Viagem para a França, Espanha, Holanda e Inglaterra: o roteiro do casal Leandro e Leia

Atualizado por em 25/10/2017

Rogério Milani

Amsterdã, Paris, Londres, Barcelona e Madri: o casal Leandro e Leia pediu pra gente preparar o roteiro de sua primeira ida à Europa. Vem saber como foi essa super viagem para a França, Espanha, Holanda e Inglaterra!

Viagem para a França, Espanha, Holanda e Inglaterra

Viagem para a França, Espanha, Holanda e Inglaterra: o roteiro

Nosso roteiro funcionou na medida em que pudemos “conhecer” cinco cidades fantásticas. Por outro lado, foi muito cansativo e ficou aquela sensação de que poderia haver mais tempo em cada cidade, principalmente Amsterdã, na qual acabamos passando apenas um fim de semana. Mas acho que o tempo que tínhamos foi muito bem aproveitado e a logística de transporte proposta pelo consultor funcionou muito bem.

As cidades

Amsterdã: uma cidade diferente e encantadora, com seus inúmeros canais e arquitetura deslumbrante. Adoramos caminhar pela cidade e visitar o Albert Cuyp Market. O tempo foi muito curto (apenas um final de semana); acho que quatro dias seria o mínimo. O estúdio em que ficamos era meio apertado, mas perto do ponto do “tram”, o qual usamos para nos deslocar para todos os lugares. Para saber mais sobre esta cidade incrível, aqui no blog há o post Tudo sobre Amsterdã, com dicas de alimentação, transporte, hospedagem e muito mais!

Paris: uma cidade deslumbrante, cara e cheia (como já era esperado). Não obstante, a cidade-luz superou nossas expectativas. Ficamos em um bairro muito movimentado (Marais), com comércio espetacular e perto do metrô, que nos levou facilmente a todos os lugares. Confira aqui tudo o que você precisa saber antes de viajar para Paris!

Viagem para a França, Espanha, Holanda e Inglaterra

Londres: Megalópole. Fantástica. Cosmopolita. Surpreendente. Inesquecível. Também lotada de turistas dos mais variados lugares. Atrações para todos os gostos. Metrô completo e fácil de usar. Você encontra dicas sobre transportes em Londres e muito mais neste post aqui do blog. Além disso, com todos seus pubs, é uma experiência incrível para quem ama cerveja, como eu! 🙂

Barcelona: A arquitetura de Gaudí realmente é fantástica e surpreendente, mas ficou a impressão de que o turista é demasiadamente explorado nos locais mais famosos. Também lotada de turistas.

Madrid: Superou minhas expectativas. É uma cidade linda, relativamente barata e cheia de bares. Entretanto, as ruas parecem formigueiros humanos. Para quem quer ir pra lá, vale a pena ler este post super completo, com informações e roteiros para quem quer visitar a cidade.

Viagem para a França, Espanha, Holanda e Inglaterra

Os voos

Na ida, fomos de LATAM de Vitória para SP e depois de SP para Madrid. Voos tranquilos. Este último voo, em um Airbus moderníssimo, atrasou um pouco (cerca de 1 hora), nada demais. De Madrid fomos para nosso primeiro destino (Amsterdã) pela Iberia Express. A experiência não foi boa: a aeronave, visivelmente velha, parecia que ia desmontar quando taxiava, de tanto barulho na fuselagem. Além disso, o espaço para as pernas era ridículo (até para mim, que tenho 1,72m) e as poltronas não reclinavam. Nem água foi servida, tudo é pago por fora. Para completar, extraviaram uma de nossas malas, mas que foi entregue em nosso apartamento no dia seguinte.

Dentro da Europa, voamos de Easyjet de Londres (Gatwick) para Barcelona. Vale a pena contar esse episódio. Chegamos ao aeroporto às 10h e o voo era às 11h35min. Parecia tudo sob controle. Entretanto, as coisas não aconteceram como imaginávamos. Primeiro tivemos que pegar um trem dentro do próprio aeroporto para nos deslocar para outro terminal. Chegando no controle de segurança, as filas eram enormes, e nossa bagagem foi minuciosamente examinada, além de nós mesmos (tivemos que tirar até os sapatos e sofremos várias revistas). Quando finalmente conseguimos superar esse constrangimento, faltavam 15 minutos para a decolagem, e o embarque já estava encerrado. Ainda tentamos uma corrida frenética até o terminal de embarque (que era bem longe), mas foi em vão. Apesar de tanto planejamento e organização, pela primeira vez em minha vida perdi um voo. A boa notícia é que havia um outro voo às 14h20min, e a má notícia que teríamos que pagar 180 libras, bem mais que paguei originalmente pelas passagens (120 libras). Agora pegaríamos nossas malas de volta (que haviam sido despachadas mas não embarcadas no voo perdido) e pronto. Mas depois de muita procura ao lado de uma funcionária da Easyjet, uma das malas (a mesma que havia sumido em Amsterdã) não apareceu. Depois de muita espera e tensão, finalmente encontraram a mala, mas já não havia mais tempo para embarcar no voo das 14h20. Mais um voo perdido. Nossa sorte, no meio de tantos percalços, foi que havia um último voo para Barcelona naquele dia, às 16h40min. Dessa vez, embarcamos e o voo foi tranquilo, ainda que no padrão low-cost (poltronas que não reclinam, espaço reduzido para as pernas e nada de serviço de bordo).

Na volta, voamos de Latam de Madrid para SP e de SP para Vitória. Dessa vez, tudo correu bem! Voos tranquilos e bagagens devidamente restituídas.

Viagem para a França, Espanha, Holanda e Inglaterra

As viagens de trem

Andamos bastante de trem. Fomos de Amsterdam para Paris, de Paris para Londres e finalmente de Barcelona para Madrid. Tudo absolutamente tranquilo e com pontualidade extrema, sem nenhuma anormalidade. Apenas o espaço para bagagem é muito limitado, mas já sabíamos disso.

Se você quiser fazer como a gente e viajar de trem pela Europa, pode comprar sua passagem antecipadamente por este serviço, indicado pelo blog.

As hospedagens

Em todas as cidades, optamos por alugar apartamento/estúdio o mais completo possível e com fácil acesso a transporte público. Acho que foi uma decisão acertada, com bom custo-benefício.

O estúdio de Amsterdã (Wild Roses) foi o único que decepcionou um pouco. Era muito pequeno (principalmente o banheiro) e pouco equipado (a cafeteira não funcionou e o frigobar não gelava direito, e também não havia máquina de lavar). Não era localizado exatamente perto das principais atrações, mas ficava perto do ponto do tram, então não foi problema. Pagamos 300 euros (mais taxas) por 3 diárias. Razoável custo-benefício, em minha opinião. Confira aqui outras boas dicas de hospedagem em Amsterdã.

Em Paris, ficamos muito bem localizados, no animado bairro de Marais, repleto de cafés, bares, restaurantes e também supermercados, quitandas, padarias, enfim tudo que se queira! Havia três estações de metrô próximas, o que nos permitiu/induziu a utilizar esse meio de transporte para tudo. O metrô parisiense é muito abrangente e fácil de usar, pois é bem sinalizado. O apartamento, estilo loft, da empresa Home Saint Paul era bem completo e com serviço de lavanderia gratuito. Foram quatro diárias que saíram por quase 500 euros, acho que também valeu a pena, considerando tudo.

Em Londres ficamos no Studios2Let, ao lado da estação St. Pancras, o que nos permitiu caminhar até “casa” quando desembarcamos do EuroStar. O bairro de Camden é extremamente agitado e tem tudo que se pode precisar. Pubs, restaurantes, supermercados, souvenirs e, claro, o famoso Camden Market, simplesmente fantástico. A estação de metrô ficava a uns 500 metros, vai a todos os lugares e é fácil de usar, assim como o de Paris. Pagamos 432 euros por 4 diárias. Não exatamente barato, mas foi o que achei mais vantajoso.

Em Barcelona alugamos um apartamento no tranquilo bairro Gràcia, o Estudio Maignon. Ficava um pouco distante do Centro mas pertinho do metrô e a 10 minutos de caminhada do Parque Güell. Era bem equipado e confortável e tinha até um terraço ao ar livre. Também havia comércio abundante nos arredores. Quatro diárias a 400 euros.

Finalmente, em Madrid, ficamos muito bem localizados no Apartamentos Grand Dream Victoria, ao lado da Praça Sol, bem no Centro da capital espanhola. Usamos muito pouco o metrô; fizemos quase tudo a pé mesmo. O estúdio era no quinto andar e havia elevador até o quarto andar, mas nada que incomodasse. O apartamento foi o maior de todos, e também muito equipado. Três diárias a 190 euros. Com certeza, a melhor relação custo-benefício de nossas hospedagens.

Viagem para a França, Espanha, Holanda e Inglaterra

Como chegamos aos hotéis

Em Amsterdã, chegamos muito tarde e ainda houve tempo perdido com o extravio da mala, o que nos obrigou a pegar um Uber no aeroporto até a acomodação para chegar mais rápido. Paguei 27 euros por um trajeto relativamente curto (uns 10 minutos).

Em Paris, fomos até o apartamento caminhando desde a estação de trem Gare du Nord, um percurso de 700 metros. Os taxistas queriam cobrar 40 euros para fazer o trajeto (!!!). Nem tentei outra opção, dada a curta distância.

Viagem para a França, Espanha, Holanda e Inglaterra
Em Londres, também fomos caminhando desde a estação de trem St. Pancras, pois o apartamento era muito perto (uns 300 metros).

Em Barcelona foi um pouco mais complicado, pois chegamos em um dia de Greve Geral devido à repressão da polícia espanhola durante a votação do referendo sobre a independência da Catalunha. Os trens estavam funcionando precariamente, com saídas de hora em hora. Corremos muito e conseguimos pegar um trem que estava partindo. Fomos até Passeig de Gràcia (estação final), mas chegando lá (depois de driblar a multidão de estudantes que tomavam a estação em protesto) fomos informados que o metrô estava totalmente paralisado, e esse seria nosso meio de transporte natural até a hospedagem. O jeito então seria pegar um táxi, mas ao sair da estação encontramos as ruas tomadas pelos manifestantes e fechadas ao tráfego. Sorte nossa que já eram quase 22h e a multidão já estava se dispersando. Logo os carros voltaram a circular, mas os poucos táxis que passavam estavam ocupados. Além de nós, vários outro turistas esperavam ansiosos um táxi com a luz verde no teto. Bem, depois de uns 30 minutos na rua, finalmente conseguimos um táxi. Chegamos exaustos.

Viagem para a França, Espanha, Holanda e Inglaterra

Cartão de transporte

Em Amsterdã usamos cartões que davam acesso a ônibus/trem/tram carregados com 10 euros cada, os quais a proprietária do apartamento nos vendeu. Usamos apenas o tram, e a carga acabou sendo perfeita, sobraram apenas uns trocados.

Paris: compramos 2 T-10 (pacotes com 10 passagens), mas foi muito. Sobraram 6 tickets.

Londres: Compramos dois Oyster Cards pré-carregados para 3 dias. Valeu a pena, pois no final eles devolvem os 5 euros de cada cartão e também o crédito não utilizado.

Barcelona e Madri: também usamos tickets T-10. Em Barcelona, foi pouco (tive que comprar quatro bilhetes avulsos) e em Madri sobraram apenas duas viagens.

Ainda há outros posts que podem te ajudar a decidir qual a melhor forma de transporte para se usar em Londres, Paris, Amsterdã e Madrid. Confira!

Viagem para a França, Espanha, Holanda e Inglaterra

Atrações turísticas e ingressos antecipados

Compramos antecipadamente (valeu a pena pelos descontos oferecidos e por não enfrentar filas):
a excursão para Giverny/Versailles; Torre Eiffel (que acabamos perdendo, pois por engano comprei para o dia errado e eles não quiseram alterar a data); London Eye/Sea Life Aquarium (pacote); Sagrada FamíliaPasseios de barco em Amsterdã e Paris.

Ingressos de atrações turísticas podem ser comprados diretamente no site de cada atração ou então todos em um único lugar, em português e uma única compra. Uma outra boa alternativa é contatar os serviços de parceiros do blog que criam passeios personalizados em Paris, Barcelona e Londres, te guiando pelo melhor das experiências em cada uma destas cidades.

Viagem para a França, Espanha, Holanda e Inglaterra

Seguro de viagem obrigatório

Adquirimos o seguro assim que compramos as passagens, o Rogério nos orientou, mas não precisamos utilizar (ainda bem!) – aliás, em nenhuma imigração me foi cobrado esse seguro. Se você está pensando em viajar pra Europa, confira este post sobre o seguro viagem, sua obrigatoriedade e dicas.

Viagem para a França, Espanha, Holanda e Inglaterra

Os procedimentos de imigração

Fizemos nossos procedimentos de imigração inicialmente em Madrid. Apesar das longas filas, foi muito tranquilo, apenas perguntaram se estava tudo bem conosco… rs. Mais nada. Não levou mais que dois minutos, ou seja, o tempo para nos olhar no rosto e conferir com as fotos nos passaportes e depois carimbá-los com o visto. No EuroStar fizeram apenas perguntas básicas e não nos cobraram nenhum documento. Também muito tranquilo.

Viagem para a França, Espanha, Holanda e Inglaterra

O clima durante a viagem

Excelente, não podemos reclamar. Com exceção de uma leve garoa em Londres no dia em que chegamos, a qual rapidamente passou e só pegamos dias de sol. Em relação à temperatura, encaramos um leve frio em Amsterdã e Londres, principalmente pela manhã mas, durante o dia, as temperaturas estavam bem amenas, perfeitas para caminhadas. Nas outras cidades, clima também muito agradável. Na Espanha, fez até certo calor durante o dia, notadamente Madrid, que chegou a bater os 28 graus.

Viagem para a França, Espanha, Holanda e Inglaterra

Internet e telefonia

Logo que cheguei em meu primeiro destino (Amsterdã), substituí meu chip brasileiro por um chip pré-pago local da Vodafone com 4GB de dados móveis (20 euros). O Whatsapp permaneceu com meu número antigo, e foi através desse aplicativo que mantive contato com as pessoas no Brasil (mensagens e ligações). Com o roaming gratuito pela UE, minha intenção era usar esse chip na viagem toda, mas logo que fui para outro país (França), a internet móvel ficou intermitente, ora funcionava, ora não. Saiba mais sobre o novíssimo serviço de roaming gratuito na Europa.

Busquei atendimento da Vodafone (pelo Messenger do Facebook) e eles foram muito solícitos, me enviando um passo-a-passo das configurações necessárias para o meu aparelho. Depois de aplicá-las, a internet móvel funcionou perfeitamente em todos os demais países, inclusive no Reino Unido. Embora tenha utilizado muito, principalmente Google Maps, ainda sobraram quase 3GB de dados móveis.

Viagem para a França, Espanha, Holanda e Inglaterra

Avaliação da consultoria

Indico a consultoria a outros viajantes com certeza! Na verdade, já estou recomendando a todos que conheço e que planejam uma viagem à Europa. Só tenho elogios ao consultor pelo seu conhecimento, profissionalismo e disponibilidade!

A experiência foi excelente, a Europa é fantástica. As cidades são deslumbrantes, limpas e seguras, apesar de muito cheias de turistas. O transporte público é abrangente, confortável e seguro. Apenas o povo europeu, apesar de muito educado, é um pouco fechado, mas isso não foi nenhuma surpresa. Gostamos de quase tudo, valeu muito o investimento.

Eu estava totalmente perdido em relação a quais cidades visitar (queria ir a todas… rs), o tempo em cada uma e a forma de deslocamento entre elas. A consultoria me ajudou demais nesse sentido, me senti mais seguro sabendo da experiência do consultor. As sugestões de acomodações também foram preciosas.

Viagem para a França, Espanha, Holanda e Inglaterra
Leandro e Leia

Vitória/ES
Data da viagem:  setembro e outubro de 2017

____

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita
Guias, transfers, hospedagens e outros serviços para uma viagem tranquila e segura
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas nas atrações turísticas e programe seus bate-volta comprando ingressos e passeios antecipados
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Seguros PromoReal SegurosMondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

___

banners05animado01

 

SalvarSalvarSalvarSalvar

SalvarSalvar

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *