporto, o trajeto leva em torno de 30 minutos.
Quanto custa – Em torno de 10 Euros ida e volta.

Dica – Compensa comprar o ticket do transporte juntamente com a entrada para o jardim.

Tudo sobre Amsterdã

Seguro viagem obrigatório na Europa

Tem vontade de conhecer Amsterdã? Se você viajar pra lá, precisa obrigatoriamente contratar o serviço de seguro viagem! Se você nunca ouviu falar sobre isso e quer saber mais, leia este post sobre o seguro viagem e todas as dicas para contratar este serviço.

Viaje tranquilo com seu seguro viagem Real Seguros, Mondial Assistance ou World Nomads.

Onde ficar em Amsterdã: dicas de acomodação

Opções de acomodação não irão faltar em Amsterdã. Existem desde opções econômicas como hostels para estudantes e hotéis mais baratos, como bons hotéis confortáveis e bem localizados e também hotéis mais luxuosos. Casas-barco? Também tem e pode ser uma experiência muito interessante para sua estadia nesta encantadora cidade.

Opção econômica

Ibis Amsterdam Centre – Se você busca localização e bom preço, o Hotel Ibis Amsterdam Centre é uma boa escolha. Por quê? Porque está localizado a poucos passos da Estação Central da cidade de onde partem todos os transportes. Fica a apenas 10 minutos a pé da Praça Dam. Os quartos são pequenos mas confortáveis e o café da manhã é na medida e com bom custo/benefício.

The Flying Pig Uptown -Este albergue fica bem ao lado do famoso Vondelpark (parque), a apenas 8 minutos a pé da Leidseplein (praça). A maioria dos dormitórios dispõe de camas em beliche e chuveiro e toalete compartilhados e  alguns quartos possuem um banheiro privativo – tudo muito limpinho e organizado! E eles servem café da manhã!

Stayokay Amsterdam Stadsdoelen – Situado em um edifício monumental no centro da cidade, o Stayokay Hostel Amsterdam Stadsdoelen oferece WiFi gratuito em todos os ambientes. O Stayokay tem certificado ecológico da União Europeia e conta com programa de sustentabilidade próprio. O Stayokay tem ainda lounge compartilhado, depósito para bagagem e lavanderia.

The Flying Pig Downtown – Este hotel está localizado na rua comercial Nieuwendijk, no centro de Amsterdã. A partir dele, você chega à Estação Central de Trem de Amsterdã em 3 minutos a pé. O The Flying Pig serve diariamente um café da manhã continental – mas, se você preferir fazer seu desjejum na rua, há uma grande variedade de cafés e restaurantes nas imediações do The Flying Pig Downtown.

Stayokay Amsterdam Vondelpark – O hostel fica no centro do Vondelpark e oferece uma ótima vista da área verde nos arredores. Ali, você estará a 8 minutos a pé do Museu Van Gogh. O albergue é super organizado e dispõe de camas em beliche disponíveis em dormitórios compartilhados ou quartos privativos. Os dormitórios possuem um banheiro e armários individuais com cadeados – você pode levar seu próprio cadeado ou comprá-lo na recepção. É o meu hostel preferido na cidade!

Coco Mama Hotel – O Coco Mama é um hostel super moderno e bem decorado e tem quartos privativos, quartos para a família, dormitórios de duas, quatro e seis pessoas, num clima bem descontraído. O staff é bastante solícito e sempre tem uma boa dica do que está rolando pela cidade.

ClinkNoord -O ClinkNOORD está situado na vibrante e cultural área de Amsterdam Noord, em frente ao Rio IJ e a cerca de 10 minutos da parte de trás da Estação Central de Amsterdã. O curto passeio de balsa está disponível gratuitamente 24 horas por dia, todos os dias. O ClinkNOORD Hostel oferece dormitórios, quartos privativos, Wi-Fi gratuito e um ambiente descontraído e bacana!

Generator Amsterdam – Este é um albergue de design novo, localizado no leste de Amsterdã, próximo a De Pijp. O albergue também oferece um lounge-bar no local onde ficava a sala de conferências, um espaço para refeições e um bar secreto! Todos os quartos incluem ar-condicionado, roupa de cama e banheiro privativo – para quem preferir mais privacidade, o Generator Amsterdam conta ainda com quartos premium, mais confortáveis e exclusivos. De todos é o menos central, mas é fácil e rápido para ir e vir com transporte público.

Tudo sobre Amsterdã

Opção tradicional/preço médio

Hotel Van Gogh – Este hotel design está a 300 m do Rijksmuseum (Museu Real), do Museu Van Gogh e do Museu Stedelijk (Museu Municipal). Oferece acomodações modernas – os quartos tem uma mesa de trabalho, uma pequena área de estar e um banheiro e uma decoração com cores claras e janelas grandes. Ali, você também pode usufruir de serviços práticos, como lavanderia e lavagem a seco, almoços para viagem e um balcão de turismo. De manhã, é servido um buffet de café-da-manhã no lounge do hotel.

CityHub Amsterdam -O CityHub Amsterdam é super moderno – ali, com um aplicativo móvel, você pode controlar seu quarto e conversar com outros hóspedes ou CityHosts. Os Foodhallen estão ao virar da esquina, e lá você poderá desfrutar de diferentes conceitos de alimentos e culinárias em um local histórico. Além disso, as cabines privativas do CityHub têm cama king-size e base para iPod. O banheiro compartilhado, sempre limpíssimo, inclui chuveiro com efeito de chuva.

Heye 130 – O Hotel Heye 130 é super bem localizado – fica a 400 metros do parque Vondelpark e a 600 metros do teatro ao ar livre do Vondelpark. Todos os quartos incluem TV de tela plana a cabo, banheiro privativo com banheira ou chuveiro, amenidades de banho de cortesia e secador de cabelo, e alguns contam com área de estar. Além disso, você pode alugar bicicletas no hotel para explorar os arredores.

Apple Inn – Este hotel está instalado em uma mansão renovada, em frente ao parque Vondel. O hotel oferece quartos para até 5 pessoas com WiFi gratuito. A Museumplein (praça dos museus) e o museu Van Gogh estão situados a 15 minutos a pé do hotel. Você também pode chegar facilmente à estação central de Amsterdã, com os 2 bondes que saem da Valeriusplein, que fica pertinho do hotel!

Esperanza Guest House – A Esperanza Guest House está localizada em Amsterdã, na Cliffordstraat, rua que leva ao Westerpark (parque). A pousada oferece geladeira e banheiro compartilhado. Das janelas deste imóvel você pode desfrutar da vista para o jardim. As comodidades extras incluem escrivaninha e roupa de cama.

The Student Amsterdam – O Student Hotel Amsterdam City oferece acomodações especialmente projetadas a 15 minutos a pé do centro da cidade. Você poderá explorar a cidade e seus pontos turísticos a pé ou via transporte público, já que a Estação de Metrô Wibautstraat fica em frente ao hotel. Todos os quartos do The Student Hotel Amsterdam City possuem banheiro privativo. Também incluem TV de tela plana a cabo. A academia do local pode ser utilizada gratuitamente. Os extras incluem áreas compartilhadas como biblioteca, área de trabalho e café.

Weber – Este hotel boutique está localizado a 200m da Leidseplein (praça), rodeado por restaurantes, cinemas e discotecas. Todas as manhãs, pães frescos são entregues no seu quarto. O Hotel Weber dispõe de quartos de design espaçosos, equipados com uma pequena quitinete com geladeira. A geladeira é abastecida com produtos para preparar cafés-da-manhã. Além disso, há uma televisão de tela plana e uma cafeteira da Nespresso.

Alexander Amsterdam – Este hotel 3 estrelas dispõe de um jardim com deck e está situado a apenas 5 minutos de caminhada do Vondelpark (parque) e da Leidseplein (praça). Os quartos são simples e práticos, com TV e banheiro moderno. A propriedade também oferece balcão de turismo e serviço de aluguel de bicicletas. Para evitar ruídos da rua, solicite os quartos dos fundos.

Tudo sobre Amsterdã

Opção alto padrão

Museum Suites – Este hotel luxuoso fica em uma mansão histórica do século XIX, no famoso Bairro dos Museus de Amsterdã. A propriedade oferece 3 suítes espaçosas e 1 apartamento completo, todos equipados com TV de tela plana e Wi-Fi gratuito. As acomodações contam com uma decoração inspirada por grandes pintores holandeses como Rembrandt, Vermeer, Van Gogh e Mondrian. Todas incluem piso clássico em parquet, pé-direito alto decorado e uma área de estar aconchegante. A pé, você pode chegar aos museus Rijksmuseum e Van Gogh em apenas 10 minutos do estabelecimento.

Waldorf Astoria – Situado ao longo do Canal Herengracht, tombado como Patrimônio Mundial pela UNESCO, o hotel é composto por 6 palácios monumentais do século XVII localizados em frente ao canal. Os quartos, lofts e suítes do hotel são elegantes, bem iluminados e decorados com exclusividade, oferecendo vista para o canal e para o pátio do jardim. Todas as unidades contam com comodidades de luxo modernas, decoração autêntica e detalhes históricos inspirados na Holanda, bem como banheiros espaçosos.

Mr. Jordaan – Pensa num hotel com decoração moderna e de bom gosto! Além do conforto que ele oferece, ainda é superbem localizado: o Mr. Jordaan fica a 200 metros da Casa de Anne Frank e a 900 metros do Palácio Real de Amsterdã.

Fita Amsterdam – Oferecendo hospitalidade e um serviço personalizado, em pleno coração de Amsterdã, este hotel de gerência familiar é acolhedor e serve como uma base ideal para você aproveitar o melhor da cidade. Os quartos são super elegantes, limpos e confortáveis, e a maioria dispõe de banheiro privativo. E eles servem um buffet de café-da-manhã farto, incluso na diária.

Hotel Sebastians – Este hotel oferece quartos em estilo boutique, com um ar de exclusividade e luxo! Localizado em Grachtengordel-West, um bairro charmoso e tranquilo de Amsterdã, o Hotel Sebastians fica em uma casa de canal histórica e inclui um bar elegante. O Sebastians Hotel fica a menos de 10 minutos a pé da Estação de Trem Central de Amsterdã. Também está localizado a 10 minutos a pé da Casa de Anne Frank e a menos de 15 minutos de caminhada da Praça Dam. Por um custo extra, o hotel oferece aluguel de bicicletas e serviço de translado.

Hotel Capuccino – Localizado a 600 metros da Casa de Anne Frank, em Amsterdã, o Hotel Cappuccino dispõe de um restaurante e Wi-Fi gratuito em todas as áreas da propriedade.  O hotel também oferece aluguel de bicicleta. O Regardz Zilveren Toren Amsterdam (centro de conferências) fica a 800 m do Hotel Cappuccino, enquanto o Palácio Real de Amsterdã está a 1 km de distância. O aeroporto mais próximo é o Aeroporto de Schiphol, a 11 km do Hotel Cappuccino.

Midtown Amsterdam – A proposta do Midtown Hotel é muito interessante e funcional. O capricho adotado pelos donos ao estúdio, muito bem projetado, limpo e confortável, torna o ambiente muito acolhedor. Os donos são maravilhosos e nos fizeram sentir em casa, além de nos darem diversas dicas de passeios maravilhosos por Amsterdã. A localização é privilegiada, perto de todo tipo de comércio e dos principais pontos da cidade.

Pillows Anna Van der Vondel – O hotel foi recentemente remodelado e sua decoração é simplesmente fantástica. Quando você chega, já te recebem com um drink de boas-vindas! Todos os 31 quartos têm vista para o jardim ou para a cidade – alguns quartos dispõem de uma varanda francesa ou terraço, privativos. Um sistema de controle inteligente permite que controlar a iluminação, as cortinas, o ar-condicionado e a fechadura da porta com um botão. O Pillows Anna van den Vondel Amsterdam é simplesmente incrível!

Tudo sobre Amsterdã

Onde comer em Amsterdã: dicas de alimentação

Todo mundo que viaja para um país diferente quer provar os famosos pratos típicos do país e isto é clássico. Antes de darmos algumas dicas interessantes de locais para comer, lhe daremos uma pequena introdução de pratos típicos que você pode provar em Amsterdã. Claramente, a Holanda não é conhecida por sua incrível culinária, mas existem comidas que você não pode deixar de provar. Vamos lá?

– Uma das atrações culinárias é o Rijsttafel, pura influência da colonização da Indonésia no país, um prato feito com arroz e servido com legumes, carne e coco.

– A sopa mais típica da gastronomia holandesa é chamada Erwtensoep e é feita a base de ervilhas – muito utilizada em diversos pratos.

 Vlaamse Frites – Para comer por qualquer parte, nada melhor do que as famosas batatas fritas e seus molhos que você encontrará enquanto caminha por Amsterdã. Elas são bastante populares em Amsterdã e servidas com maionese ou molho de queijo por cima, além de outras opções de molho bastante interessantes. Dizem que isto foi influência da Bélgica.

Tudo sobre Amsterdã

– As panquecas (pancakes) são a paixão nacional – doces, salgadas. Redondas, com sorvete, com cremes. Imperdível!

– O Bitterballen é outra delas, encontrado em muitos bares e cafés, é um aperitivo salgado a milanesa recheado com carne, caldo de carne, manteiga, especiarias e ervas. Normalmente é servido com mostarda a parte.

– Os queijos holandeses são super famosos e são deliciosos. Eles produzem queijos com aroma e sabor forte como o Gouda, Edam e Alkmaar (este último possui um mercado de queijos com o mesmo nome localizado na cidade de Alkmaar, que você pode conferir mais acima neste post).

– As sobremesas mais típicas da Holanda são os Poffertjes e os Stroopwafels. Os primeiros são parecidos aos crepes franceses mas mais pequeninos e doces. Eles são servidos com açúcar ou manteiga (alguns com Nutella). O segundo é um biscoito grande e recheado com caramelo que em todo mundo é conhecido como wafels. São adquiridos em todos os supermercados, em mercados de rua e festivais. As pessoas adoram comprá-los para levar de presente aos amigos e familiares.

Tudo sobre Amsterdã

Algumas dicas interessantes de local para comer:

1) Foodhalen – Esta praça de alimentação está localizada dentro de uma galeria chamada De Hallen Amsterdam e é bem conhecida pela variedade de comidas que se pode encontrar ali (Bellamyplein 51 – próximo a Kinkerstraat).

2) Café Blue – Lugar moderno para dar uma descansada enquanto passeia pela cidade.Fica no terceiro andar do shopping Kalvertoren (Singel, 457).

3) DoubleTree SkyLounge – Localizado no topo do hotel DoubleTree (Oosterdoksstraat 4 1011 – perto da Central Station) é um lugar para tomar algo e estar rodeado de gente bonita. Recomendamos muito durante o verão pois as vistas lá de cima são lindas.

Amsterdã imperdível: 10 dicas que todo viajante tem que saber

1. Faça um passeio de bicicleta. Amsterdã é a capital mundial da bicicleta, mas tome alguns cuidados necessários como andar em um ritmo adequado (senão você será atropelado), adquirir uma especial para levar crianças (bakfiets), e conhecer um pouquinho por onde está andando (leve um mapa).

2. Conheça o Red Light District (Distrito Vermelho). Ir para Amsterdã e não conhecer esse lugar é não ir para Amsterdã. Lá você encontrará inúmeros sex shops, shows, bordéis, lojas de preservativos, o museu do sexo e prostitutas em janelas com luz vermelha. No mínimo, curioso.

3. Faça um passeio de barco pelos canais. A história de Amsterdã está ligada à água através dos seus 165 canais. Desfrute de um destes passeios de barcos para ter uma visão global da cidade.

4. Não peça um café nos coffeshops. Coffeshops não são cafeterias e sim os lugares onde você pode comprar maconha. Todo mundo sabe que o uso da maconha em Amsterdã é permitido e muito popular. Nele você poderá escolher o de sua preferência através dos cardápios e o mais conhecido deles é o primeiro da cidade, chamado Bulldog, localizado no Red Light District.

5. Visita ao Van Gogh Museum – Quem não conhece o pintor holandês Van Gogh? Este museu é o segundo mais visitado de Amsterdã com mais de 2 milhões de visitantes anuais e além de toda história maravilhosa por trás desse artista, o espaço é lindo. VALE A PENA!

6. Foto clássica na I Amsterdam. Todo mundo que conhece alguém que foi para Amsterdã já viu uma foto neste famoso local, localizado na praça dos museus – Museumplein. Preste atenção no horário (melhor cedo), pois as letras são bastante grandes e tem muita gente querendo fazer essas fotos.

7. Prove as famosas sobremesas Poffertjes e os Stroopwafels. Já falamos delas anteriormente mas resolvemos salientar aqui, não vá embora sem prová-las.

8. Se é amante de esportes e cerveja visite a Heineken Experience. Um museu todinho dedicado a história da cerveja Heineken, mas é mais do que isso. Você faz degustações provando todas as etapas de produção da cerveja, passa pela seção de esportes e ainda termina bebendo Heineken geladinha no final. Hmmm!

9. Visite o maior e mais conhecido parque de flores do mundo, Keukenhof. Privilégio de poucos e impossível visitar durante todos os dias do ano, mas não poderíamos deixar de colocar aqui. Caso tenha oportunidade de escolher a época de sua visita, este parque está aberto de Março a Maio todos os anos, na cidade de Lisse, a apenas 1 hora de Amsterdã.

10. Passeie pela Praça Dam e arredores. É um dos lugares mais centrais de Amsterdã e no centro você encontrará uma homenagem às vítimas da Segunda Guerra Mundial, com o Nationaal Monument. É possível encontrar muitos bares e cafés ao redor desta praça, local de protestos e manifestações.

Tudo sobre Amsterdã

O que fazer e onde turistar em Amsterdã: roteiros de dois dias com passeios diferentes na cidade

Dia 1

A) Amsterdam Central – Começamos nosso dia na estação central de Amsterdã. A cinco minutos dali, está o número 7 da Singel, aonde está localizada B) a casa mais estreita do mundo.

C) Praça Dam – A Praça Dam é o coração de Amsterdam. Antigo local de protestos, agora a praça é um lugar calmo que abriga muitos pombos e artistas de rua. Ainda na praça você encontrará o D) Palácio Real – que não é a residência oficial do rei mas ainda é utilizada pela família – e o E) Nieuwe Kerk ou Igreja Nova – igreja construída no século XV. Cruzando a rua, você verá o F) Monumento Nacional – que foi construído em memória aos que morreram na Segunda Guerra Mundial.

G) Casa da Anne Frank – Visitar a casa de Anne Frank e conhecer o esconderijo onde ela escreveu seu famoso diário – durante 2 anos – no período da Segunda Guerra Mundial é um dos pontos fortes da cidade. A casa está aberta todos os dias e aconselhamos a compra do ticket pela internet (entrada das 9h às 15h30). Das 15h30 até o horário de encerramento (19h, 21h ou 22h dependendo da época do ano e dia da semana.

H) Passeio de barco pela cidade – Existem diversas empresas que fazem o passeio de barco pela cidade de Amsterdam, mas a City Sightseeing Amsterdam – Hop On – Hop Off Boat 24 horas pode ser uma boa opção já que tem passeios hop-on hop-off onde você pode entrar e sair quando quiser e descer nos pontos turísticos para visitar. Esta companhia faz sete paradas – e ambas passam pela casa de Anne Frank, então pode ser uma opção pegar por aqui (ou você pode escolher outro ponto). Com o cartão I am Amsterdam, você tem desconto.

I) Begijnhof – Caso decida não pegar o barco, desde a casa de Anne Frank, 15 minutos caminhando você encontra o Begijnhof ou Jardim das Beguinas é um dos mais antigos locais da cidade de Amsterdã. Um grupo de edifícios históricos, principalmente moradias privadas fundadas em 1346 para servir de moradia para as beguinas, uma espécie de irmandade feminina católica laica (formada por viúvas e solteiras) que faziam trabalhos de caridade para pobres e doentes.

J) Nieuwmarkt e o edifício Waag – Nieuwmarkt é uma praça no centro da cidade, uma pequena Chinatown de Amsterdã. Ao redor você encontrará mais de 20 cafés e coffeeshops. Aos sábados, você encontrará um mercado de alimentos orgânicos e antiguidades e aos domingos, no verão, um mercado de livros. Ao chegar na praça você verá o famoso edifício chamado Waag, antigo portão das muralhas medievais da cidade e conhecido por ser o ponto de coleta para os judeus enviados aos campos de concentração na época do nazismo.

J) Distrito da Luz Vermelha (passeio e tours) – A fama mundial do Red Light District (século XIII) se deu devido ao fato de famosas e belas donzelas oferecerem seus serviços para marinheiros e piratas cansados das suas viagens. Nesta época os bordéis e estabelecimentos eram iluminados com luzes vermelhas. A prostituição é um trabalho garantido pelo governo holandês e suas leis, que fiscaliza as boas condições de trabalho. Ali você encontrará ainda shows, peep shows, cabines para assistir filmes, sex shops, cinemas eróticos e os famosos coffee shops para compra legalizada da maconha, brownies, muffins e afins. Vale a pena matar a curiosidade.

Ainda na área….

Oude Kerk – No distrito da Luz Vermelha você encontrará ainda uma igreja linda do séc. XIV, casa de 2500 lápides (a de número 29 é a de Saskia Van Uylemburgh, esposa do famoso pintor Rembrandt).

Dia 2

A) Praça I Amsterdam – Começamos o dia cedinho (sim, porque as atrações do dia de hoje possuem horários específicos) neste típico lugar para fazer a tradicional foto de Amsterdam.

B) Rijksmuseum – Inaugurado em 1885, Rijksmuseum é o principal Museu Nacional da Holanda e detém a maior coleção de arte e artefatos do país, incluindo pinturas holandesas do século 15 até 1900 (mais de 40 obras de Rembrandt), bem como a arte decorativa e asiática. Mas a maior atração é a coleção da Era de Ouro como Rembrandt’s Night Watch and Vermeer’s Kitchen Maid e Woman Reading a Letter. O horário de funcionamento é 9h até as 17h.

C) Museu Van Gogh – Conhecido no mundo todo por sua produtividade e cores brilhantes, o artista Vincent van Gogh tem um Museu somente para ele: o Museu Van Gogh. Este museum, um dos mais populares no mundo, atrai visitantes de todas as partes,, que ficam impressionados com as mais de 200 pinturas, 500 desenhos e 700 cartas que contam a sua trajetória ao longo do Museu. Realmente imperdível! E preste atenção, noites de sexta-feira a noite aonde eles fazem palestras, concertos ou apresentam filmes. O horário de funcionamento é das 9h até as 18h (até as 22h na Sexta-feira).

D) Concertgebouw – Casa de concertos de Amsterdã.

E) Passeio por Vondelpark – Maior e mais famoso parque municipal de Amsterdã atraindo em torno de 9 milhões de visitantes por ano. Parques, cafés e restaurantes fazem deste parque um lugar especial, repleto de eventos ao longo do ano.

F) Heineken Experience – A antiga fábrica da cerveja Heineken foi transformada na Heineken Experience e hoje em dia mostra e promove de forma interativa o que está por trás dessa famosa cerveja holandesa. No final do passeio você ainda ganha duas cervejas estupidamente geladas para degustar. Está aberta das 10h30 às 17h30 (Sexta, Sábado e Domingo até as 19 horas).

G) Albert Cuyp Market – O mercado começou a operar em 1904 e vendem de tudo, desde frutas, vegetais, queijos, peixes e especiarias até roupas e cosméticos. Os preços estão entre os mais baratos em Amsterdã. O mercado fica muito lotado, especialmente em um dia ensolarado e aos sábados.

Para a compra antecipada dos ingressos recomendamos o site oficial de cada atração ou então tudo num único site e em português – Ticketbar!

Tudo sobre Amsterdã

Amsterdã: contatos e números de emergência

Polícia de emergência, corpo de bombeiros, ambulância: 112
Informação da polícia (não de emergência): 0900 8844
Linha anônima (para relatar um crime): 0800 7000
Médico de emergência (o serviço funciona 24 horas por dia e está disponível para noites, fins de semana e todos os feriados): 088 003 0600
Apoio geral (ACCESS – uma organização sem fins lucrativos que apóia a comunidade internacional na Holanda): 0900 222 2377 (poderão ser aplicadas taxas). Alternativamente, visite o seu helpdesk drop-in no Expatcenter Amsterdam.

Consulado Brasil em Amsterdã
Endereço: Brazilian Consulate in Amsterdam, the Netherlands Postbus 87400 1080 JK
Amsterdam Netherlands
Telefone: (+31) (20) 301 56 11
Email: brazilie@russell.nl

Este artigo foi escrito por Roberta Weber Calabró e Rogério Milani – Parceria Steps To Fly e Viajando bem e barato.

_______________________________________________________

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita na Europa
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas comprando ingressos antecipados
Organize passeios nas cidades e arredores
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Real Seguros, Mondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

_______________________________________________________

banners05animado01

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *