Tudo sobre Bruxelas: o que fazer, transporte, alimentação, hospedagem e muito mais dicas

Atualizado por em 05/01/2018

Rogério Milani

A famosa Bruxelas e seu “cheiro” de chocolate e “sabor” de cerveja, é a capital da Bélgica, Flandres e Europa – pelo fato de sediar diversos órgãos internacionais importantes como a OTAN, a Comissão Européia, o Conselho e o Parlamento Europeu. A cidade é linda e charmosa, pitoresca e cosmopolita, e super conectada com as principais capitais europeias, por isso ela acaba sendo incluída nos roteiros de brasileiros que vem ao Velho Continente.

Tudo sobre Bruxelas

Antes de visitar: conhecendo Bruxelas

A capital da Bélgica está sempre se reinventando e tem muito mais a oferecer do que as pessoas imaginam! Comparada com suas vizinhas famosas, Paris e Amsterdã, a linda praça Grand Place é um destaque à parte. Sempre cheia de novos lugares para ficar, bares, restaurantes e uma vida noturna agitada, a bilíngue Bruxelas (aqui se fala francês e flamenco) surpreende. A cidade possui em torno de 90 museus, belos parques, lojas e monumentos, bonita arquitetura e claro, muita história. Turistas são sempre bem-vindos e bem recepcionados pelos moradores locais nesta cosmopolita cidade.

A localização de Bruxelas já era conhecida no século XVII, porém não se sabe ao certo qual é a data de fundação da cidade, que surgiu após a construção de uma capela em uma das ilhas do Rio Sena. Oficialmente foi estabelecida em 979, quando os Condes de Brabante se instalam no monte Coudenberg, que seria a atual Praça Real.

Tudo sobre Bruxelas

Como chegar e se locomover em Bruxelas: dicas de transporte

A STIB – MIVB é a maior companhia de transportes públicos de Bruxelas e providencia serviço de metrô, bondes, trem e ônibus na cidade e nos arredores. Ao total são quatro linhas de metrô (underground), 17 bondes distribuídos em 3 linhas (tram) e 50 linhas de ônibus (+ 11 ônibus noturnos). Veja abaixo como cada um deles funciona.

O metrô – As quatro linhas de metrô são caracterizadas por cores (como em praticamente todas as cidades com esta rede de transporte). Você poderá verificar no mapa abaixo de que estação até qual estação ela vai – se você já aprendeu como este tipo de transporte funciona (veja no Tudo sobre Paris, Tudo sobre Londres e Tudo sobre Roma, por exemplo). Você deverá fazer as trocas e verá que as linhas 1 e 5 se cruzam com a 2 e a 6 em duas estações, e os bondes 3 e 4 ligam Midi com Nord. Normalmente funcionam das 6h da manhã até a meia noite. Já informaremos maiores detalhes sobre tarifas.

– Linha 1 (magenta) vai de Gare de l’Ouest até Weststation para Stockel;
– Linha 5 (amarela) vai de Erasmus até Hermann-Debroux;
– Linha 2 (vermelha) vai de Simonis-Leopold II até Simonis-Elisabeth);
– Linha 6 (azul) vai de Simonis-Elisabeth até Roi Baudouin via Midi.

Tudo sobre Bruxelas

Fonte: http://www.stib-mivb.be/

Os trams (bondes elétricos) – Esse é um dos transportes preferidos dos visitantes pois é diferente dos que temos no Brasil. Eles, muitas vezes, são a maneira mais rápida de se deslocar pela cidade e passar pelos pontos turísticos. Eles tem horário parecido com o metrô (6h da manhã até meia-noite)Ao todo são 17 linhas, mas daremos destaque a algumas delas interessantes para a sua viagem.

Linha 92 e 94 – Ambas as linhas percorrem a parte alta da cidade. A linha 92 parte do norte da estação Schaerbeek e a 94 parte da estação Stade (perto da estação de metrô Heysel). Com estas linhas você pode parar em pontos turísticos como o Parque de Bruxelas, o Palácio Real de Bruxelas, os Museus Reais de Belas Artes, a Igreja Notre Dame du Sablon, o Jardim Botânico, o Palácio de Justiça e a Avenida Luisa.

Linha 51: Chega até Brupark (Atomium e Mini Europe), e é uma boa alternativa à linha 6 do metrô.

Os ônibus – Existem diversas linhas de ônibus na cidade mas a maioria das pessoas diz que, com os metrôs e os trams, não será preciso pegar ônibus em Bruxelas. O que realmente vale a pena são os chamados “Noctis”, que são os ônibus noturnos. Eles são perfeitos para quando não houverem outras alternativas de transporte público e normalmente funcionam sexta e sábado até as 3h da manhã e os preços são os mesmos dos diurnos.

Os trens – São três as estações de trens em Bruxelas: “Gare du Nord”, “Gare Centrale” e “Gare du Midi”. A “Gare Centrale” está situada no centro de Bruxelas a pouca distância da “Grand-Place”. A “Gare Centrale” e a “Gare du Midi” comunicam-se com o metrô. Existem ainda os trens de alta velocidade (consulte o site da companhia) que levam a Paris, Londres, Amsterdã, entre outras cidades.

Baixe aqui o PDF do mapa de transporte de Bruxelas.

Tudo sobre Bruxelas

Como comprar os tickets-cartão para transporte

Os tickets de transporte em Bruxelas não são caros e, antes de explicarmos como funciona, encontramos a necessidade de colocar abaixo o que cada um dos termos relacionados a transporte quer dizer. Assim será mais fácil conseguir entender, não é mesmo?

Preços consultados em Janeiro/2018.

MOBIB – O MOBIB é um cartão pessoal que custa €5 e tem um período de validade de cinco anos no qual você pode recarregar todos os tipos de tarifa (1 ou 10 jornadas, JUMP 24h, 48h, 72h) ou bilhetes de temporada. Ele é pessoal e intransferível.

MOBIB Basic – O MOBIB Basic é um cartão anônimo e recarregável que custa €5 e tem um período de validade de cinco anos e você pode recarregar somente os de tarifa (1 ou 10 jornadas, JUMP 24h, 48h, 72h) e não outros tipos de ticket. É ideal para grupos e organizações pois é anônimo e transferível (qualquer um pode usar).

KIOSK – São as 14 bilheterias localizadas nas mais importantes estações de metrô.

BOOTIK – São seis agências comerciais que você encontrará por toda Bruxelas. Se você é um novo cliente, você pode obter o seu bilhete da primeira temporada nestas agências.

GO Easy – São as famosas máquinas de venda automática de bilhetes e estão presentes em todas as estações de metrô e nas paradas de ônibus e bonde espalhadas pela cidade.

Tipos e preços dos tickets:

Single fare JUMP – 1 ticket : 2,10 €
Return trip JUMP – Ida e volta: 4,20 €
JUMP 24h, 48h, 72h
Duração 24 horas: 7,50 €
Duração 48 horas: 14,00 €
Duração 72 horas: 18,00 €
5 journeys – 5 tickets: 8,00 €
10 journeys Jump – 10 tickets: 14,00 €

Ônibus aeroporto
Single fare & 10 journeys BUS Airport
Para 1 trecho (comprado fora do ônibus ) : 4,50 €
Para 1 trecho (comprado com o motorista) : 6,00 €
Para 10 trechos: 32,00 €

**Essas passagens tem validade de uma hora desde que são validadas pela primeira vez. Nesse tempo, você pode mudar de linhas ou meio de transporte. Todas as passagens que mencionamos são válidas tanto para o metrô quanto para os ônibus e bondes.

Tudo sobre Bruxelas

Como ir dos aeroportos principais até o seu hotel: chegando em Bruxelas e se locomovendo pela cidade

Bruxelas conta com dois aeroportos principais e, como qualquer capital européia, dispõe de alguns meios de transporte para chegar ao centro da cidade.

Aeroporto de Zaventem

É o aeroporto mais popular da Bélgica e podemos dizer que, comparado com a maioria dos aeroportos das grandes capitais europeias, este é um dos mais próximos ao centro da cidade, tendo uma distância de apenas 12 quilômetros.

*Trem: Existe um trem que vai da estação localizada no andar de baixo do aeroporto (Brussels Airport-Zaventem) para a Estação Central (Brussels Centrale) em apenas 18 minutos e custa €12,70. A frequência é de 10 em 10 minutos entre as 5h da manhã e a meia-noite, mas é sempre bom acompanhar no site – aliás, se tiver esta opção poderá economizar comprando os tickets com antecedência (não esqueça de imprimi-los). Entre neste site para consultar horários e comprar os bilhetes.

*Ônibus: Todos os ônibus partem do nível 0 – Plataforma C e o Airport Line leva até o centro da cidade. Existem duas linhas principais, a linha 12 (de segunda a sexta até as 20h e que somente para nas estações principais) e a linha 21 (de segunda a sexta depois das 20h + finais de semana e para em mais estações, sendo que a última é do lado de fora do Royal Palace, 10 minutos caminhando da estação Brussels Centrale). A duração do trajeto é de 30 minutos e eles aconselham que você compre o ticket nas máquinas dentro do aeroporto ao invés de comprar com o motorista, que é mais caro. Acesse este site para maiores detalhes. Existe ainda a companhia de ônibus De Lijn, consulte as opções neste link.

*Táxi: Dependendo da localização do seu hotel, pegar um táxi deste aeroporto pode compensar se for compartilhado ou se os viajantes tiverem bastante mala, visto que a viagem custa em torno de 50€ (claro que depende da empresa). Existem diversas companhias que fazem isto como Directway, Taxi Oficial, Taxi2airport e Modern Car.

Aeroporto de Charleroi

Embora não seja o aeroporto mais próximo de Bruxelas (afastado 55km – mais ou menos 50 minutos do centro da cidade), ele é conhecido pois os voos de companhias aéreas de baixo custo, como a Ryanair, chegam aí.

*Trem: Para chegar à estação de trem de Charleroi Sud (sul) existe um ônibus direto do aeroporto com saída do terminal e leva 18 minutos. Os bilhetes são adquiridos dentro da estação e te levarão até a estação Brussels Centrale. A duração é de uma hora e você pode pedir pelos tickets ”code 814 – Signe Fare” ou “code 815-Return Fare”.

*Ônibus: O método mais fácil e utilizado para chegar ao centro da cidade é de ônibus. A frequência é de 30 em 30 minutos e o trajeto dura uma hora. A última parada é a estação de Brussels-Midi, onde se encontra a estação de trem e metrô em que você poderá se deslocar para qualquer parte da cidade. O valor é de 14 Euros por trecho e você pode comprar o ticket aqui. Abaixo você pode ver os horários de saída e chegada:

– Do aeroporto (Exit 4) até Brussels-Midi (Gare du midi – Rue de France street) – 8h até 00h
– De Brussels-Midi (Gare du midi – Rue de France street) até o aeroporto (Exit 4) – 3h30min até 22h30min

*Táxi: O táxi é, sem dúvida, o meio de transporte mais fácil, especialmente depois de uma viagem cansativa. A única desvantagem é que custa em torno de 100€ e só valerá a pena somente se você compartilhar o serviço – caso contrário, será mais caro que seu próprio voo. Existem diversas companhias que fazem isto como Charleroi Express, Taxi Oficial e o Taxi2airport.

Tudo sobre Bruxelas

Para conhecer os arredores de Bruxelas: bate-volta para Bruges, Gent (ou Gante) e Amsterdã (isso mesmo!)

A Bélgica possui lindos lugares e não cansamos de repetir que uma das melhores coisas para quem viaja na Europa é poder conhecer as cidades vizinhas. Ao redor de Bruxelas, dependendo da quantidade de dias em que você irá ficar, recomendamos a visita a três diferentes cidades. A mais conhecida delas é Bruges, uma cidade medieval e cheia de canais, localizada na região de Flandres, no norte da Bélgica. A outra, que fica praticamente entre Bruxelas e Bruges (a apenas 30 minutos de distância de cada uma), se chama Gent (ou Gante) e é a cidade flamenga com o maior número de edifícios históricos. Cerca de 20% de sua população são estudantes e é uma das cidades mais animadas do norte da Europa. A terceira cidade de nossa escolha fica em outro país. Sabemos que tínhamos muitos lugares para indicar na Bélgica mas também sabemos quantas pessoas gostariam de saber que esse destino está a menos de duas horas de distância dali, de trem. Adivinharam? Amsterdã, na Holanda. Que tal aproveitar a proximidade e conhecer outro país?

Uma dica bem interessante é olhar em sites de excursões como Ticketbar que, especialmente para quem quer ver muito em pouco tempo, vale a pena.

Alugar um carro pode ser recomendado para quem tiver carteira de motorista, já que estas cidades ficam relativamente perto e você pode percorrer um caminho mais longo e visitar mais cidades. Consulte a Rental Cars e a RentCars para ter acesso às melhores opções de veículos e valores, já que elas buscam ofertas em diversas locadoras. E aqui neste link mais informações e super dicas para você se dar muito bem sempre que for alugar um carro!

Bruges

Bruges, localizada a apenas uma hora de trem de Bruxelas, é a fuga romântica clássica e perfeita para quem vai até Bruxelas. Ela possui inúmeros canais sinuosos e elegantes (por isso é chamada de “Veneza do Norte”), além de paisagens maravilhosas, restaurantes gourmet, praças e construções históricas inesquecíveis. Designada pela UNESCO como uma cidade Patrimônio Mundial da Humanidade, você se sentirá em um verdadeiro conto de fadas.

Como ir: Os trens saem de três estações de trem de Bruxelas (Nord, Central, Midi) e são bastante frequentes. Normalmente Bruges é a última parada e, no caminho, o trem para em Gent, a próxima cidade que recomendamos.

O que visitar: Market Square or Grote Markt, Belfry tower, Canal Boat Tour, Historium Bruges, Hansa Quarter e Burg Square.
Quanto tempo: Mais ou menos uma hora de trem partindo de Bruxelas
Recomendamos pelo menos 8h de passeio na cidade
Mais informações: visite o site da cidade.

Tudo sobre Bruxelas

Gante

Segunda maior cidade da Bélgica por número de habitantes, Gante (ou Ghent em inglês) está localizada entre Bruxelas e Bruges e é considerada uma das obras primas do país e um dos lugares mais lindos da Europa. Apesar de inúmeras atrações (listaremos algumas abaixo) um dia é suficiente para “ter alguma ideia” da cidade, que é conhecida por sua forte economia e sua maravilhosa universidade. Animadíssima devido ao enorme número de estudantes (eles chegam a 20% dos habitantes da cidade), passear pelos canais e pelo centro urbano medieval fará você tornar essa viagem ainda mais rica.

Como ir: Existem trens e ônibus de hora em hora e várias estações de saída, entre elas a Estação Central de Bruxelas ou Gare du Midi.

O que visitar: Veldstraat, Igreja Sint-Niklaaskerk (Nicholas Church), Belfort (Belfry of Ghent), Castelo de Gent (Gravensteen ou Castle of the Counts).
Quanto tempo: Mais ou menos 30 minutos partindo de Bruxelas.
Mais informações: visite o site da cidade.

Tudo sobre Bruxelas

Amsterdã

Decidimos incluir a capital da Holanda nas sugestões de viagem bate-e-volta pois sabemos que muita gente gosta de visitar uma ou mais capitais enquanto está passeando pela Europa e Amsterdã está perto de Bruxelas. A incrível cidade das bicicletas possui um charme indiscutível e inúmeros canais que vão muito além da sua intensa vida noturna. Temos um post exclusivo sobre Amsterdã, caso queira saber todos os detalhes e dicas.

Como ir: Existem trens e ônibus de hora em hora e várias estações de saída, entre elas a Estação Central de Bruxelas ou Gare du Midi. O trem mais barato é da empresa NS e demora um pouco mais, já a Thalys, um pouco mais cara, faz a ligação em menos de duas horas. Entre nos sites para ver os horários e preços. Se decidir ir de ônibus levará entre três e quatro horas e a empresa se chama Eurolines.

O que visitar: Praça Dam, Casa da Anne Frank, Begijnhof, Nieuwmarkt, edifício Waag, Red District, Rijksmuseum, Museu Van Gogh, Heineken Experience entre outros.
Quanto tempo: De duas a quatro horas.
Mais informações: visite o site da cidade.

Para cotações e compras de tickets de trem num único site e em português, confira o site da nossa parceira Rail Europe.

Tudo sobre Bruxelas

Outra ótima dica de bate-e-volta a partir de Bruxelas é para o museu totalmente dedicado ao artista Hergé, o criador de Tintin. Fizemos este passeio e te contamos tudo num post especial sobre o assunto

Seguro viagem obrigatório na Europa

Ficou com vontade de conhecer a Bélgica? Se você viajar pra lá, precisa obrigatoriamente contratar o serviço de seguro viagem! Se você nunca ouviu falar sobre isso e quer saber mais, leia este post sobre o seguro viagem e todas as dicas para contratar este serviço.

Viaje tranquilo com seu seguro viagem Seguros PromoReal Seguros, Mondial Assistance ou World Nomads.

Onde ficar em Bruxelas: dicas de acomodação

Qual é a melhor área para ficar em Bruxelas? A capital da Bélgica é uma cidade grande, dividida em 19 distritos, e como qualquer outra grande cidade da Europa, tem opções de acomodação para todos os gostos e bolsos que vão das mais econômicas até as mais caras. O centro da cidade (chamado de “Petite Ceinture”) possui um custo mais alto, porém, é ali que se concentram a maioria dos pontos turísticos da cidade, na zona central ao redor do Grand Place ou Grote Markt.

Existem outras opções bem interessantes na região de Ixelles/Elsene, no Distrito Europeu, Saint-Josse-ten-Noode, Anderlecht, Avenue Louise e até mesmo aos arredores da Estação de Trem Midi (Bruxelles Midi ou Brussels Zuid). Veja nossas sugestões abaixo.

Opção econômica

Sleep Well Youth Hostel – Super bem localizado no centro histórico de Bruxelas, fica a dez minutinhos de caminhada da Grand Place e da estátua Manneken Pis. Este albergue ecológico oferece Wi-Fi gratuito, bar e terraço pra curtir seu descanso no fim do dia e, de quebra, fazer amigos de todas as partes do mundo. Os quartos e dormitórios práticos tem banheiro privativo e o hostel ainda serve café da manhã de cortesia para começar o dia. Ali, você também poderá alugar uma bicicleta para explorar a cidade.

2GO4 Quality Hostel Brussels Grand Place – Este hostel simpático tem quartos simples com banheiro privativo e cozinha de uso comum e ainda oferece bebidas quentes gratuitas (café, chá e sopa) durante todo o dia. A Grand Place (praça central) fica a poucos passos do 2GO4 Quality Hostel Brussels Grand Place e a Casa do Rei está a poucos passos da propriedade.

Tudo sobre Bruxelas

Opção tradicional/preço médio

ibis Hotel Brussels off Grand’Place – Um hotel bom e padrão ibis para quem não quer surpresas – fica a poucos metros da Grand Place e da Estátua Manneken Pis, no centro histórico de Bruxelas. A Estação de Trem Central de Bruxelas e o bairro comercial Rue Neuve estão a menos de cinco minutos a pé, ou seja, uma ótima opção para turistar por Bruxelas!

Bedford Hotel & Congress Centre – Também fica no centro histórico de Bruxelas. O Bedford Hotel é um hotel boutique bem confortável, com quartos espaçosos e ótimo serviço que serve um buffet de café da manhã americano todas as manhãs.

easyHotel Brussels City Centre – O EasyHotel é uma daquelas hospedagens com padrão business e é uma boa opção para quem não quer gastar muito e, mesmo assim, quer ficar num bom hotel. Mas não espere luxo. Algumas unidades oferecem vista do jardim ou da cidade e todos os quartos incluem banheiro privativo com chuveiro e ótimo isolamento acústico. A Rue Neuve fica a 50 metros do easyHotel Brussels City Centre, enquanto a Grand Place (praça central) está a 400 metros da propriedade.

Maxhotel – O Maxhotel é um hotel conceitual com móveis de design, em uma das avenidas centrais de Bruxelas. Tem um moderno lounge com comida e bebida self-service 24 horas por dia, todos os dias, com itens de confeitaria dinamarqueses gratuitos a partir das 7h. Os quartos tem design minimalista e camas de luxo, bem elogiadas nas avaliações do Booking. Os quiosques de check-in e check-out podem ser usados para entrar e sair do hotel rapidamente. E fica a poucos metros da da Estação de Metrô Rogier e do Shopping Center City2.

Hotel Esperance – Um hotel Art Déco situado no centro de Bruxelas, também próximo ao Shopping Center City2 e à Rue Neuve, e a dez minutos a pé da Grand Place. Os quartos e banheiros são espaçosos e alguns tem banheira de hidromassagem. Um pequeno buffet de café da manhã é servido diariamente na taverna do Esperance e, se quiser, você também pode desfrutar de refeições leves para almoço e jantar lá. Além disso, o hotel oferece segways (biciclo motorizado) para alugar.

Tudo sobre Bruxelas

ibis Hotel Brussels Centre Ste Catherine – Como todo hotel da rede ibis, tem uma boa relação custo-benefício para quem busca hospedagem de padrão médio. Os quartos são simples mas modernos e tem todas as comodidades importantes para turistas: ar condicionado, banheiros privativos e Wi-Fi. E é bem localizado: a icônica estátua Manneken Pis fica a dez minutos a pé do hotel e a Estação de Metrô De Brouckere fica a menos de 250 metros do Ibis pra você turistar bastante sem cansar muito na hora de voltar.

Boutique Hotel Saint-Géry – Este é um excelente hotel boutique no centro de Bruxelas, situado em uma mansão clássica bem do ladinho da Praça central. Os quartos são modernos e bem decorados, o serviço é super cordial e a nota alta no Booking não nega: esta é uma excelente opção de hospedagem em Bruxelas ao se fazer a relação custo-benefício.  E, no andar de baixo do hotel, você encontra o bar de jazz De Belmonte, que oferece música ao vivo com tapas (petiscos) quentes.

Hotel Saint Nicolas – Sabe aqueles hotéis em que é tudo novinho e dá até gosto de se hospedar? O Saint Nicolas é assim e fica bem no centro de Bruxelas, a três minutos a pé da Grand Place. O hotel serve buffet de café da manhã diário. E, para quem quiser mais espaço, estúdios completos também estão disponíveis nos anexos ao lado. E, pra conhecer Bruxelas de um jeito diferente, eles oferecem aluguel de bicicletas. Demais, né?

Novotel Brussels City Centre – Fica no animado bairro de Saint Catherine, a 200 metros da Estação de Metrô De Brouckère. Os quartos são modernos e bem decorados e o hotel ainda tem um centro de spa no local com academia e serviço de quarto 24 horas. O espaço ainda inclui uma piscina de hidromassagem coberta, hammam (banho turco) e área de relaxamento. O sinal de Wi-Fi é elogiado e cada quarto tem uma mesa de trabalho, para quem precisar ficar em contato com o escritório.

Motel One Brussels – Super bem localizado, fica no coração de Bruxelas, a 10 minutos a pé da Grand Place (praça central), da estátua Manneken Pis, do bairro comercial Rue Neuve e da Estação de Trem Bruxelas-Central. O hotel é bem avaliado no Booking e os clientes costumam elogiar os quartos, o serviço e o sinal de Wi-Fi gratuito. E ainda oferece café da manhã pra os hóspedes!

Tudo sobre Bruxelas

Opção alto padrão

All In One – Um hotel bacana e chique para quem curte socializar – o All In One tem um lindo terraço, lounge compartilhado e refeições no local, bem como Wi-Fi gratuito para os hóspedes. A propriedade fica a cerca de três minutos a pé da Praça Rogier e a dez minutos a pé da Casa do Rei. Os quartos tem varanda térrea com uma bela vista da cidade e incluem máquina de café, banheiro privativo com banheira e alguns contam com uma cozinha.

Hotel Le Dixseptième – Características históricas, decoração luxuosa e instalações modernas são combinadas no Hotel le Dixseptieme, no centro de Bruxelas. A propriedade fica a alguns metros da Grand Place, na área classificada como Patrimônio Mundial da UNESCO. Os quartos tem ar-condicionado, TV de tela plana e frigobar. Alguns quartos estão situados em uma ala moderna do hotel. Você pode usufruir do Wi-Fi gratuito durante a sua estadia.

Art de Sejour – B&B – Situado em uma villa tradicional do século XIX no centro histórico de Bruxelas, o Art de Séjour  também é super bem localizado, pertinho da praça central, a Grand Place. Aqui, não se aceitam hóspedes fumantes e os quartos são super modernos e tem ar-condicionado e comodidades para fazer café da manhã. E a comodidade vai mais além: todos os quartos incluem um computador e Wi-Fi gratuito. Para quem quiser, o café da manhã é servido diariamente no local, que ainda tem diversos restaurantes e cafeterias por perto!

Se você ainda não encontrou um hostel ou hotel pra chamar de seu em Bruxelas, confira aqui as dicas de hospedagem na Bélgica avaliadas pelos clientes do roteiros personalizados do blog!

Onde comer em Bruxelas: dicas de alimentação

Sabemos que 90% das pessoas que viajam para um país diferente querem provar as famosas “comidas típicas”. Sempre antes de dar nossas dicas de lugares imperdíveis para comer nós falamos um pouco do que você não pode perder. Bom, sabemos que a Bélgica cheira a chocolate, e a waffle (hmmmm!) mas sabemos também que muitos vão ao país para provar quantos sabores de cerveja diferentes conseguirem. Sim, a Bélgica é um país pequeno mas conhecidíssimo na gastronomia mundial por suas delícias culinárias.

Salgados

*Batatas fritas – Se você já foi para Amsterdã, certamente achará que a Batata frita foi inventada na Holanda, mas na verdade ela foi inventada na Bélgica. Elas são vendidas como snacks na rua, enroladas em papel e você pode comprar em friteries, ou restaurantes. Se estiver passeando pelo Grand Place, experimente a famosa Friterie Tabora. As fritas são servidas com outro prato típico, os Mexilhões (mosselen/moules). Tem ainda o Stoverij, um picadinho mais grosso no molho de cerveja escura e o Waterzooi (prato típico de Gent) com galinha e legumes no creme de leite.

Tudo sobre Bruxelas

Bebidas

*Cerveja, Cerveja e Cerveja! São mais de 180 cervejarias espalhadas pelo país. Ir pra Bélgica e não beber suas cervejas fabulosas é uma heresia! Para quem curte a bebida, uma ótima dica é fazer uma viagem de Bruxelas a Bruges num roteiro com diversas atrações e ótimas cervejas trapistas na Bélgica para beber a melhor cerveja do mundo, a Westvleteren 12! Fiz esta viagem e digo: vale MUITO a pena – pegue todas as dicas aqui!

Outro lugar imperdível para quem curte cerveja é o fabuloso Delirium Cafe – ele é tão famoso que tem franquias no mundo todo, até mesmo no Brasil! Não espere um lugar silencioso, é um dos bares mais movimentados da cidade e um ótimo lugar pra experimentar cervejas diferentes! Deixo só essa foto da carta de cervejas do local, com preços de chorar de tão baratos para cervejas de tamanha qualidade! E a carta tem mais de 1.000 cervejas!

Tudo sobre Bruxelas

Carta da Delirium

Doces

*Chocolate – Pralines, nozes, trufas, chocolate negro, branco, ao leite… Delicie-se caminhando pelas maravilhosas lojas de chocolate caseiro espalhadas pela cidade e provando um pouco de um dos melhores chocolates do mundo.

* Waffles – Você pode comer puro ou com alguns toppings como chocolate, frutas, caramelo ou somente açúcar confeiteiro, o Waffle é sempre uma boa opção. Existem dois tipos: o waffle de Bruxelas (Gaufre de Bruxelles) com massa esponjosa e exterior crocante e o waffle de Liège (Gaufre liégeoise) com forma irregular e pedaços de açúcar sólidos. Escolha o seu.

Tudo sobre Bruxelas

Restaurantes em Bruxelas

Less Filles a Maman! – Bom serviço, ótimas cervejas e lugar bem simpático! Muita gente diz que, ali, se come o melhor hamburguer de Bruxelas – e, como está sempre cheio, reservar uma mesa é uma boa pedida!

Toukoul – Restaurante etíope que abre somente à noite e serve comida muito boa! Para provar a culinária exótica, a pedida é um prato grande com uma variedade de comidas, e uma espécie de pão tipo panqueca. Todo mundo prova de tudo, come com a mão e as cervejas são espetaculares! Tudo isso num ambiente especial com decoração espetacular. Os funcionários são super simpáticos, atendimento 5 estrelas e o chá depois da refeição também é imperdível. Entre no site deles e reserve sua mesa antes de ir – ele está sempre lotado!

Paul – A famosa padaria tem filiais por toda a Europa e é um ótimo lugar pra comprar pães e lanches para uma refeição boa e barata de café da manhã ou jantar no hotel. Lá, você acha também sanduíches e tortas deliciosas. E, na hora do almoço, você pode comer o combo salada, bebida e sobremesa por 15 euros, ou uma torta salgada+salada/bebida/sobremesa por 13,50 euros. Super barato e gostoso!

Tudo sobre Bruxelas

Le Wine Bar des Marolles – Ótima carta de vinhos, excelente atendimento e comida muito boa (francesa e belga). O local é ideal para um jantar calmo e romântico, tem um ambiente aconchegante e requintado! De entrada, peça o tutano (é imperdível) e, de sobremesa, vá de suflê de chocolate (inesquecível!).

Bia Mara – Para comer frutos do mar é o lugar ideal! O restaurante é pequeno (chegue cedo!) e as pessoas costumam fazer refeições rápidas por ali, portanto, vale esperar uma mesa vagar. O peixe é delicioso, sempre fresco, as batatas são famosas e o molho tártaro também!

Noordzee Mer du Nord – Sabe aqueles restaurantes democráticos, que abrigam executivos e estudantes com a mesma naturalidade? Não espere mesas e garçons, a excelente comida é servida num balcão em plena praça Santa Catarina. Ali, você encontra frutos do mar sempre fresquinhos – as moules (mexilhões) são uma especialidade e o bife de atum é outra especialidade da casa! Não dá pra perder!

Tudo sobre Bruxelas

Bruxelas imperdível: 10 dicas que todo viajante tem que saber

1. Suba no famoso Atomium de Bruxelas para contemplar a vista lá de cima (estrutura de mais de 100 metros de altura).
2. Passe um tempo admirando os prédios de maior esplendor da cidade no Grand Place (ou Groet Markt, em holandês).
3. Se tiver oportunidade de estar na cidade em agosto, é na Grand Place que acontece, a cada dois anos, a criação do espetacular tapete florido feito de begônias coloridas. Um charme!
4. Se você é fã de histórias em quadrinhos, faça um tour para ver os murais com cenas dos desenhos em quadrinhos nas paredes dos prédios. Confira a nossa dica de passeio para os aficcionados por HQ em Bruxelas!
5. Escolha a estação do ano de sua preferência e lembre-se que entre novembro e março faz de 0ºC e 6ºC e de abril a outubro, 13ºC e 21ºC.
6. Se você é fã de política, visite o Quarteirão Europeu (Le Quartier Européen): Parlamento Europeu (Parlement Européen), Praça de Luxemburgo (Place du Luxembourg), Comissão Européia (Comission Européen) e Parque do Centenário (Parc du Cinquantenaire).
7. Sente em um dos deliciosos bares e se delicie com as cervejas belgas, uma boa opção é o famoso Bier Circus (Rue de l’Enseignement 57, 1000 Brussels).
8. Encontre a famosa estátua do Manekin fazendo xixi (perto da Grand Place).
9. Leve tênis confortável. Como em qualquer capital da Europa, você irá caminhar bastante!
10. Separe um dia para visitar Bruges ou Gent, é do ladinho e simplesmente imperdível.

Tudo sobre Bruxelas

O que fazer e onde turistar em Bruxelas: duas dicas de passeios diferentes

Foi um pouco difícil organizar os melhores pontos turísticos de Bruxelas em um roteiro de dois dias pois existe um enorme número de lugares legais para conhecer e não conseguimos colocar tudo em um único mapa. Sabemos que a maioria das pessoas reserva somente um dia para Bruxelas e outro para uma cidade vizinha, então o que a gente fez foi dividir os roteiros em dois dias e colocar algumas opções que estão perto uma da outra na mesma letra. Sendo assim, você poderá visitar as sugestões na área!

DIA 1 – Um dia de pontos turísticos na Bruxelas central incluindo Gran Place, Manneken Pis, zona de museus e zona política (European Quarter e Leopold Quarter).

A – Manneken Pis – Manneken Pis (“garoto a urinar”, em tradução livre) é um pequeno monumento (61cm) super conhecido e nada mais é do que uma pequena fonte em bronze de um menino urinando em uma bacia que passa o ano vestido com diferentes roupas. Dizem que a estátua, colocada ali em 1619, reflete a necessidade genuína de água fresca potável naquela área, mas a inspiração ainda é meio desconhecida. Se você é brasileiro se identificará com o símbolo do time de futebol do Botafogo, o “manequinho”. Ali do lado do Manneken Pis está o Tintin Comic Mural (Rue de l’Etuve 37), perfeito para os fãs das histórias em quadrinhos, que irão descobrir os murais coloridíssimos espalhados pela cidade. Existem inclusive tours especiais sobre isto.

B – Gran Place – A famosa praça, uma das mais lindas da Europa, é parada obrigatória e Patrimônio Mundial da Unesco. A incrível arquitetura deixará você de boca aberta e os inúmeros restaurantes, pubs e lojas de chocolate da área despertarão o seu interesse. De dia ou de noite, os edifícios são absolutamente lindos. Não esqueça da nossa dica de ver o tapete de flores que se instala na praça de dois em dois anos, no mês de agosto. Aproveite para olhar os incríveis prédios desta praça medieval, como o Town Hall (Hotel de Ville) – Câmara Municipal gótica e que ainda é utilizada para eventos e sede do prefeito de Bruxelas, a Casa do Rei (Maison du Roi), a Casa dos Duques de Brabant, o Piegon (residência de Vitor Hugo) e a Casa da Guilda (Le Renard, uma espécie de sindicato).

Outros Pis – Ali na área visite também a C – Zinneke Pis que é a estátua do cão que urina, no cruzamento da Rue des Chartreux com a Rue Saint-Christophe e a Jeanneke Pis (ao lado do restaurante Chez León), a interpretação feminina do Manneken Pis.

D – The Bourse (Stock Exchange) – De inspiração neoclássica, a bolsa de valores foi construída em 1873 e Rodin colaborou na decoração exterior do edifício como funcionário da Carrier-Belleuse na época.

E – Les Galeries Royales Saint Hubert – As primeiras galerias europeias são tão famosas quanto a Vittorio Emanuele II em Milão e são o símbolo máximo do comércio em Bruxelas.

F – Cathedrale des Sts Michel et Gudule – Esta igreja católica romana foi construída no século IX, dedicada à São Miguel e fica localizada no Monte Treurenberg. É a sede da diocese católica romana de Malines-Bruxelas, além de ser a igreja nacional da Bélgica – é aqui que ocorrem casamentos reais e funerais.

G – Mont des Arts – Como falamos anteriormente, este belíssimo espaço possui um grande e belo jardim como símbolo principal. Ao redor dali estão vários lugares que podem ser visitados a pé com alguns minutos de distância um do outro como o Palaix des Beaux-Arts, Musical instruments Museum (incrível e que abriga diferentes e exóticos instrumentos de corda, pianos, flautas e muitos outros, alguns bem antigos), Royal Museums of Fine Arts of Belgium, Magritte Museum, Belvue Museum e Belgian Royal Film Archive, entre outros, que preservam boa parte da cultura e história do país. Ali pertinho tem ainda a Bibliothèque Royale de Belgique que também vale a visita.

H- Royal Palace of Brussels – Destruído totalmente pelo fogo em 1731, o Palácio Real de Bruxelas, localizado em frente ao enorme Parc de Bruxelles, é parte da monarquia constitucional da Bélgica e serve como palácio oficial onde o rei acolhe os chefes de estado-governo e realiza eventos.

I- Leopold Quarter – Facilmente confundido com o European Quarter, pois ambos abrigam instituições da União Europeia e organizações políticas. Como era de se esperar, ambos são muito internacionais com pelo menos 60.000 habitantes trabalhando provenientes dos 28 estados membros da União Europeia. O European Quarter (Bairro Europeu) inclui todos os bairros onde a maioria das instituições pan-europeias são estabelecidas abrangendo Ixelles-Elsene e Etterbeek. Visite o Parlement Europeen e o Parc Leopold.

J- Parc du Cinquantenaire – A esplêndida estrutura histórica espalhada por uma área de 90 acres possui também o seu Arco do Triunfo (Triumphal Arch) e é um lugar imperdível na cidade.

DIA 2 – Um passeio pelo Atomium, Mini Europe, Kinepolis e Parc de Laeken.

A- Atomium – Quem nunca viu uma foto dessa enorme “molécula” de ferro daonde se pode ter uma vista maravilhosa da cidade de Bruxelas do alto? Pois é, assim como a Torre Eiffel em Paris, o Atomium foi construído para uma grande Exposição (de 1958) e nada mais é do que uma rede de átomos ampliada em 165 milhões de vezes. Incrível né?

B – Mini Europe – Localizada a poucos minutos do Atomium, a Mini Europe é, assim como o nome já diz, reprodução de monumentos da União Europeia em tamanho miniatura e está localizado dentro do parque Bruparck.

C – Kinepolis – Primeiro Multiplex do mundo (complexo de cinema com várias telas dentro de um único complexo), abriga 25 telas de cinema.

D – Parc de Laeken – Este enorme parque localizado perto do Atomium possui diversas atrações como lindas árvores de Magnólia, jardins japoneses entre outros. Para quem gosta de natureza é uma excelente pedida, incluindo o passeio na E – Serres Royales De Laeken.

F – Chateau de Laeken – Principal residência dos reis da Bélgica.

Aproveite o resto do dia para se deliciar com as maravilhosas comidas e bebidas belgas e visitar o que você não conseguiu no dia anterior.

Ingressos para as atrações turísticas de Bruxelas e também passes turísticos podem ser adquiridos com nosso parceiro Ticketbar.

Tudo sobre Bruxelas

Cartão de turismo e compra de ingressos

1) Brussels Card

Este cartão é para quem está procurando facilidades e descontos durante a sua viagem e, como qualquer outro cartão das capitais europeiias, você poderá escolher seu tempo de duração – 24, 48 ou 72 horas.

Vantagens:

– Entrada gratuita em mais de 39 museus de Bruxelas.
– Descontos em atrações turísticas (Atomium, Mini Europa), tours guiados (Beer and Chocolate Tour), restaurantes, bares e clubes.
– Mapa ilustrado de informações (100 páginas, em 3 línguas) e mapa de museus gratuitos.

Aqui neste site você possui maiores informações de preço e pode comprar online.

Dependendo do tipo de viagem que você quer fazer, você pode adquirir este cartão com um complemento de transporte. São eles:

2) Brussels Card incluindo o transporte público (Brussels Card + STIB – Public Transport)

SOMENTE com este cartão você poderá utilizar todos os ônibus STIB, bondes ou linhas de metrô por 24, 48 ou 72 horas na Região de Bruxelas. A maioria das linhas opera entre as 6h e a meia-noite. O seu bilhete também o permite andar nos ônibus noturnos Noctis (até 3 da manhã apenas nos fins de semana) e nas linhas 12 e 21 do aeroporto.

3) Brussels Card incluindo o ônibus de turismo (Brussels Card + Hop on Hop off)

Sabe aqueles conhecidos ônibus de turismo que param em diversos pontos turísticos da cidade e você pode descer e subir quantas vezes quiser? Pois é, você pode incluí-lo, basta apresentar toda vez na entrada do ônibus. Consulte o site para ver o itinerário. A grande vantagem? Poder escutar as explicações no seu próprio idioma.

Ingressos para as atrações turísticas de Bruxelas e também passes turísticos podem ser adquiridos com nosso parceiro Ticketbar.

Bruxelas: contatos e números de emergência

Medical Service (Service médical d’urgence / Medische spoeddienst) – 100
Police (Police Fédérale / Federale politie) –101
Cruz Vermelha – 105
Fire Service (Pompiers / Medische spoeddienst) – 100
Pan-European – número de qualquer emergência em qualquer cidade europeia
(ligações são de graça desde qualquer telefone celular ou linha fixa) – 112
Community Help Service Helpline – Ajuda a comunidade, assistência 24 horas. Serviço em inglês – 02 6484014

Consulado Geral do Brasil em Bruxelas – Conta com serviços de emergência 24 horas por dia para detenções, recusas de entrada, falecimentos.
Endereço: Rue du Trône, 108 – 1050 – Ixelles – Bruxelas, Bélgica
Telefone: (32 2) 626 28 91
E-mail: [email protected]
Atendimento ao público – De segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 13h.

Embaixada do Brasil em Bruxelas
Endereço: Avenue Louise 350
Telefone: +32 2 640 20 15

Este artigo foi escrito por Roberta Weber Calabró e Rogério Milani – Parceria Steps To Fly Viajando bem e barato.

_____

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita na Europa

Guias, transfers, hospedagens e outros serviços para uma viagem tranquila e segura
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas nas atrações turísticas e programe seus bate-volta comprando ingressos e passeios antecipados
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Seguros PromoReal SegurosMondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

___

banners05animado01

 

Tags

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *