Fatos sobre as favelas do Rio

Atualizado por em 16/10/2017

Rogério Milani

Confira neste post da Luana, nossa parceira do Free Walker Tours, uma série de fatos sobre as favelas no Rio que podem mudar sua visão sobre este local onde nascem tantas expressões culturais brasileiras!

Fatos sobre as favelas do Rio

Quando pedimos para alguém de fora de uma favela pensar sobre o visitar o local, provavelmente uma reputação de violência, drogas e pobreza virão a sua cabeça. Mas existe muito mais do que isso dentro das favelas do Rio! Esse é um dos locais mais ricos quando falamos em aspectos culturais do Brasil. E, se você pensar bem, grande parte da nossa identidade cultural vem da favela: samba, carnaval, futebol e capoeira. Arte, música e performances estão em todos os lugares! É por isso que nós decidimos escrever sobre as favelas e ajudar você a entendê-las um pouco melhor. Descubra agora os fatos das favelas do Rio que podem te ajudar a perder o preconceito!

Antes de começarmos, você conhece a definição de favelas? De acordo com o IBGE, favelas são 51 ou mais casas sem uma propriedade oficial documentada e pelo menos, localizada em locais com uma das características a seguir:

– Ruas irregulares e terrenos com tamanho ou formato irregular;

– Falta de serviços públicos essenciais (como sistema de esgoto, iluminação pública, encanamento de água…)

Fatos sobre as favelas do Rio

Detalhes e números – Fatos sobre as favelas do Rio

É difícil medir precisamente quantas pessoas abrigam as favelas, já que esses números são muito relativos. As comunidades crescem e mudam o tempo todo e, por isso, é impossível contar todos que moram no local. Os números mais aceitáveis dizem que a cidade do Rio tem aproximadamente 1.000 favelas onde aproximadamente 25% da população mora. Em números absolutos? Aproximadamente 6,5 milhões de pessoas habitam o Rio de Janeiro. Se contarmos a região metropolitana esse número dobra. Portanto aproximadamente 1,7 milhões moram atualmente em favelas.

Onde essas favelas são localizadas? A cidade é dividida em zonas diferentes: a sul, a norte, a oeste e o centro. Quando você vem ao Rio como turista, você provavelmente ficará nas regiões mais ricas da cidade: a Zona Sul ou Centro, onde as principais atrações estão localizadas. Porém, devido a geografia daqui, algumas das favelas estão próximas aos bairros turísticos. Por exemplo: Rocinha, Vidigal, Santa Marta e Babilônia estão localizadas muito próximas às atrações mais visitadas do Rio.

Fatos sobre as favelas do Rio

Formação das Favelas – Fatos sobre as favelas do Rio

Abolição da escravidão

O início das favelas do Rio de Janeiro nos levam de volta ao período em que a escravidão foi abolida aqui e o Brasil se tornou uma república. Esses eventos aconteceram ao final do século XIX. Depois da abolição, centenas de milhares de ex-escravos de repente estavam perambulando pelas ruas do Rio, sem trabalho e moradia. Ao mesmo tempo, o Rio era a capital do Brasil e muitas pessoas se mudaram para a cidade, especialmente do nordeste do país.

Os Cortiços foram a moradia dessa população por um tempo, já que ofereceram um abrigo para qualquer pessoa sem outras opções. Muitos ex-escravos acabaram morando nesses locais, apesar de se encontrarem em más condições e sem sistema sanitário. Mas o final dos cortiços foi rápido. Um prefeito do Rio, chamado Pereira Passos começou uma grande reforma da cidade no início do século XX. Ele demoliu todos os cortiços, deixando milhões de pessoas sem abrigo. Sem muitas opções, os ex-escravos precisaram procurar por um outro lugar para morar, e já que não existia nada, eles começaram a ocupar os morros da cidade.

Guerra de Canudos

Outro evento significante, que contribuiu para o nascimento das favelas, foi a Guerra de Canudos. Aconteceu no século XIX, em uma cidade chamada Canudos, no Estado da Bahia. Foi um conflito entre o exército republicano e uma comunidade contra a República e acabou sendo uma das guerras mais sangrentas da história do Brasil. Os soldados brigando pelo exército republicano eram em sua maioria ex-escravos. Eles foram à guerra com a promessa de que, ao final, eles ganhariam terras e empregos no Rio de Janeiro. O exército republicano destruiu Canudos e matou aproximadamente 20.000 pessoas. Ao retornar pro Rio, os soldados cobraram os seus prêmios do governo. Mas isso acabou sendo um grande golpe e os soldados não receberam nada pelo serviço deles. Sem nenhum direito, essas pessoas começaram a ocupar montanhas vazias.

A primeira favela do Rio, Morro da Providência, começou a receber os primeiros habitantes logo após a demolição dos cortiços e ao final da Guerra de Canudos. Assim a primeira favela do Brasil nasceu, e pouco a pouco outras montanhas da cidade ganharam novos moradores. Se você quiser escutar mais sobre a escravidão, e a informação das favelas, participe do nosso Free Walking Tour African Heritage & Docks Area (apenas em inglês).

Fatos sobre as favelas do Rio

Cultura nas favelas – Fatos sobre as favelas do Rio

No geral, apesar dos seus problemas, as pessoas que moram nas favelas são felizes, amigáveis e energéticas! O estilo de vida em uma favela é diferente das outras partes do Rio. As pessoas ficam para fora de casa conversando bastante e todos se ajudam dentro da comunidade: se você ficar sem açúcar enquanto cozinha, apenas bata na porta do vizinho e ele vai te dar um pouco. Em muitas favelas a taxa de crime entre os seus habitantes é baixa, apesar do que lemos na mídia.

Além disso, existem várias festas de rua com samba, funk e música ao vivo. As pessoas tem o samba no pé e não é uma surpresa que todas as escolas de samba do Rio estejam localizadas dentro das favelas. O Carnaval é uma forma de arte rica e diferente onde se usa dança, música, tambores e uma fantasia para celebrar a identidade e o lugar de onde você veio.

A criatividade com aspectos culturais com os habitantes da favela também é mostrada quando eles estão praticando esportes. Como sabemos, o futebol é popular e se eles não podem comprar uma bola, podem improvisar com uma latinha. Não é a toa que grande parte dos nossos grandes jogadores do futebol brasileiro – e mundial – saem da favela. Junto com o futebol, é comum ver as pessoas lutando capoeira nas ruas.

Fatos sobre as favelas do Rio

Turismo nas favelas – Fatos sobre as favelas do Rio

O Rio é a cidade mais turística do Brasil. Ela recebe milhões de turistas nacionais e internacionais anualmente. Além dos locais mais famosos, como o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar e Copacabana, as favelas do Rio foram finalmente encontradas e apreciadas pelos turistas de todo o mundo.

Diferentes empresas oferecem tours pela favela, principalmente nas favelas da Zona Sul como Rocinha, Vidigal e Santa Marta. No momento, há muita discussão sobre a sustentabilidade desses passeios. Por que ver pessoas pobres? Não é um pouco rude invadir o local de moradia deles? Com certeza essa é uma questão complicada. Na minha opinião, os tours na favela são OK se feitos de uma maneira que realmente colabora com a comunidade local, e o lucro (ou pelo menos parte dele) vai para a favela. Se você decidir visitar uma favela, vá com a cabeça aberta e respeito. Você vai receber somente reações positivas dos moradores.

Pacificação – Fatos sobre as favelas do Rio

Os últimos anos foram realmente muito movimentados aqui no Rio, já que desde 2014 nós recebemos jogos da Copa do Mundo da FIFA, e mais tarde os jogos Olímpicos de 2016. Por causa desses eventos, o governo passou a prestar mais atenção às favelas, especialmente aquelas localizadas próximas às atrações turísticas da cidade.

No final de 2008, o governo começou um programa de pacificação chamado UPP. em diferentes favelas do Rio. A intenção era terminar o tráfico de drogas relacionado a ela. A primeira favela que foi pacificada foi a Santa Marta, em Botafogo. Devagar, o projeto se espalhou para outras favelas, especialmente na Zona Sul. Em algumas a pacificação funcionou muito bem, e esses locais se tornaram calmos e até seguros para visita de turistas. Em outros casos o programa não funcionou e novos problemas entre traficantes e polícia foram criados.

Existem 38 favelas pacificadas no Rio. Se nós compararmos com o número de favelas (aproximadamente 1000), menos de 4% das favelas da cidade foram pacificadas.

Fatos sobre as favelas do Rio

Artigo escrito por Luana, nossa parceira do Free Walker Tours

____

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita
Guias, transfers, hospedagens e outros serviços para uma viagem tranquila e segura
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas comprando ingressos antecipados
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Seguros PromoReal SegurosMondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

___

banners05animado01

SalvarSalvar

Tags

1 Comentário

  1. Post muito rico em informações. A população brasileira tem que conhecer mais sobre as favelas do Rio de Janeiro mesmo. Bem legal!

    Comente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *