Nosso segundo dia de passeios na Ilha de Marajó

Atualizado por em 21/08/2017

Rogério Milani

Depois de um dia conhecendo os encantos das praias marajoaras, confira como foi nosso segundo dia de passeios na Ilha de Marajó!

Passeios na Ilha de Marajó

O segundo dia de passeios na Ilha de Marajó

Começamos o dia tomando um super café da manhã no hotel onde estávamos hospedados, o Hotel Casarão da Amazônia, e aproveitamos para conversar com um paulistano que, hoje, mora na Ilha porque se apaixonou por uma marajoara. Simpaticíssimo, ele nos contou que a melhor coisa pro turista é entrar no ritmo de Marajó, que é de calmaria mas também muita alegria. Todo dia ouvíamos uma música alta vindo de algum lugar (nada que perturbasse o sono, todavia) mas isso define bem o clima festeiro do povo da Ilha de Marajó. Além disso, no cair da noite, sempre que você olhar em volta vai ver um grupinho de pessoas conversando, curtindo numa boa…

Fazenda São Jerônimo

Passeios na Ilha de Marajó

Maior arquipélago flúvio-marítimo do planeta, banhado pelo Oceano Atlântico e pelos rios Amazonas e Tocantins, a Ilha de Marajó possui o mais vasto rebanho de búfalos do país. Aqui eles são vistos tanto nas áreas rurais quanto nas urbanas – fazendas organizam passeios nos quais você monta os animais, fontes de carne e queijo (à venda em restaurantes locais). Por isso, quisemos muito conhecer a Fazenda São Jerônimo, que oferece passeios em búfalos pela sua propriedade e outros super atrativos.

O principal passeio  começa com um tour de búfalo, dentro de um mangue. Nossos búfalos eram o Bahia e o Loro José, e os funcionários da fazenda vão te acompanhando no passeio, não precisa ter qualquer receio. Eu sempre tenho um pouco de “pé atrás” com programas muito ‘turistão’ assim, mas este foi muito legal, gostamos bastante! Depois, vem uma trilha tranquila sobre uma longa ponte de madeira e bambu sobre o manguezal – há curiosidades pelo caminho, como os “mangueiros apaixonados”, com raízes entrelaçadas, e o local onde nasce o turu, famoso molusco da ilha.

Passeios na Ilha de Marajó

Outra coisa que nos chamou a atenção foi o manguezal e sua estrutura, que consiste basicamente de uma transição entre os ambientes terrestre e marinho através de um novo ecossistema criado a partir deste encontro. A zona é super úmida e as raízes do manguezal ficam aparentes ou não, variando conforme o nível da água. Nosso guia nos explicou sobre este equilíbrio perfeito da natureza, que é ainda mais fascinante para pessoas como nós, que nunca haviam visto um manguezal tão imponente de perto!

Passeios na Ilha de Marajó

O destino do passeio, depois de passar pelo mangue, foi a beira da praia onde pegaríamos nossa canoa para passear. A beira-mar (que é rio na verdade) é bonita, há um bosque próximo, o que deixa tudo ainda mais bacana. O que nos deixou tristes foi ver tanto lixo que acaba chegando na praia. O lixo não é produzido pelos habitantes da Ilha de Marajó, mas chega até eles… Uma pena.

A natureza é super exuberante por ali, com muitos pássaros, coatis, cotias  e todo tipo de animal desconhecido pra gente que é aqui do Sul e, logo, fomos fazer um passeio de canoa, que nos levaria pelos igarapés que cruzam a floresta de igapó e manguezais, até praia Goiabal, uma belíssima praia deserta onde fizemos uma caminhada costeira até uma trilha formada por pontes rústicas, construídas sobre as raízes das árvores de mangues que formam a floresta, com árvores de até 30 metros de altura. O lugar, também conhecido como Praia do Cocal, foi cenário do Programa “No Limite”, da Rede Globo – lembra disso?

Passeios na Ilha de Marajó

A volta, de canoa, finalizou a aventura, que dura cerca de duas horas. Há outros passeios na fazenda, como a cavalgada na praia (R$ 50) e a travessia de rio sobre búfalos (R$ 80). Nós curtimos muito conhecer a fazenda, andar em búfalos e conhecer essa praia deserta linda de canoa, supervaleu a pena!

No retorno à fazenda, fomos recepcionados com um delicioso bolo preparado pela Dona Jerônima e pelo seu Brito, os proprietários da fazenda. E com um suco maravilhoso de Taperebá e gostosas e suculentas fatias de abacaxi! Vale a pena sentar com eles e ouvir suas histórias, são tri simpáticos e tem muito a nos contar!

Depois disso ainda fomos conhecer a Praia do Pesqueiro, a praia de maior estrutura de Soure, que tem vários quiosques que vendem petiscos e aquela cervejinha gelada (aliás, a dica é: beba rápido lá – o vento quente aquece sua cerveja num instante!)

Passeios na Ilha de Maraj

A praia tem dunas suaves e é muito vasta, uma paisagem belíssima e, pode apostar, diferente de tudo o que você já viu! Comemos uma casquinha de siri deliciosa por ali e ainda conhecemos a Vila do Pesqueiro, uma Reserva Extrativista Marinha de Soure com casinhas de madeira em estilo palafita para evitar que a alta das marés prejudique seus moradores. A maioria das pessoas que mora ali vive da pesca e tem uma simpatia e simplicidade marcantes!

Passeios na Ilha de Marajó

Depois de tudo isso, era hora de voltar para Belém – na próxima semana você confere os últimos posts desta aventura! Nossa viagem não teria sido a mesma sem as dicas da Dany, do blog Feriado Social, que tem um excelente post com dicas de como ir de Belém para Marajó. Aliás, a Dany é tão apaixonada pela cultura e gastronomia de Belém que também tem uma empresa que chama QJO, que comercializa queijos artesanais! Você pode conhecer e comprar em Belém ou então online… Opção para quem quer provar ótimos queijos locais e, principalmente, o famoso queijo marajoara!

Passeios na Ilha de Marajó

____

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita
Guias, transfers, hospedagens e outros serviços para uma viagem tranquila e segura
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas comprando ingressos antecipados
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Seguros PromoReal SegurosMondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

___

banners05animado01

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *