Viagem sozinha pela Europa: o roteiro de Gabriella por Amsterdã, Bruges, Bruxelas e Londres

Atualizado por em 29/11/2017

Rogério Milani

Adoramos planejar roteiros para quem vai fazer uma viagem sozinha pela Europa porque acreditamos que todo mundo tem que fazer isso pelo menos uma vez na vida! Se você pensa em fazer esse giro sozinha pela Europa, vem conferir como foi o roteiro da Gabriella por Amsterdã, Bruges, Bruxelas e Londres!

Viagem sozinha pela Europa

Viagem sozinha pela Europa: o roteiro

Foi tudo ótimo. Dividimos meu roteiro de viagem da seguinte forma: três dias em Amsterdã, dois em Bruges, dois em Bruxelas e cinco dias na maravilhosa Londres!

Fiquei encantada com Amsterdã, teria ficado mais tempo por lá se soubesse como ia amar a cidade! Bruges e Bruxelas poderiam ter ganhado menos tempo no meu roteiro, mas isso é preferência pessoal minha. São lindíssimas, mas dois dias inteiros pra cada uma delas acabei achei muito. Bruxelas me senti em São Paulo e confesso que não faria novamente. E, por fim, em Londres o tempo será sempre insuficiente, a cidade é lindíssima e tem milhares de coisas interessantes pra fazer!

Os voos

Achei ótimas todas as minhas viagens de avião desde que saí do Brasil e tudo deu certo, sem confusões ou grandes atrasos ou problemas de qualquer ordem. O único porém aconteceu no voo entre Paris e Amsterdã. Minha viagem de ida pra lá foi cancelada e demorou cerca de uma hora para resolverem o que seria feito. Isso gerou um pequeno estresse, como era de se esperar numa situação assim.

Viagem sozinha pela Europa

As viagens de trem

Andei de trem entre um país e outro e a experiência foi maravilhosa! Adorei a paisagem do caminho, muito especial e diferente de tudo o que vemos aqui no Brasil!

Se você quiser fazer como a gente e viajar de trem pela Europa, pode comprar sua passagem antecipadamente por este serviço, indicado pelo blog.

As hospedagens

A maioria das minhas hospedagens foram ótimas – bem localizadas e com boas instalações. Em Bruges, a construção do hotel era simplesmente incrível! Confesso que só não gostei da hospedagem de Bruxelas, era muito aquele padrão business de hotel. Saiba mais sobre os locais onde fiquei:

Bruxelas

Marivaux – Essa foi a hospedagem de que menos gostei – mas não porque era ruim, mas porque era mais “fria”, tinha aquele estilo de hotel business, que não é muito bacana. Mas era super bem localizado, bem no centro de Bruxelas e bem em frente ao Shopping Center City2. Ele ainda ficava a alguns minutos a pé da praça central, a Grand Place e pertíssimo da Estação de Metrô De Brouckère. Como a maioria dos hotéis business, oferece academia, quartos tamanho padrão e Wi-Fi.

Viagem sozinha pela Europa
Londres

Phoenix Hotel – Esse ótimo hotel fica no coração de Londres, pertinho das estações de metrô Bayswater e Queensway, e a cinco minutinhos de caminhada do Hyde Park. Os quartos são bem espaçosos e o café da manhã é ótimo! Para quem quiser ter uma experiência britânica completa, opções de café da manhã inglês estão disponíveis por um custo adicional.

Bruges

Martin’s Relais – O grande destaque das minhas hospedagens por ser instalado num local único! Ali, você encontra de quartos com características originais e móveis de época em cinco casas históricas do século XVII. É de cair o queixo! O hotel ainda tem um jardim de rosas tranquilo e vários lounges confortáveis e fica perto da Praça do Mercado e do Campanário. E, quem vai no verão, pode curtir o terraço e o bar, que serve cervejas belgas locais deliciosas! Vale a pena!

Amsterdã

NH City Centre – Mais uma opção de hospedagem bem localizada, fica no centro de Amsterdã e ainda tem uma bela vista para o Canal Singel. Para turistar é perfeito, já que fica a apenas cinco minutos a pé da Praça Dam e oferece opções gastronômicas requintadas, passeios de barco, aluguel de bicicletas e Wi-Fi. Pra quem curte requinte, o renomado restaurante d’Vijff Vlieghen fica ao lado do hotel e oferece a oportunidade de jantar em um ambiente autêntico do século XVII!

Viagem sozinha pela Europa

Como cheguei até os hotéis

De táxi, sempre. Foi um pequeno luxo que me permiti e achei que valia a pena, já que os trajetos costumam ter taxas fixas e nenhum foi exorbitantemente caro.

Cartões de transporte

Em Londres usei o cartão do metrô, o famoso (e temido hehe) Oyster Card. Foi ótimo, prático e valeu a pena! Se você quer saber tudo sobre ele, leia aqui uma guia completo sobre o Oyster Card, para que tipo de turista ele vale a pena e como comprar!

Viagem sozinha pela Europa

Seguro viagem

Não precisei usar, ainda bem! Mas, se você está pensando em viajar pra Europa, confira este post sobre o seguro viagem, sua obrigatoriedade e dicas – ele é obrigatório e te deixa mais tranquila na hora de viajar!

Internet e telefonia

Usei minha própria operadora em poucos dias, quando precisei me comunicar. Nos outros dias, o que fazia para economizar nos gastos foi usar o Wi-Fi liberado de alguns estabelecimentos e deu super certo.

Avaliação da consultoria

Foi tudo ótimo, com certeza indicaria a outros viajantes! O aspecto mais positivo da consultoria foi, sem dúvida, a segurança – ainda mais no meu caso, que viajava sozinha! Aliás, minha opinião é que toda mulher deveria viajar sozinha uma vez na vida. É libertador demais!

Gabriella
Campinas/SP
Data da viagem: setembro/outubro 2017

Viagem sozinha pela Europa

Confira aqui mais algumas fotos da viagem da Gabrielle:

____

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita
Guias, transfers, hospedagens e outros serviços para uma viagem tranquila e segura
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas nas atrações turísticas e programe seus bate-volta comprando ingressos e passeios antecipados
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Seguros PromoReal SegurosMondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

___

banners05animado01

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *