Viagem pela França, Inglaterra, Bélgica, Itália e Holanda: o roteiro de Eline e Vanusso

Atualizado por em 29/05/2018

Rogério Milani

Preparamos o super roteiro de viagem pela França, Inglaterra, Bélgica, Itália e Holanda do casal Eline e Vanusso, que estiveram lá em abril desse ano! Saiba mais sobre essa eurotrip e programe a sua com as dicas deles!

Viagem pela França, Inglaterra, Bélgica, Itália e Holanda

Viagem pela França, Inglaterra, Bélgica, Itália e Holanda: o roteiro

O roteiro para nossa viagem pela França, Inglaterra, Bélgica, Itália e Holanda preparado pelo Rogério para nossa viagem ficou ótimo! Ele dividiu o tempo nas cidades da seguinte forma:

Ficamos três dias em Milão. Para conhecer os principais pontos turísticos talvez dois dias sejam suficientes, mas esse tempo a mais foi bom porque aproveitamos tudo com tranquilidade e sem correria.

Os dois dias em Veneza foram ótimos, pegamos o vaporetto e tivemos uma visão geral da cidade e também andamos bastante a pé. Chegamos no domingo e a cidade estava lotada mas, na segunda-feira, já estava tudo bem mais tranquilo por lá. Como gosto mais de tranquilidade, eu não iria mais num fim de semana. Mas mesmo assim curtimos bem!

Viagem pela França, Inglaterra, Bélgica e Holanda

Amsterdã foi perfeita, com certeza foi a cidade em que mais gostamos de estar. Super tranquila e organizada. Para conhecer ali, considero que os três dias que tivemos foram ótimos. Num dos dias, fomos ao jardim das tulipas em Lisse – chegamos na cidade no meio da tarde e ainda deu para turistar um pouco. Se houvesse mais tempo, entraríamos em mais algum museu mas, para aproveitar as belezas da cidade, foi o suficiente.

Bruxelas conhecemos em um dia e acredito que o tempo foi suficiente para visitar os pontos turísticos, que não são tantos assim. É uma cidade bonita. Acredito que um dia em Bruges também foi suficiente para andar bastante e conhecer bem a cidade.

E, por fim, passamos cinco dias em Londres que foram muito bem aproveitados – mas sem correrias. Andamos em muitos bairros e nos lugares relacionados à monarquia, que foram os que mais gostei (os palácios, Windsor, Torre de Londres…)

Como nosso retorno ao Brasil foi por Paris, aumentamos um pouco o deslocamento – de Bruxelas fomos à Londres e depois voltamos à Paris, que fica bem próximo de Bruxelas. A passagem de volta por Paris estava mais barata e valeu a pena!

Viagem pela França, Inglaterra, Bélgica e Holanda

Os voos

Graças a Deus nada deu errado nos nossos voos. Todos aconteceram no horário marcado e sem intercorrências.

Os voos intercontinentais foram de LATAM e, entre Veneza e Amsterdã, usamos a companhia lowcost Easyjet. Gostamos muito das duas companhias, não temos nada a reclamar. E as bagagens chegaram em perfeito estado!

As viagens de trem

Em nossa eurotrip, fizemos cinco viagens de trem: Milão-Veneza, Amsterdã-Bruxelas, Bruxelas-Bruges, Bruxelas-Londres e Londres-Paris. Foram todas maravilhosas! Os trens são pontuais, rápidos e confortáveis. Nem sempre era fácil se localizar nas estações centrais, mas as pessoas foram prestativas quando pedíamos informações – e olha que nosso inglês nem é tão bom!

Se você quiser fazer como a gente e viajar de trem pela Europa, pode comprar sua passagem antecipadamente por este serviço, indicado pelo blog.

Viagem pela França, Inglaterra, Bélgica e Holanda

As hospedagens

Nossa experiência com hospedagem foi a seguinte: foi melhor ficar bem localizado, mesmo que a qualidade não fosse muito boa! Os lugares em que ficamos nos davam muitas possibilidades de andar a pé e gostamos muito disso. Os banheiros eram bem pequenos, mas dava para suportar. Na verdade não achei o preço muito barato dado as condições dos lugares, mas as camas eram boas e isso o que importava no final de um dia caminhando!

O Hotel San Biagio foi nossa escolha em Milão – o hotel é de um casal de brasileiros que são muito simpáticos e nos deram dicas da cidade. Além de bem localizado, ele também fica bem próximo da avenida Buenos Aires, que é uma rua bem cheia de lojas legais!

No restante dos nossos destinos, nos hospedamos pelo Airbnb e, em Bruxelas, na casa de um amigo. Em Londres, ficamos bem próximos à estação de metrô Earl’s Court, muito bem localizada. Em Paris ficamos no 2 Arrodisement e o apartamento também era muito bem localizado. Confira aqui as sugestões de hospedagem do Rogério para nossos destinos:

Em Veneza, o Rogério nos sugeriu o Ca Loredan, que tem localização super central e é ideal para fazer tudo a pé em Veneza, além de proporcionar deslocamento possível a pé entre a estação Santa Lucia e a hospedagem, e vice-versa. Outra sugestão dele foi o Tritone, um ótimo hotel e preço padrão fica no continente, na cidade chamada Mestre, perto da estação Venezia Mestre. Fácil para ir e vir ao centro de Veneza com ônibus num trajeto de 15 minutos e também para chegar e ir ao aeroporto.

Para Londres, o blogueiro sugeriu o LSE Carr-Saunders Hall, um hotel bem central, perfeito para fazer vários passeios a pé ou usar facilmente o transporte público, com quarto privativo e banheiro compartilhado. A segunda sugestão foi o Surtees Hotel, também super bem localizado e a cinco minutos da estação Victoria – e alguns quartos tem banheiro privativo, caso você prefira. Para ler outras dicas de hospedagem em Londres, clica aqui!

Em Paris, o Rogério sugeriu pra gente o Tiquetonne, um hotel super central e ideal para fazer bastante passeios a pé por Paris. A outra dica dele foi o Un Hôtel à Bastille, que também fica no centro e oferece um bom café da manhã e um bar e terraço para curtir as noites mais quentes! Quer encontrar outras boas dicas de onde ficar em Paris? Confira o post completo que temos com indicações dos clientes da consultoria!

Para Bruxelas, o blogueiro também nos sugeriu duas hospedagens bem centrais, o Aris Grand Place, que tem ótima relação custo-benefício e é perfeito para usar o transporte público para passear por Bruxelas, e o Madeleine, que também fica na Grand Place e é um pouco mais barato que o primeiro. Aqui você encontra outras boas dicas de hospedagem por lá.

E, por fim, em Amsterdã, ele sugeriu o ClinkNoord Hotel, que fica de frente para o centro de Amsterdã, no outro lado do canal, e ainda oferece transporte gratuito de balsa para ir e vir ao hostel/centro. Outra boa opção pode ser o XO Hotels Couture, que fica mais afastado do centro, mas ainda assim é fácil e rápido para ir e vir com transporte público. Confira outras dicas de hospedagem em Amsterdã neste post.

Como chegamos aos locais de hospedagem

Usamos transporte público em todas as cidades. Achamos que dá pra se virar bem na Europa usando o transporte público para chegar aos hoteis, mesmo carregando uma mala.

Cartões de transporte e turismo

Utilizamos o Oyster Card em Londres e valeu muito a pena. Se você tem dúvidas sobre como usar o Oyster, este post certamente te ajudará. Em Londres, andamos bastante de metrô e ônibus. Em Amsterdã e Bruxelas, compramos o passe de 24h e também compensou. Em Paris, compramos o carnê de 10 tickets, que sai mais barato que comprar individual.

Em relação aos cartões de turismo, compramos o London Pass de três dias. Por causa dele incluímos alguns passeios que não estavam no nosso primeiro plano de turismo em Londres, como a visita ao estádio de Wembley e o navio de guerra HM Belfast – dois passeios que gostamos muito.

Viagem pela França, Inglaterra, Bélgica e Holanda

Ingressos antecipados

Compramos antecipadamente o ticket para subir ao topo da Torre Eiffel e a entrada no Palácio de Versailles. A subida da torre é disputada e tem horários marcados, então acho que valeu a pena sim. A entrada no palácio também nos fez evitar mais uma enorme fila.

Ingressos de atrações turísticas podem ser comprados diretamente no site de cada atração ou então todos em um único lugar, em português e uma única compra.

Os procedimentos de imigração

Chegamos à Londres pelo trem Eurostar vindo de Bruxelas e foi muito tranquilo. A pessoa que nos atendeu nos perguntou quanto tempo íamos ficar, onde nos hospedaríamos, se iríamos visitar outras cidades e quando seria nosso retorno ao Brasil. Também perguntou qual nosso trabalho mas não pediu comprovação de nada. Estávamos com tudo impresso na mochila mas nem precisamos pegar.

Seguro de viagem obrigatório

Não precisamos usar o seguro, mas contratamos por ser obrigatório. Se você está pensando em viajar pra Europa, confira este post sobre o seguro viagem, sua obrigatoriedade e dicas.

Viagem pela França, Inglaterra, Bélgica e Holanda

O clima durante a viagem

Agradável, pegamos até alguns dias de sol no final da viagem. Fazia um pouco de frio principalmente pela manhã, mas um casaco e um cachecol eram bem suficientes pra espantar o friozinho. Meu esposo usava só um casaco. A temperatura mínima que pegamos foi de 8 graus à noite, mas já na hora de ir pra hospedagem, então deu para aguentar.

Internet e telefonia

Compramos um chip local em Milão da empresa Wind que tinha sinal em toda a Europa e só usamos internet. Veio com 20GB e custou 25 €. Teve internet suficiente para toda a viagem.

Viagem pela França, Inglaterra, Bélgica e Holanda

Comunicação em língua estrangeira

Meu esposo é um pouco fluente no inglês e eu consigo me comunicar, mas nenhum de nós consegue conversar muito. Estudei um pouco de francês alguns meses antes da viagem e isso me ajudou muito, até mesmo para escolher o que comer, pois nem todos os restaurantes tinham menus em inglês. Muitas vezes sentimos falta do inglês, principalmente nos passeios que não tinham áudio guia. Recomendo à quem vai viajar sem guia turístico a estudar bastante inglês, não dá para enrolar. Nas estações e aeroportos, sempre é bom ter noção para entender os avisos.

Avaliação da consultoria

A consultoria cumpriu com o que contratamos, e as informações que o blogueiro passa sobre o que fazer em cada cidade foram ótimas, praticamente baseamos tudo por elas. Valeu a pena cada centavo e os pés cansados de tanto caminhar! Além dos lugares bonitos, gostamos de conhecer a cultura e estilo de vida das pessoas de cada local.

O o aspecto mais positivo da consultoria foi a definição da ordem das cidades e o deslocamento entre elas. Só de não termos essa preocupação já foi de grande valia, pois já fomos direto nas sugestões que você nos passou e ganhamos tempo!

Eline e Vanusso
Araguaína/TO

Data da viagem: abril/2018

Viagem pela França, Inglaterra, Bélgica e Holanda

Dicas para outros viajantes

Gostamos muito de visitar o estádio da seleção inglesa em Londres – Wembley, e bem em frente tem um outlet muito bacana. As lembrancinhas mais baratas foram em Camden Town, fica a dica!

___

Recomendados pelo blogueiro para uma viagem perfeita
Guias, transfers, hospedagens e outros serviços para uma viagem tranquila e segura
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas nas atrações turísticas e programe seus bate-volta comprando ingressos e passeios antecipados
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Seguros PromoReal SegurosMondial Assistance ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

___

Roteiros personalizados Viajando bem e barato pela europa

SalvarSalvar

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *